quinta-feira, 11 de novembro de 2010


As Armas dos
Vencedores

TEXTO: Ap. 12.10-11

“Então, ouvi grande voz do céu, proclamando: Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus.Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida.”


INTRODUÇÃO:


- Uma das coisas que como verdadeiros cristãos devemos saber, é que a vida cristã não é uma brincadeira, pelo contrario, é muito séria e estamos bem no meio de uma guerra (Ef.6.10-12).

- A boa noticia é que Deus em sua infinita graça nos concedeu estratégias e armas para vencermos esta batalha, e assim sermos conhecidos como os vencedores de Deus (II Co. 10.3-4).

- Satanás é tentador, assassino e mentiroso, mas sua maior atividade contra os cristãos é a acusação.

- O objetivo da acusação é nos tornar fracos e completamente impotentes. Todos os pensamentos e sentimentos que nos bloqueiam e nos deixam paralisados não passam de ataques do maligno.

O texto de Apocalipse nos diz que vencemos o maligno com três armas:

1 – O SANGUE DO CORDEIRO

“Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro...” (Ap 12:11ª)

- Toda a nossa vitória no mundo espiritual é baseada no sangue do Cordeiro.

- O sangue não é apenas para o perdão e salvação, mas é a base pela qual vencemos Satanás.

- Pelo sangue nos aproximamos de Deus, fazemos a vontade de Deus e fazemos a obra de Deus.

- O sangue de Jesus é para ser lançado sobre nós. Isso significa que, quando o inimigo nos acusar, precisamos declarar que sobre nós não há culpa ou condenação por causa do sangue de Jesus.

- Não há pecado tão grande, nem tão sujo que o sangue não possa perdoar.

“Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1 Jo 1:7;9)

- Quando o inimigo nos acusar, precisamos somente nos colocar debaixo da ação do sangue do Cordeiro, rejeitando as acusações infundadas e também aquelas que possuem uma causa.

- Quem não aceita o sangue de Jesus desonra a Deus, porquanto não crê que o sangue de Jesus é suficiente.

- Não vencemos por mérito nosso, nem porque temos crescido ou tido experiências, mas vencemos por causa do sangue. Uma vez que aceitamos o sangue, o poder de Satanás está anulado.

2 – A PALAVRA DO TESTEMUNHO

“…e por causa da palavra do testemunho que deram e...” (Ap 12:11b)

- Testemunhar é dizer aos outros, o que há em Cristo. É proclamar bem alto a vitória de Cristo sobre Satanás.

- Quando declaramos esses fatos, estamos liberando a palavra do testemunho.

- As obras do maligno são vencidas quando proclamamos.

- Testemunhar é falar fatos e Satanás teme muito quando repetimos esse fato vez após vez.

- É fato que o Senhor Jesus venceu a morte e o diabo; - Que o valente está amarrado e legalmente condenado;

- É fato que Cristo é o Senhor e Rei para sempre, que venceu na cruz e que Cristo veio para destruir as obras de Satanás.

3 – NÃO AMARAM A PRÓPRIA VIDA

“...mesmo em face da morte, não amaram a própria vida.”(Ap 12:11c)

- A palavra “vida” possui dois significados. Um aponta para a vida física e o outro se refere à nossa alma.

- Quando deixamos de amar nossa vida, significa que abandonamos toda atitude de auto-preservação na obra de Deus.

- Aqueles que procuram conforto o tempo todo, não são muito úteis a Deus.

- Não amar a vida é se dispor a jejuar, perder noites de sono em vigílias, deixar o lazer para ajudar o irmão e abandonar o prazer para fazer a obra de Deus.

- Outro aspecto de não amar a própria vida é abandonar todo esforço próprio para fazer a obra de Deus.

- Não amar a própria vida é levar o ego para a morte sem hesitar.

- Somente quando as questões do nosso ego são tratadas na cruz é que a vida de Cristo se manifesta. Deixe que Deus anule o seu eu por meio da cruz.

