terça-feira, 29 de junho de 2010


As misericóridas
do Senhor

Texto base: Lamentações 3. 21-26




Introdução:

- quando precisamos enfrentar desafios, resolver conflitos, tomar uma decisão, sempre vamos buscar na nossa memória algo que nos mostre como Já resolvemos, no tempo passado, alguma situação semelhante.
- Jeremias, precisava mostrar ao povo, cativo na Babilônia, que ainda restava esperança e que esta esperança.

- Então ele pergunta a Deus: O que pode nos trazer a esperança?

21 Quero trazer à memória o que me pode dar esperança.22 As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim;23 renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade.24 A minha porção é o SENHOR, diz a minha alma; portanto, esperarei nele.25 Bom é o SENHOR para os que esperam por ele, para a alma que o busca.26 Bom é aguardar a salvação do SENHOR, e isso, em silêncio.

1 – As misericórdias do Senhor são infindáveis

a) não tem fim – na existência humana tudo tem um fim.

- A situação atual da sua vida, terá um fim. No reino de Deus, as misericórdias expressam o caráter de Deus, os atributos de Deus. São eternas, não se acabam e não têm fim! Aleluia.

b) Isso nos traz esperança: as misericórdias do Senhor permanecem para sempre!

2 – As misericórdias do Senhor são dinâmicas.

a) elas se renovam – em bom português, renovar indica mudar ou modificar para melhor. Deus muda sempre para melhor!

b) A cada manhã – como sentimos isto? O amanhecer é um tempo de expectativas, de disposições, de novas expectativas.

c) Novidade de Vida – As misericórdias não só são melhores como nos surpreendem a cada dia. No deserto, onde não havia nada, a cada manhã Deus enviava o maná. Por isso o apóstolo nos diz para andar em novidade de vida!

d) Nossa esperança é sempre nova – as misericórdias estão sempre se renovando, são dinâmicas, ao logo de todos os dias dos anos. Por isso podemos sonhar. Por isso podemos caminhar na direção dos nossos sonhos;

3 – As misericórdias são a fonte da vida.

a) são a causa de não sermos consumidos – tudo no mundo, maquina para a nossa destruição – poluição, fome, crise, miséria, doenças, podridão moral, egoísmo violência, pecado...

b) por que não somos consumidos?
- Há tanta gente com medo, vivendo sob angústia, depressão, infelicidade constante, pavor, inferioridade.
- Há esperança para você. As misericóridas do Senhor nos preservam, nos guardam, não deixam que sejamos assolados ou consumidos.

c) Isto nos traz esperança – as misericórdias do Senhor são a fonte da vida. Os filhos de Deus jamais perecerão (Jo 10.28 “nunca hão de perecer”)

Conclusão:

- Grande é a fidelidade de Deus com as nossas vidas.

- Como está a sua vida, como está o seu relacionamento conjugal?

- Tem perdido as esperanças? Está difícil.

- Tome hoje uma posição diante de Deus de lutar por aquilo que ele tem te concedido. Ainda que hajam dificuldades a serem vencidas, elas podem ser vencidas através das misericódias do nosso Deus.

- Ousemos colocar nele toda nossa confiança, toda a nossa esperança.

- Lembre-se, hoje, dos sonhos que o senhor colocou no seu coração, num dia especial da sua vida: seu casamento, sua ordenação, sua profissão?


AUTOR: Pr. Elton Melo



+++++++++++++++

+++++++++++++++

DESONESTIDADE,
DESVIO DE CARÁTER?


Os desafios bíblicos para uma vida de integridade.

Texto: Amós 5:18-27

Introdução:

- Vamos estudar os ensinos bíblicos acerca da honestidade. Ela é um requisito fundamental para o nosso bem-estar.

- Ainda que o indivíduo tenha todas as condições fundamentais para a sua subsistência, como as de alimentação, de saúde, instrução, etc, se lhe faltarem os requisitos de natureza moral, espiritual, relacionados ao caráter, nada irá bem.

- Haverá apenas sofrimentos, desprestígio e fracassos constantes. Por isso, vamos analisar o que a Bíblia ensina sobre o nosso caráter, no que diz respeito à honestidade.

I. Deus ama os honestos

- As Escrituras Sagradas são repletas de ensinos em torno da honestidade, especialmente na vida dos crentes.

- O pecado de Adão foi ato de dolosa desonestidade. O primeiro homem falhou, não honrando ao seu Criador e Pai, e pecou, Gênesis 3:1-7.

- É fato que Deus sempre fez questão de que seus servos fossem honestos, decentes, corretos; homens justos, SaImo 101:6.

- Abraão foi escolhido como homem bom, amigo, honesto, Gênesis 12:1-9.

