quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011


A TENDÊNCIA

DE TODO LÍDER

SER SOLITÁRIO


- Quanto o coração de Deus dói ao ver seus pastores e líderes tão solitários. Ele sabe melhor do que nós que a solidão da alma é contagiosa. Igrejas inteiras, possivelmente até denominações inteiras às vezes, vivem mantendo certa distância entre os membros e ainda mais entre membros e líderes.

- Salomão tem o seguinte a dizer sobre a solidão: “Então, considerei outra vaidade debaixo do sol, isto é, um homem sem ninguém, não tem filho nem irmã; contudo, não cessa de trabalhar, e seus olhos não se fartam de riquezas; e não diz: Para quem trabalho eu, se nego à minha alma os bens da vida? Também isto é vaidade e enfadonho trabalho”. (Ec 4.7.8).

- Quantos líderes de encaixam, pelo menos parcialmente, nesse retrato triste?

- Não têm filhos espirituais e desconhecem o amor paternal.

- Não têm companheiro de jugo, nem um escudeiro que lhes protege as costas e carrega o peso para que estejam alertas e prontos para a batalha quando o inimigo aparecer.

- Em outro lugar, Salomão deixa claro que a pessoa solitária não é simplesmente uma vítima, mas responsável por suas escolhas e por seu afastamento: “Quem se isola busca interesses egoístas e se rebela contra a sensatez”. (Pv 18.1).

- Cloud e Towsend indicam seis motivos que explicam nossa tendência à solidão.

- Em muitos casos, convivemos com essas razões há tanto tempo que é bem possível que se tenham tornado fortalezas…

- Fortalezas são defesas, explicações ou racionalizações sobre determinado problema ou pecado não resolvido. Elas dão um forte ponto de apoio a satanás. Nesse caso, precisam ser destruídas por meio do arrependimento e da batalha espiritual.

SEIS FORTALEZAS QUE NOS LEVAM À SOLIDÃO

1. AUTO-SUFIÊNCIA
- O grito “eu sei fazer tudo sozinho!” brota o dia todo da criança de dois anos. Essa declaração de independência se repete em vários outros momentos, como no inicio da adolescência.

- Algumas pessoas nunca passam bem por essa etapa e ficam a vida toda tentando provar ou demonstrar que são competentes, que não precisam de ninguém.

Quem é vulnerável a auto-suficiência?
1º. Personalidades fortes. Tais pessoas são independentes, não precisam de outras pessoas.

2º. Pessoas que se sobressaem em inteligência, formosura, habilidades emocionais, força física ou finanças.

2. CORAÇÕES ENDURECIDOS
- Essas pessoas têm bem menos capacidade de expressar intimidade e geralmente sentem bem menos necessidade dela. Podem até fugir dela.

- Quando alguém fala em grupos pequenos, momentos de compartilhamento íntimo e prestação de contas, elas podem sentir o desejo de correr para outra direção.

- O coeficiente emocional dessas pessoas pode ser baixo e elas podem requerer um esforço grande para abrir o seu coração ou para identificar o que estão sentindo.

Quem é vulnerável a um coração endurecido?
1º. Pessoas feridas
, sobretudo quando crianças ou adolescentes, quando ainda não tinham estrutura e recursos para se defenderem.

2º. Dentre as pessoas vulneráveis encontram-se os professores, mestres e pastores. O coração endurece porque conhecemos verdades que não vivemos plenamente.

3º. Ativistas são vulneráveis. Pela correria de sua vida, não conseguem parar para ter momentos de meditação, contemplação, da visão do coração de Deus, de si mesmas e de seu próximo.

- Imagine se alguém for um mestre ou pastor ativista e ferido! Ganha uma dose tripla de tendência em ter um coração endurecido.

3º. DEPRECIAÇÃO
- Estas pessoas desvalorizam perdas e menosprezam bênçãos. Elas não permitem que seu coração se ligue em pessoas ou coisas.

- Desprezando coisas boas, elas se protegem dessa coisa ou pessoa, sabendo que algum dia aparecerá a dor da perda ou da decepção (gato escaldado tem medo de água fria).

Quem é vulnerável a depreciação?
- Pessoas feridas que sofreram muito, especialmente se ficaram amarguradas. Também pessoas que perderam muito.

- Essas pessoas podem andar com óculos escuros enxergando a vida toda de forma negativa ou debaixo de uma sombra.

4º. PERFECCIONISMO
- Tais pessoas são superexigentes consigo mesmas ou com os demais. Sem querer criam medo nas pessoas ao redor, medo de serem avaliadas, de não corresponder. Geralmente lhe falta empatia, habilidade de se identificar com as dores e fraquezas dos outros.

Quem é vulnerável ao perfeccionismo?
- Personalidades voltadas a tarefas. Elas são motivadas pelo trabalho e produção, não por necessidades e alegrias. As pessoas que zelam pela excelência também são vulneráveis.

- Pessoas legalistas também têm essa tendência, vêem apenas o comportamento dos outros e não o coração.

- Pessoas com mente analítica e habilidades críticas naturalmente andam dessa forma, sem pensar.

- Também são vulneráveis aquelas que nunca experimentaram profundo quebrantamento e restauração.

5º. DESEJO DE SE FUNDIR, UMA ENTREGA SEM LIMITES
- Tal pessoa é ameaçada por sua própria individualidade ou de outra pessoa próxima. Tem dificuldade de gostar de si mesma. Por isso se entrega facilmente ao cônjuge, aos filhos, ao trabalho, ao ministério ou a outra coisa de forma exagerada. Espera encontrar algo, no sucesso dessa outra pessoa, que não consegue encontrar dentro de si mesma.

- Outras vezes acaba sendo o extremo oposto: uma pessoa que engole as pessoas ao redor, não tendo um conceito equilibrado de seus próprios limites, procura seu bem estar através da vida dessas outras pessoas.

Quem é vulnerável?
1º. Pessoas com baixa auto-estima ou complexo de inferioridade.

2º. Pessoas que querem agradar – têm a maior dificuldade de dizer não por medo do que pensarão delas.

3º. Pessoas inseguras caem nessa armadilha, têm medo das mais diversas coisas, especialmente de não se saírem bem. Esse problema atinge pessoas com falta de amor fundamental, que não receberam esse alicerce quando crianças. Têm dificuldade de firmar sua identidade em Cristo.

6º. PASSIVIDADE
- Em geral, a passividade é fruto do medo; medo de perder alguém, se ser punido, de fracassar, de ser ferido. Essa pessoa se deixa ser levada por outras. Não assume responsabilidades. Não gosta de tomar decisões; prefere que outra pessoa decida por ela. Às vezes é bastante crítica, mas não se ergue para resolver as coisas.

Quem é vulnerável à passividade?
1°. Pessoas com feridas não curadas, que assumem o papel de vítimas.

2º. Pessoas que decidiram se acomodar a outra pessoa ou a circunstâncias difíceis.

FONTE:
O LÍDER QUE BRILHA – CAP. 4 – David Kornfield
http://insejecmissoes.wordpress.com/edificando/a-tendencia-de-todo-lider-ser-solitario/





+++++++++

++++++++++++

++++++++++++++

++++++++++++++++

+++++++++++++++++

++++++++++++++++++

+++++++++++++++++++


Nenhum comentário:

Postar um comentário