- E no aspecto fisíco: “Porém em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus para testemunhar o evangelho da graça de Deus.” (At 20:24)

Guia do Compartilhamento

Qual área de sua vida tem sido diferente devido o poder do sangue de Cristo?

Do que você precisa abrir mão para que ame menos sua vida e viva para Cristo? Você está disposto(a)?

Declare verdades de Deus a seu respeito.

Fonte: Pr Silvio Galli
E-mail:
prsilviogalli@ibavmaua.com


:::::::::::::::::::::::::::::::

:::::::::::::::::::::::::::::::


ATENÇÃO!


POR FAVOR, DÊ UM CLIC

EM QUALQUER ANÚNCIO
AO LADO OU ABAIXO
DESTES ESBOÇOS.

Conto com vc!


:

:::

::::

:::::

:=::::

:::::::

::::::::

::::::::::


==========

=========

========

=======

======

=====

====

===

==

=




Quando os sonhos
são adiados

TEXTO: Gn. 30.1-7; 22-25



INTRODUÇÃO:


- Willian Carey disse que o tamanho dos nossos sonhos determina o tamanho do nosso Deus. Os nossos sonhos têm o poder de honrar e exaltar a Deus. Eles são o alimento de nossa alma e a linguagem de nossa esperança.

- O Sonho de Raquel era ter filhos, de Jacó ser livre e viver com sua família e o de José o de ser um grande líder.

I. QUANDO OS SONHOS SÃO ADIADOS:

- Raquel entrou em desespero em virtude de sua esterilidade ao ponto de invejar a sua irmã que tinha filhos.

- Aquilo não era obra do diabo, ainda que ele possa fazer isso, nem era fruto de alguma maldição, ainda que maldições existam e produzam esterilidade.

- A esterilidade de Raquel era uma parte do propósito de Deus. Raquel queria ter filhos, mas Deus queria ter um José.

- Deus cria situações ao nosso derredor para que os nossos sonhos revelem os seus propósitos eternos.

a. Para enterdermos que somente por Deus eles se realizam:

- No decorrer da história, Raquel oferece a empregada ao marido para ter relação, afim de por meio dela formar uma família.

- Mas aquela era apenas estratégia humana e Raquel dava testemunho como sendo de Deus (v.6).

- Raquel continuava descontente e foi buscar a face de Deus, após um tempo o Senhor se lembrou dela (Gn 30:22).

- O sonho adiado deveria nos forçar a buscar mais a Deus e não permitirmos que o tempo os mate.

b. Para sermos qualificados por Deus para sua realização

- A maior lição que o tempo nos ensina é a perseverança.

- O sonho adiado é para nós um teste.

- Se vamos ou não entrar no cumprimento do sonho depende se somos ou não aprovados no teste de Deus (Gn 30.23-24).

c. Para enterdermos que os sonhos de Deus são maiores que os nossos

- Raquel desejava apenas um filho, mas Deus planejava um José.

- José foi o príncipe do Egito e usado por Deus mais tarde para livrar toda a nação e a sua respectiva família da fome e da miséria.

d. Para podermos conhecer os caminhos de Deus

No verso 23 e 24 vemos algumas lições que Raquel aprendeu:
• Tudo está no controle de Deus;
• Deus usa os fracos e os pobres, pois o homem não prevalece pela força;

II. SONHO É FRUTO DE QUATRO PRINCÍPIOS

1 – Vem do trabalho (Ec. 9.10)
2 – Ser cheio do Espírito, os velhos sonharão (Jl. 2.28)
3 – Perseverança (Tg. 1.4)
4 – Depende da ação de Deus (Sl. 126. 1-2)

III. Guia do Compartilhamento

Existe algum sonho que você abriu mão e hoje crê que ele pode se realizar? Compartilhe:

Qual atitude precisa haver em você hoje para que os sonhos de Deus se cumpram em sua vida?


FONTE: Pr Marcio Pereira
E-mail:prmarcio.pereira@ibavmaua.com



==


===


====


=====


======


=======


========


=========