sábado, 7 de agosto de 2010


A Presença de Deus
e a Igreja Hoje

Texto: Lucas 3.1-14

Introdução:

- Deus nos salvou e nos chamou para desenvolvermos um íntimo relacionamento de amor com Ele, para andarmos com Ele em comunhão constante.

- Manter a chama acesa do primeiro amor por Jesus é o nosso grande desafio diário como discípulos.

- O que de melhor poderia acontecer com esta igreja?
1 – NOSSO MAIOR PROBLEMA: PERDERMOS A PRESENÇA DE DEUS.
a) O Velho Testamento termina mostrando Deus expulso do templo em Jerusalém, devido ao orgulho e corrupção dos líderes religiosos da época.

- Embora, os cultos, as festas, os sacrifícios continuassem, Deus não estava lá, tudo era apenas religiosidade sem Deus. Os sacerdotes tinham apostatado e se ligado a Roma... (Lc 3.1-2).

- Por que João tinha que pregar no deserto? R. Porque não tinha espaço para Deus falar no templo...
b) O Novo Testamento termina mostrando Jesus Cristo do lado de fora da igreja, devido ao orgulho e arrogância do pastor e da igreja (Ap 3.14-21).

- Por que Jesus estava do lado de fora da igreja de Laodicéia? R. Porque a igreja estava satisfeita (com as coisas materiais), sem a presença de Jesus...

c) Estar longe de Jesus sem perceber a distância é a maior tragédia do cristianismo atual.

- Jesus retirou-se da igreja de Laodicéia e eles não perceberam.

d) O que nos faz perder a presença de Deus é a frieza, a desobediência, o pecado, o orgulho espiritual, a rebeldia, a prática religiosa sem a direção do Espírito Santo, a indiferença, a falta de oração, a tradição, o secularismo, o mundanismo, a cultura teológica religiosa sem a experiência com Deus.
e) Quando você perde a presença de Deus, você adora a adoração, você cultua a personalidade, você torna-se apenas um religioso morto espiritualmente...
2 – NOSSO MAIOR DESAFIO: ATRAIRMOS A PRESENÇA MANIFESTA DE DEUS.a) Nosso coração quebrantado, nossa fome, nossa paixão por Jesus, nossa sede, nossa humildade, nossa adoração em Espírito e em verdade é o que atrai a presença manifesta de Deus (Isaías 64.1-3).

b) A diferença entre o tabernáculo de Moisés, o tabernáculo de Davi e o templo de Salomão.
- Por que Deus abriu um espaço de 40 anos onde as pessoas podiam adorar diante da presença de Deus, diante da arca?R. Porque Deus encontrou um coração apaixonado por sua presença.

Ex: Davi estabeleceu os turnos de adoração de 24 horas, durante 33 anos a adoração não parou nem de dia e nem de noite em Jerusalém, cerca de 24 mil levitas cumpriam as escalas de acordo com os seus turnos, assim a adoração não parava.

c) É essa adoração que Deus deseja restaurar através da igreja (Atos 15.16-18).
- A adoração de Jesus atraia a presença manifesta de Deus, o Pai (Mt 17.1-5; Lc 3.21-22; Jo 12.27-28).

d) A adoração em unidade atrai a presença manifesta de Deus (Atos 4.31).
- Moisés clamou: “Se a tua presença não vai comigo, não nos faça subir deste lugar” (Êxodo 33.15).

3 – NOSSA MAIOR NECESSIDADE: DESENVOLVERMOS INTIMIDADE COM DEUS.
a) Precisamos buscar ao Senhor de todo nosso coração, de toda nossa alma, com todo nosso entendimento e com todas as nossas forças, com nossa consciência, nossa vontade, nossa mente, nosso coração, nossa memória, nossas emoções (Mc 12.30; Jr 29.11-13).

b) É preciso ter paixão ardente pela presença de Deus. Essa deve ser a maior paixão de nossa vida.
c) Precisamos andar com Deus em profunda comunhão e intimidade com Ele, e isso só é possível pelo Espírito Santo.
d) A principal razão porque não experimentamos um avivamento gerado no céu e operado pelo Espírito Santo em nossos dias é que estamos satisfeitos sem a presença do Senhor.

e) “A intimidade com Deus produz santidade, santidade produz autoridade, autoridade nos leva a conquista”.
CONCLUSÃO

- Meus irmãos quando formos humildes o suficiente, estivermos abatidos e quebrantados, desesperados por Deus, famintos, apaixonados, limpos o suficiente, então Deus nos mandará um avivamento que igualará e até ultrapassará o avivamento que o mundo já experimentou durante a história da igreja.