- O Salmo 24 descreve o cidadão do Reino de Deus: é o homem de mãos limpas, de coração puro, sem subterfúgios ocos e que sabe cumprir a palavra empenhada, v. 3, 4.

- São pessoas que desfrutam de intimidade com Deus: Buscam a presença do Deus de Jacó " v. 5. Judas se arruinou antes de trair seu Mestre, sendo desonesto e falso no seu trato com os outros.

- O Brasil precisa de homens de caráter e honrados. Alguém já escreveu na imprensa brasileira "que a crise da Nação não é outra senão crise de caráter, a falta de mais homens de bem, decentes e honrados''.

- E verdade, e devemos orar ao Senhor, rogando-lhe cidadãos desse tipo para o país. E nós mesmos devemos nos empenhar em sermos esse padrão de homens que o mundo espera ver no crente. Vejamos como isso é possível.

II. A honestidade pessoal - que é?

- As palavras honestidade, honesto e derivados vêm de uma raiz latina que significa "aquilo que dá lustro, brilho, adorno, honra".

- Que sentido tem esse termo? De modo geral, a honestidade é qualidade do caráter, e se manifesta na conduta do homem. É a prática da retidão em tudo.

- Daí, significa aquilo que é decoroso, honrado, digno, decente. É a maneira de portar-se com honorabilidade, justiça, com irrepreensível modo de viver.

- A Bíblia faz diversos comentários sobre o significado da honestidade. O texto de Filipenses 4:8-9 é uma boa fórmula da honestidade cristã: "Tudo o que é verdadeiro, respeitável, justo. puro, amável, de boa fama, virtuoso e digno de louvor”.

- São oito ingredientes simples, claros, que toda a gente aprecia e louva.

- Ser justo, em essência, é ser honesto. De acordo com o apóstolo Paulo, no texto de Efésios 4:24-32, isso é uma conseqüência da regeneração, v. 24.

- Todo o homem honesto anda em justiça e retidão que provém da verdade, v. 24; foge de qualquer malícia, v. 31; anda na luz, fugindo às trevas do erro, do mal, da falsidade e da hipocrisia.

- A honestidade pessoal é, sem dúvida, um efeito da nossa "santa vocação", pois fomos chamados por Deus a uma vida digna, mansa, humilde e boa, Efésios 4:1-2.

- De acordo com os ensinos bíblicos, a honorabilidade consiste em viver de acordo com as coisas elevadas, Colosenses 3:1-2.

- Jesus afirmou que "são bem-aventurados os limpos de coração", Mateus 5:8. A comunhão com o Pai exige sinceridade, retidão, probidade espiritual.

- Probidade é a integridade de caráter, próprio do homem honrado e reto. Deus espera tais atitudes dos que o amam e afirmam ser seus servos.

III. Perigos da falta de caráter

- Nos textos proféticos indicados para as leituras diárias, você pode observar alguns fatos chocantes na história de Israel. Entre eles a inexistência da honestidade, da retidão na vida e nos atos do povo e dos líderes.

- Veja Amós 8:4-7. São revelações terríveis. Deus teve que suscitar Amós, um pastor de ovelhas, acostumado ao serviço árduo do campo, como profeta, para despertar os que pecaram em Israel, e que agiam contra, a justiça.

- Vejamos as críticas que ele fez ao seu povo:
1. ". . . anelais o abatimento do necessitado, e destruís os miseráveis da terra", Amós 8:4
- Era o abuso praticado contra os que nada tinham, tornando a vida difícil e cara, oprimindo-se aos menos favorecidos.
- Havia gente aproveitando-se da situação para explorar os pobres, Amós 8:4-5. Tão grande era a avareza, a ganância e a vontade de fazer comércio, para obter maiores lucros, que desejavam que os dias santos e de cultos, bem como as festas religiosas e os sábados semanais, passassem depressa, pois nesses dias os negócios ficavam parados, II Reis 4:23; I Samuel 20:5, 18; Oséias 2:11.

2. ". . . diminuindo o efa, e aumentando o siclo, e procedendo dolosamente com balanças enganosas", Amós 8:5
- Assim se originava a desonestidade. Nos dias de Amós já roubavam nas medidas e pesos. O efa era medida de sólidos, valendo cerca de 36 litros; e os siclos, peças de prata ou de ouro, que se trocavam por gêneros, grãos, hortaliças, etc.
- Também já estava em uso o sistema de balanças, fraudulentamente preparadas. Era a fraude, o engano na vida comercial. Pura desonestidade!

