terça-feira, 9 de novembro de 2010


GRATIDÃO COMO
ESTILO DE VIDA


INTRODUÇÃO:

- A gratidão é o ato de reconhecimento de uma pessoa por alguém que lhe prestou um benefício, um auxílio, um favor etc.

- A gratidão é uma emoção, que envolve um sentimento de dívida emotiva em direção de outra pessoa; freqüentemente acompanhado por um desejo de agradecê-lo, ou reciprocar para um favor que fizeram por você.

- Num contexto religioso, gratidão também pode referir-se a um sentimento de dívida em direção a Deus, a expressão de gratidão a Deus é um tema central do cristianismo.

I. DESENVOLVENDO UM ESTILO DE VIDA DE GRATIDÃO

II Sm 7:8,9 “Agora, pois, diga ao meu servo Davi: Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Eu o tirei das pastagens, onde você cuidava dos rebanhos, para ser o soberano de Israel, o meu povo. 9 Sempre estive com você por onde você andou, e eliminei todos os seus inimigos. Agora eu o farei tão famoso quanto os homens mais importantes da terra”.

- Deus mostra ao rei Davi de onde Ele o tirou e o que Ele fez dele. Davi não deveria se esquecer de tudo o que Deus fez em sua vida e ser eternamente grato por isso.

Sl 50:14 “Ofereça a Deus em sacrifício a sua gratidão, cumpra os seus votos para com o Altíssimo”.

- A nossa gratidão é como oferta aos olhos de Deus e devemos fazer votos a Ele como gratidão por nos abençoar.

Sl 50:23 “Quem me oferece sua gratidão como sacrifício, honra-me, e eu mostrarei a salvação de Deus ao que anda nos meus caminhos”.

- A nossa gratidão é uma forma de honrarmos a Deus.

Al 56:12 “Cumprirei os votos que te fiz, ó Deus; a ti apresentarei minhas ofertas de gratidão”.

- Não devemos fazer votos a Deus sem cumpri-los. O cumprimento do voto é uma forma de agradecimento.

Dn 2:23 “Eu te agradeço e te louvo, ó Deus dos meus antepassados; tu me deste sabedoria e poder, e me revelaste o que te pedimos,revelaste-nos o sonho do rei”.

- Devemos agradecer pelos dons e privilégios que Deus nos proporciona. Pelas oportunidades e posição a que Ele nos eleva.

Jo 11:41 “Então tiraram a pedra. Jesus olhou para cima e disse: “Pai, eu te agradeço porque me ouviste”.

- Agradecer pelos milagres da vida. Pelas orações respondidas.

Fp 1:3 “Agradeço a meu Deus toda vez que me lembro de vocês”.
Rm 16:3,4 “Saúdem Priscila e Áquila, meus colaboradores em Cristo Jesus.
4 Arriscaram a vida por mim. Sou grato a eles; não apenas eu, mas todas as igrejas dos gentios.

- Reconhecer e agradecer os benefícios dos outros a nós concedidos. Agradecer aos que tem nos ajudado e honrá-los sempre que podermos ou tivermos oportunidades.

II. A INGRATIDÃO É PRÓPRIA DOS ÍMPIOS

II Tm 3: 1,2 “Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis. - Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, INGRATOS, ímpios”.

- A ingratidão é um dos sinais dos últimos tempos. O “espírito” da ingratidão tomará a consciência dos homens ímpios e será uma prática de vida destes em oposição ao “espírito” de gratidão que é próprio dos filhos de Deus.

III. ADVERTÊNCIA CONTRA A INGRATIDÃO

Dt 8:10-14 “Depois que tiverem comido até ficarem satisfeitos, louvem o SENHOR, o seu Deus, pela boa terra que lhes deu. 11 Tenham o cuidado de não se esquecer do SENHOR, o seu Deus, deixando de obedecer aos seus mandamentos, às suas ordenanças e aos seus decretos que hoje lhes ordeno. 12 Não aconteça que, depois de terem comido até ficarem satisfeitos, de terem construído boas casas e nelas morado,
13 de aumentarem os seus rebanhos, a sua prata e o seu ouro, e todos os seus bens,
14 o seu coração fique orgulhoso e vocês se esqueçam do SENHOR, o seu Deus, que os tirou do Egito, da terra da escravidão”.

- Muita gente depois que recebe a sua benção se esquece que tudo vem de Deus. Muitos quando estão desempregados, pagando aluguel, andando a pé ou de ônibus, são até fiéis e servem a Deus com amor, mas quando são abençoados, se desviam, não dizimam, não ofertam ect.

IV. AGRADECER POR TODAS AS BÊNÇÃOS RECEBIDAS

Sl 103: 1,2 “Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. - Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios”.

- Este salmo expressa ação de graças e louvor ao Senhor pelos privilégios e bênçãos que Ele outorga ao seu povo. Nunca devemos nos esquecer da bondade de Deus para conosco, nem deixar de lhe ser gratos por suas bênçãos derramadas sobre nós.

V. TEMOS QUE AGRADECER PELA PAZ EM NOSSA VIDA

Cl 3: 5 “E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos”.

VI. AGRADEÇAMOS A JESUS QUE NOS FORTALECE

I Tm 1:12 “Sou grato para com aquele que me fortaleceu, Cristo Jesus, nosso Senhor, que me considerou fiel, designando-me para o ministério”.

VII. LOUVANDO A DEUS COM GRATIDÃO EM NOSSO CORAÇÃO

Cl 3:16 ”Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração”.

VIII. DEVEMOS ORAR E VIGIAR COM GRATIDÃO

Cl 4:2 “Dediquem-se à oração, estejam alerta e sejam agradecidos”.