- Vamos juntos buscar a presença manifesta de Deus apaixonadamente, essa é a base para continuarmos bem e terminarmos aprovados em Cristo. Assim estaremos preparando o caminho para a volta do Senhor Jesus. Todos os povos verão a salvação do Senhor, produzirão frutos dignos de arrependimento, e a glória do Senhor encherá a terra como as águas cobrem o mar.

- É através da presença manifesta de Jesus no meio da igreja, que milagres acontecem, pessoas são salvas, restauradas, libertas, curadas e os dons do Espírito Santo são manifestados.
O que de melhor poderia acontecer com esta igreja?R. Atrairmos a glória de Deus e a sua presença manifesta entre nós. É termos a presença gloriosa de Jesus entre nós todos os dias (Mt 28.20).
É sermos dirigidos pelo Espírito Santo a cada instante de nossas vidas (Atos 13.1-3).

Fonte:
http://www.pibmarilia.org.br/estudo_semana.php?ida7_estudo_semana=89



++++++++++++++

=============



::::::::::::::::::::::::::::

=============

***************


Deus
Não Desiste
de Você

Tema: Gênesis 32:22-32


INTRODUÇÃO:

- Deus nos ama com amor eterno, incondicional (Jer. 31:3). O amor incondicional de Deus pode ser visto de forma sublime e maravilhosa na vida de Jacó.

- Não somos salvos por méritos nossos, mas pela graça de Deus (Ef. 2:8,9). A salvação é iniciativa de Deus, pelo seu grande amor para conosco (Jo 3:16).

Vejamos algumas verdades que nos mostram como Deus não desistiu de Jacó.

1 - DEUS VEIO AO ENCONTRO DE JACÓ NA HORA DE SUA MAIOR ANGUSTIA (Gên. 32:24).

a)- Jacó havia mentido para o pai, enganado o irmão, mas não conseguira apagar as chamas de sua própria consciência culpada; os anos não conseguiram apagar o seu drama existencial... A crise de Jacó com Esaú ainda estava acesa em seu coração...

b)- Depois de vinte anos, ele estava de volta à sua terra e agora precisava encontrar-se com seu irmão Esaú, o medo lhe veio ao coração; a culpa o assolava.

c)- Jacó vivera a vida fugindo, agora precisava enfrentar a situação de frente... não podia mais continuar fugindo.

d)- Jacó precisava encarar a si mesmo, tinha de olhar no espelho da sua própria alma e contemplar de fato quem ele era: um suplantador.

e)- Porque Deus nos ama como Pai, Ele mesmo cria as circunstâncias para que possamos refletir sobre a nossa condição, e isso tem que acontecer em silêncio diante dele...

f)- O vau de Jaboque não é um acidente na caminhada Cristã, mas uma agenda do céu, faz parte do calendário de Deus para nossa vida; Deus mesmo marca o encontro conosco – face a face...

2 - DEUS TOMOU A INICIATIVA E LUTOU COM JACÓ (Gên. 32:24).

a)- Deus tomou a iniciativa porque queria transformar a vida de Jacó.

b)- Deus não abre mão de sua vida, por isso ele toma a iniciativa e luta conosco...

c)- O encontro de Jacó com Deus não podia mais ser adiado – ter as bênçãos de Deus não é suficiente...

d)- Jacó precisava ter uma experiência real, pessoal, prática e profunda com o próprio Deus ... Face a face com Ele.

e)- Deus é quem toma a iniciativa, é quem inicia o processo, é quem opera em nós tanto o querer como o realizar (Fil. 2:13).

- A salvação é sempre uma iniciativa de Deus; só o amamos porque Ele nos amou primeiro... (I João 4:19)

f)- Deus não desiste de você. Ele não abre mão de sua vida. Ele ama você. Ele investe em você. Ele abençoa você. Ele quer o seu coração. Ele restaura você. Ele quer salvar você...

Ex. Moisés, nos primeiros 40 anos no deserto, ele tinha desistido, mas Deus não desistiu dele.

Ex. Jonas, quando tentou fugir para Tarsis, ele desistiu, mas Deus não desistiu dele...Deus foi busca-lo no fundo do mar, na barriga de um peixe.

