terça-feira, 29 de março de 2011


Quatro maneiras

de tratar

com dificuldades

Ex.14:14


Introdução:

- A história da travessia do mar vermelho é a das mais conhecidas das Escrituras. Com um plano Soberano Deus por meio de seu instrumento Moisés após treze tentativas de ordenar á Faraó deixar o povo ir, o dia chegou. Um longa peregrinação caminha pelo deserto, mais com uma ordem de se acamparem diante de Pi-Hairote, entre Migdol e o mar, diante de Baal-Zefom é dada por Deus ao povo.

- Talvez para um momento de descanço como também para um momento de reflexão do que Deus tinha lhes feito até ali, e o que ainda havia de acontecer. É bem assim, quando paramos para descansar e refletir, porém alguns cudaidos precisamos tomar neste momento.

- Paulo escreve que muito do que ocorreu com este povo na peregrinação “estão escritas para aviso nosso” (1Co.10:11).

- O capitulo catorze nos trata de um avanço rumo á um grande milagre, e para este milagre, encontramos cinco grandes ASSUNTOS:

• As dificuldades que existem.


• O povo diante do desafio de enfrentar as dificuldades.


• A realidade da furia das dificuldades representada pelos Egipicios.


• Moisés simbolo do homem que se pôe a fazer a sua parte.


• Deus aquele que põe fim a cada dificuldade.

Dentre estes cinco assuntos meditemos em 4 grandes papeis.

1. O PAPEL DE MOISÉS - O LIDER ENTUSIASMADO NAS DIFICULDADES

1.1 - Moisés é o encorajador. “Não temais, estais quietos, vede o livramento, pelejará por vós”

- Aquele que tem não só a palavra, mas entendeu que também era hora de agir.

- Em meio a tantas vozes ele disse ao povo : “O Senhor pelejará por vós e vos calareis”

- O que o povo precisava era de ânimo, fé no Senhor e nas palavras do lider.

- Qualquer que seja a dificuldade, tenha á alguém uma palavra de entusiamo.

2. O PAPEL DOS EGIPICIOS - CAUSADORES DE DIFICULDADES MAS CIENTES DO SEU PROPRIO FIM

- Enquando Israel povo não cria no que seu lider falava, algo tremendo acontecia do lado de fora.

- O texto nos mostra que no momento da perseguição Deus “E tirou-lhes as rodas dos seus carros, e fê-los andar dificultosamente. Então disseram os egípcios: Fujamos da face de Israel, porque o Senhor por eles peleja contra os egípcios.” (v.25)

- Note que os de fora viam Deus sendo com o povo, mas o povo mesmo não conseguia enxergar isto.

- Existem muitas pessoas que nos observam e vêm Deus em nós e vez ou outra custa acreditarmos que Deus está agindo. Que possamos olhar as coisas de forma diferente.

3. O PAPEL DO POVO – VENCER AS DIFICULDADES CRENDO EM MOISÉS E EM DEUS, MAS ESCOLHERAM ERRAR

- Quando se está perto do milagre é possivel evitar que erros não sejam cometidos.

- Os erros cometidos por Israel são para nos ensinar que quando Deus faz uma promessa precisamos crer, ainda que circunstâncias provocadas nos permitem moldar-nos para melhor servi-lo.

- Mesmo diante da força de Moisés em suas palavras, acalmando, buscando tranquiliza-los, Israel conseguiu neste momento cometer três grandes erros, onde foram até Moises o tendo como culpado por passarem por tudo aquilo.

3.1 PRIMEIRO ERRO:

“E disseram a Moisés: Não havia sepulcros no Egito, para nos tirares {de lá}, para que morramos neste deserto?”


I. DE MORAR NO EGITO SEM DEUS ERA MELHOR DO QUE MORAR NO DESERTO COM DEUS

Ii) Israel precisava de uma RENOVAÇÃO NA MENTE

- Para eles era melhor ter de tudo no Egito do que não ter nada no deserto.

Iii) Israel precisava de uma MUDANÇA DE DIREÇÃO

- Para eles estabelecer-se no Egito com Faráo dava mais animo do que no Deserto com Deus.

Iiii) Israel precisava de uma EXPERIÊNCIA COM O DEUS DOS DESERTOS DA VIDA

- Eles não sabiam o que era providencia do Egito. Providência só de conhece no deserto.