3. ". . . para comprarmos os pobres por dinheiro, e os necessitados por um par de sapato. E depois vendermos o refugo do trigo", Amós 8:6
- Era a opressão, o abuso da situação de necessidade dos menos favorecidos, dos pobres. Faziam-se empréstimos com juros extorsivos, e exigiam-se tremendas hipotecas, de modo que os pobres, não tendo com que pagar, então eram obrigados a entregar aquilo que haviam empenhado.
- Cobrava-se carfssimo até o que era mais barato no mercado: um par de sapato! Era a tirania, a falta de caridade, a desonesta transação carregada de ambições sem medida.
- Por outro lado, enganava-se o pobre, vendendo-se-lhe o gênero já depreciado, de má qualidade, como se fosse bom, de primeira e sadio, v. 6.

Quanta gente há hoje que tem esse mesmo tipo de atitude em seus negócios.

- Uma leitura de Efésios 4:24-32 revela como o apóstolo Paulo teve que reagir, no seu tempo, contra os males da improbidade, tão comuns na época e que não podiam ser admitidos na vida dos novos conversos ao Evangelho.

- O crente não pode continuar desonesto, como era no mundo, porque é "homem novo", Efésios 4:24.
- O apóstolo cita uma série de pecados: a mentira, 4:25; ira, 4:26; furto, 4:28; mau exemplo, desde as palavras até os costumes, 4:29, 30; a malícia e suas conseqüências, 4:31.
- Em nossos dias há muitos hábitos que mostram que vivemos uma crise de retidão, justiça e dignidade.

- Enumeraremos alguns deles. É muito comum hoje:

1. Tomar emprestado objetos, livros ou recursos e não devolvê-los e nem pagar.
2. Não honrar a palavra ou compromis¬sos assumidos.
3. Faltar com a pontualidade e horário.
4. Mentir por "brincadeira" e por exagero, principalmente nos negó-cios.
5. "Colar" em estudos e exames.
6. Praticar lucros exagerados e usura criminosa.
7. Fazer negócio ou "arranjos", por linhas às avessas.
8. Lançar tropeços, fraudes para enganar outros.
9. Expor objetos à venda com nomes falsos: algodão por seda, mercadoria nacional por estrangeira, objetos frágeis como se fossem fortes; produtos misturados, como se fossem puros.
10. Falsificar remédios.
11. Empregados que fazem mau uso do tempo.
12. Fraudar o fisco, nos impostos, nas taxas.
13. Firmar namoro e noivado fictícios, isto é, sem o real propósito da concretização de lares.
14. Manter falsa espiritualidade na religião.
15. Iludir de qualquer forma a terceiros.

Conclusão:

- Que atitude você vai tomar?

- O crente tem que ser sal e luz, mesmo vivendo numa sociedade corrupta e corruptora.
AUTOR: Pr. Márcio Pereira de Andrade – Maringá - PR




================

================

::::::::::::::::::::::::::::::

::::::::::::::::::::::::::::::


Eu Só
Queria Viver
Tranqüilo


Quebra-gelo: Você já pensou assim?

Texto: Mateus 11:28-20

Introdução:

- Muitas pessoas pensam isso em suas crises, que tudo que desejavam era ter tranqüilidade. Viveremos muitas situações ao longo da vida que nos tirarão a tranqüilidade, por vários motivos.

- Situações para as quais não nos programamos, com as quais não sabemos lidar, que vão além dos nossos recursos e capacidades, que fazem parte da vida mas que não gostaríamos de passar (ex. casamento de um filho ou uma filha).

- A Bíblia nos ensina a lidar com essas situações para não perder nem a tranqüilidade e nem a bênção.

Se quisermos enfrentar tudo e continuar em paz e abençoados:

1) Precisamos deixar Deus decidir.

- Ficamos preocupados por tentar entender o que é melhor, por tentar escolher o que é melhor e por pensar que talvez não tenhamos escolhido bem; e a verdade é que na maioria das vezes não temos todo conhecimento necessário para decidir o que é melhor, mas Deus tem.

- Deus tem todo conhecimento. Entregue sua vida a Ele e deixe-o decidir o que é melhor para você.

2) Precisamos deixar Deus nos ensinar.

- Algumas coisas que aprendemos nos tiram a tranqüilidade e nos trazem cansaço e sobrecarga. Se quisermos ter uma vida tranqüila e abençoada precisamos reaprender a viver com Deus.

- Deus sabe o que é melhor para mim pois Ele conhece o meu passado, todas as opções do presente, e qual o fim dos caminhos que eu escolho. Deixe Deus te ensinar.

3) Precisamos deixar Deus nos guiar.

- Todas as vezes que vamos passar por caminhos perigosos é bom ter um guia, alguém que já passou por aquele caminho e que sabe onde estão escondidos os menores riscos e maiores perigos.

- A jornada da vida tem muitos riscos e perigos escondidos. Deus sabe tudo.

- Se quiser ter uma vida tranqüila e abençoada deixe Deus te guiar e orientar.

Conclusão:

- Quer viver tranqüilo e ter uma vida abençoada?

- Entregue sua vida a Deus, deixe Deus decidir por você, deixe Ele te ensinar e conduzir a sua vida.