-Toda oração deve ser misturada com gratidão, pois sem esse perfume, que é o incenso da devoção, não tem um muito significado para Deus.

CONCLUSÃO:

SEJAMOS GRATOS A DEUS POR TUDO

Ef 5:20 “Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo”.

- Devemos ter um estilo de vida de gratidão na adversidade, na bonança, no bem, no mal, no sucesso, no fracasso, em tudo. Enfim o crente genuíno encontrará motivos para agradecer a seu Deus, até mesmo “por tudo”, e não apenas “em tudo”.

- Mas isso requer uma elevada consciência de compreensão do que nos ensina a palavra de Deus em Rom. 8:28 “ Sabemos que “todas as coisas”, de acordo com o desígnio divino, visam “cooperar juntamente” para nosso bem-estar espiritual”.


Graça e Paz!


AUTOR: Pr. Osmarino Correia de Araújo




=============

============

==========

========







O povo mais rico
do mundo


- O apóstolo Paulo escreve sua Carta aos Efésios de sua primeira prisão em Roma. Ele já era um homem velho e trazia no corpo as marcas de Cristo. Já havia sido preso em Filipos, Jerusalém e Cesaréia.

- Como bandeirante do Cristianismo, já havia sido apedrejado, açoitado, fustigado com varas e enfrentado naufrágios e perigos de toda sorte. Agora, o apóstolo estava algemado e preso em Roma, a capital do Império.

- Ao escrever sua Epístola aos Efésios, longe de reclamar de suas cadeias, ou rogar qualquer alívio do sofrimento, relembra à igreja, quão rico é o povo de Deus.

- Paulo diz que aqueles que crêem em Cristo são santos e fiéis e detentores tanto da graça como da paz.

- Para nossa geração embriagada pelas bênçãos e tão apática em relação ao abençoador, Paulo diz que já somos abençoados com toda sorte de bênção em Cristo Jesus.

- Somos o povo mais rico do mundo. É claro que Paulo não está falando da teologia da prosperidade, reduzindo as riquezas espirituais apenas ao nível material.

- A Bíblia diz que há ricos pobres e pobres ricos. A verdadeira riqueza não é terrena, é celestial; não é material, é espiritual.

- Somos o povo mais rico do mundo, porque somos abençoados com toda sorte de bênção espiritual pelo Deus Pai (Ef 1.4-6), pelo Deus Filho (Ef 1.7-12), e pelo Deus Espírito Santo (Ef 1.13,14).

- Nossa salvação é uma obra realizada pelo próprio Deus triúno e para a glória do Deus triúno (Ef 1.6,12,14).

Quais são essas bênçãos que temos e, que nos torna o povo mais rico do mundo?

1. Nós fomos escolhidos por Deus (Ef 1.4).

- Não fomos nós que escolhemos a Deus, foi Deus quem nos escolheu. Não fomos nós que amamos a Deus, foi ele quem nos amou primeiro. Deus nos escolheu não porque cremos em Jesus, mas cremos em Jesus porque ele nos escolheu.

- Deus não nos elegeu porque éramos santos, mas nos elegeu para a santidade. Ele nos escolheu não porque tínhamos boas obras, mas fomos criados em Cristo Jesus para as boas obras.

- Deus nos escolheu, em Cristo, desde a eternidade, para a salvação não por causa dos nossos méritos, mas apesar dos nossos deméritos.

2. Nós fomos adotados na família de Deus (1.5).

- Deus não apenas nos livrou da condenação eterna, que os nossos pecados merecem, mas também nos adotou em sua família.

- Somos filhos de Deus, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo. Temos livre acesso à sua presença por meio de Jesus.

- O Espírito Santo, agora, habita em nós e nos transforma de glória em glória, na imagem de Cristo, nosso irmão primogênito.

- Aqui cruzamos vales escuros, pisamos o chão crivado de espinhos pontiagudos, porém, em breve, estaremos na Casa do Pai, no Paraíso, na Cidade Celeste, com corpos glorificados, para reinarmos com Jesus, pelos séculos sem fim.

3. Nós fomos remidos pelo sangue de Cristo (1.7).

- Deus nos amou e nos resgatou da casa do valente, da potestade de Satanás, do reino das trevas, da masmorra do pecado, mesmo quando éramos fracos, ímpios, pecadores e inimigos.

- Éramos escravos da carne, do mundo e do diabo quando Deus quebrou as correntes que nos mantinham prisioneiros.

- Fomos libertos e resgatados. Pelo sangue de Jesus fomos comprados para Deus, para sermos propriedade exclusiva de Deus, e para vivermos para a glória de Deus. Esse resgate não foi mediante ouro ou prata, mas pelo precioso sangue de Jesus!

4. Nós fomos selados com o Santo Espírito da promessa (Ef 1.13,14).

- Deus Pai nos escolheu e nos adotou em sua família, Deus Filho nos remiu com o seu sangue e, Deus, o Espírito Santo, nos selou como propriedade exclusiva de Deus.

- Ninguém neste mundo nem no vindouro pode arrancar-nos dos braços de Deus. Estamos seguros e guardados.

- Temos o selo de Deus. O Espírito Santo, que habita em nós, é o penhor e a garantia de que aquele que começou boa obra em nós, há de completá-la até o dia de Cristo Jesus.

- Somos ricos, muito ricos; de fato, o povo mais rico do mundo!


Autor: Rev. Hernandes Dias Lopes /
http://hernandesdiaslopes.com.br/2010/10/o-povo-mais-rico-do-mundo/




**************

*************

***********

*********

*******

*****

****

***

**

*