3.2 SEGUNDO ERRO:

“...Por que nos fizeste isto, que nos tens tirado do Egito?

II. DE QUE ONDE DEUS OS TIROU NÃO HAVIA OUTRO LUGAR MELHOR

- Israel entre em um verdadeira campo minado com este erro.

Ii) O campo da INSATISFAÇÃO - Eles queriam estar melhor Locados.

Iii) O campo da INGRATIDÃO - Eles não conseguiam agradecer a mão forte do Senhor.

Iiii) O campo da DESCONFIANÇA - Eles não conseguiam confiar nem em Deus como em Moisés.

3.2 TERCEIRO ERRO:

“Não é esta a palavra que te temos falado no Egito, dizendo: Deixa-nos, que sirvamos aos egípcios? pois que melhor nos fora servir aos egípcios, do que morrermos no deserto”

III. DE QUE TUDO O QUE SE TINHA A GASTAR ERA SÓ PARA O EGITO.

- Israel havia sido oprimido por muitos anos com trabalho forçado, muitos deram suas vidas.

- Muitos gemiam, mas o que parece é que ainda tinham muito para dar no Egito.

- Existem duas coisas que não se pode esquecer de lição que foi esquecido.

IIIa) Israel não aprendeu a lição da PRIORIDADE NO SERVIÇO - Gastar-se primeiro no Egito é coisa para antes do Livramento.

IIIb) Israel não aprendeu a lição do TEMPO EXCEDIDO

- O tempo do Egito passou, mas no coração do povo ainda estava passando.

- Antes Paulo gastava-se em perseguir, mas depois começou á gastar-se por ele 2Co.12:15

4. O PAPEL DE DEUS – AQUELE QUE NOS AJUDA EM TODAS AS DIFICULDADES TUDO PARA QUE SEU NOME SEJA GLORIFICADO

- Porque Deus se interessa por um povo assim?

- Você sabia que está pergunta é feita até hoje?

4.1 - Deus nos ajuda nas dificuldades porque nos tem como filhos.

- Ele é o Pai e nós somos os filhos. - Filhos aprendem do Pai, não ensinam o Pai.

4. 2 - Deus nos ajuda nas dificuldades porque nos ama.


- Ele é amor. Seu olha não é outro para nós.


- Quando pensa em olhar com ira, lembra-te da misericórdia.

4.3 - Deus nos ajuda nas dificuldades porque conhece nossa estrutura

- Ele sabe até onde aguentamos.


- Ele sabe que em meio a nossa infidelidade, Ele permanece fiel.

4.4 - Deus nos ajuda nas dificuldades porque visa glorificar o Seu proprio nome

- Ele disse que seria glorificado em Faraó.

- Deus não tem prazer em dar vitória á ninguém sem que seu nome não seja glorificado.

- Tudo o que Deus fizer, por mim, em mim, através de mim, visa GLORIFICAR O SEU NOME.

- No papel de Moisés, aprendemos a entusiasmar em meio as dificuldades.

- No papel dos Egipicios, aprendemos que Deus pode mostrar a não tementes sinais visiveis de sua ação que não estamos vendo.

- No papel do povo, aprendemos que em meio as promessas de Deus murmurar sempre é a ultima alternativa.

- No papel de Deus, aprendemos que mesmo com nossas infidelidade no crer, Ele se compraz em nos por do Outro Lado do Mar.

Conclusão:

- O favor de Deus está estendido a nós, tudo o que Deus prometeu a Israel e cumpriu, Ele continua o mesmo para cumprir em sua Igreja, Seu Israel.

- Que Sejamos fortalecidos em nossa fé, solidificado em nossas raízes, e com um amor a cada dia mais á Deus pelo que Ele é, e não só do que pode vir a nos dar ou fazer.



Ev. Fernando Cardoso IEAD Ministerio de Perus - SP - Brasil Enviado por: Fernando de Lima Cardoso SAO PAULO - PERUS, SAO PAULO, BRASIL Fonte:
http://www.aigrejaquecresce.com/Artigos/Mensagens/tabid/79/articleType/ArticleView/articleId/1053/Quatro-maneiras-de-tratar-com-dificuldades.aspx



##############

##############

#################

#################

###################


Nenhum comentário:

Postar um comentário