Ex. O apostolo Pedro, quando negou o Senhor Jesus, ele tinha desistido de seu Ministério, mas Jesus não desistiu dele... (Jo 21:15-17)

3 - DEUS QUEBROU A RESISTÊNCIA DE JACÓ PARA TRANSFORMÁ-LO MILAGROSAMENTE (Gên. 32:25).

a)- Jacó lutou a noite toda; ele não queria ceder; não queria entregar os pontos; ele era um caso difícil, um coração duro; mas Deus não desistiu dele...

b)- É Deus quem transforma o homem milagrosamente. Não há impossíveis para Deus. Não há vidas irrecuperáveis para Deus. É impossível resistir a Deus e prevalecer. Seu amor sempre vence...

c)- Deus tem lutado com você também. Ele tem colocado intercessores em seu caminho, pregadores, amigos, familiares, não endureça o coração, chegou o tempo e a hora de você se render a Ele e experimentar uma nova vida, ter um novo coração, uma nova mente, um novo nome, um novo lar, uma nova pátria, uma nova esperança, uma nova fé, uma nova alegria, certeza de salvação e vida plena.

d)- Deus feriu Jacó para que este não fosse condenado por toda a eternidade. Quem não vem por amor, vem pela dor. A vocação de Deus é irrevogável e sua graça, irresistível. Deus usará todos os meios para salvar você. Se preciso for, ele tocará em seu corpo, em seus bens, para que você se quebrante, se humilhe e venha para Ele...

e)- A voz de Deus é poderosa. Ela quebra as nossas resistências. As circunstâncias adversas, muitas vezes, são trombetas de Deus alertando-nos para voltarmos para Ele correndo...

Ex. O encontro de Jesus com Saulo... (Atos 9:1-18).

f)- O sofrimento por si só não tem poder algum para transformar nossa vida.

- O sofrimento sem a operação da graça de Deus tem o efeito do sol no barro: apenas o endurece (Apoc. 16:8-11). Mas o sofrimento trabalhado pela graça de Deus é como o sol na cera: derrete-a.

- Jacó foi ferido no corpo para que sua vida fosse salva, sua alma liberta e seu futuro fosse abençoado para sempre.

4 - DEUS DESPERTOU EM JACÓ UMA CONSCIÊNCIA DE PECADO ANTES DE DAR-LHE A SALVAÇÃO (Gên. 32:27,28).

a)- Deus expôs o pecado de Jacó antes de salvá-lo. Deus perguntou-lhe: “Qual é o seu nome? Então disse: seu nome não será mais Jacó, mas sim Israel...” (Gen. 32:27,28).

b)- Por que Deus perguntou a ele o seu nome?

- Deus estava despertando em Jacó uma consciência de pecado, ele precisava reconhecer o seu estado de pecado.

- Quando Isaque, vinte anos atrás lhe perguntou: “Quem és tu? Sou Esaú, teu filho, o teu primogênito, respondeu” (Gen. 27:18,19 e 24). Naquele ato com seu Pai Jacó mentiu e enganou... Ele era um retrato de seu próprio nome. Seu nome significa enganador. Isso precisava mudar.

c)- Deus trouxe a Jacó a consciência de pecado. Diante da pergunta divina o teimoso lutador responde: “eu me chamo Jacó” (Gên. 32:28). Aquela não foi uma resposta qualquer, foi uma confissão, admitindo que era um enganador e que precisava ser transformado, liberto, abençoado e salvo.

d)- Hoje Deus pergunta: Quem é você? O que você esconde debaixo da capa de sua vida? Qual é a sua verdadeira identidade? Chegou a hora de você reconhecer quem é, de parar de fugir de si mesmo, dos outros e de Deus. É hora de confessar os seus pecados e receber o perdão de Deus (Is. 1:18; I João 1:7-9; Is. 43:25; 44:22).

e)- Deus salvou Jacó e transformou sua vida. Seu nome foi mudado, sua historia foi mudada, seu caráter foi transformado, seu coração foi transformado para sempre (Gên. 32:28-32).

f)- No Jaboque, foi sepultado Jacó, um enganador, e ali nasceu um príncipe, um príncipe de Deus - Israel. A salvação é uma obra completa. Deus muda tudo, o nome, a vida, o destino, o caráter, a história, tudo se faz novo (Gên. 32:28; I Cor. 5:17).

CONCLUSÃO

- Deus não desiste de você, como Ele fez com Jacó, Ele quer fazer com você. Ele quer mudar sua vida, seu caráter, sua história, seu destino; Ele quer dar-lhe um novo nome, abençoar você, sua família e fazer de você uma grande benção.

- Você nesse momento, neste lugar, está face a face com Deus, sua vida pode ser mudada agora mesmo. “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele e o mais ele fará” (Sal. 37:5).

- Você talvez, pode ter entrado aqui hoje como enganador, suplantador... Mas pode sair como filho de Deus, príncipe de Deus. A escolha é sua. (Deut. 30:19).

Fonte:
http://www.pibmarilia.org.br/estudo_semana.php?ida7_estudo_semana=67




#############

############

###########