Quer isso? Levante a mão, vamos orar.


Fonte: http://www.imm.com.br/celulas01.php?cod=175



:::::::::::::::::::::::
:::::::::::::::::::

FAMÍLIA,
INSTITUIÇÃO
FORMADA
POR DEUS
Gn.1.26-28



Int.

- O casamento é a primeira instituição criada por Deus na terra; daí formando a família. Quando Deus formou o homem já havia estabelecido também o processo de formar a mulher.

Gn.2.18- E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjuntora que esteja como diante dele.

- Deus estabeleceu o casamento para dar ao homem e a mulher o complemento do que lhes faltava: comunhão; ajuda mutua; segurança e a formação de uma nova família.

- O casamento foi uma idéia de Deus; estabelecido por Deus e determinado por Deus. Não foi o homem que teve a idéia e nem a iniciativa; mas foi Deus.

- No principio Deus criou o homem e a mulher e os uniu através do casamento. A Bíblia ensina que o casamento é um compromisso público entre um homem e uma mulher de se tornarem um e permanecerem fiéis um ao outro até a morte.

- Uma nova família começa quando um homem e uma mulher se casam. Deus planejou que o casamento e as famílias fossem o fundamento para todas as sociedades ao longo da história.

- A Igreja é um composto de famílias. A Nação é formada por famílias. A família é a célula mater da sociedade. Por isso o inimigo tem por prioridade atacar a família, para atingir a Igreja e desestabilizar a Nação.

- Nos dias de hoje os valores da família tem sido atacados impiedosamente por satanás, para destruir a Nação e a Igreja.

Jo.10.10- O ladrão não vem senão a roubar, a matar e a destuir; eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância.

- Jesus está comparando satanás aqui com um ladrão.

I - Vamos Entender o Padrão de Deus para o Casamento.
Gn.2.24- Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.

O padrão de Deus para o casamento inclui três ações: Deixar, unir-se e tornar-se uma só carne.

1 - Deixar Pai e Mãe.
Esse novo casal precisa formular seu próprio modo de vida e de resolução de problemas. É difícil fazer isto quando os pais estão sempre observando e desejando que as coisas sejam feitas de sua maneira.

Exemplo: Rebeca saiu da casa de seus pais em Padã-Arã para se casar com Isaque.

2 - Unir-se.
Não é suficiente deixar os pais. Deus diz que o marido e a mulher precisam se unir. A palavra unir significa: “Ficar como duas folhas de papéis, coladas juntas”.

Marido e mulher devem se unir. Nada deve ficar entre eles; nem pais, nem filhos, nem outro homem ou mulher, nem o trabalho, nem o ministério, nem ira, nem ciúmes.

Unido significa um tipo especial de amor. Este amor é maior e mais forte do que os sentimentos do marido e da esposa. Ele está baseado na decisão de ser fiel um para com o outro.

3 - Tornar-se uma só carne.
O pleno significado de “uma só carne” é de que o marido e mulher compartilhem tudo deles mesmos. Compartilhem suas posses, seus pensamentos, seus sentimentos, e seus corpos. Eles devem fazer isto sem medo, sabendo que amam um ao outro como amam a si mesmos. Eles se tornaram “uma só carne”.

Alguns podem dizer: O plano de Deus para a família é impossível. As idéias de Deus sobre o casamento somente poderiam funcionar num mundo perfeito. Estas são idéias antigas de um tempo antigo.

O casamento começou há muito tempo, no Jardim do Éden. E é verdade que o pecado de Adão e Eva prejudicou o casamento.

Milhares de anos depois do Éden, alguém perguntou a Jesus a respeito do casamento. Desde o Éden até o nascimento de Jesus, Deus havia observado a terra. Ele vira todo o adultério, prostituição, poligamia, homossexualismo, divórcio, abuso e tristeza. Mas quando perguntaram a Jesus sobre o casamento, Ele disse: “Não tendes lido que, o Criador os fez homem e mulher, tornando-se os dois uma só carne?” (Mt.19.4). O que era bom no Éden é ainda bom para o nosso mundo hoje. Deus ainda quer que sigamos Seu plano. Os planos de Deus não podem ser frustrados.

- Nós precisamos crer cada dia mais que o Deus que projetou e idealizou a família lá no Éden é o mesmo Deus nosso de hoje.

- Além de a família ser um projeto de Deus, a família também é um presente de Deus para o ser humano.

- Veja como Deus é tremendo. Ele conhece os nossos pensamentos, a nossa vontade, a nossa fragilidade e o nosso medo de solidão.

- Foi por isso que Ele percebeu que não era bom para o homem ficar só. E o que Deus fez? Ele planejou a bênção do casamento para o homem.

- É justamente nesse momento que Deus nos dá o entendimento de que a família é um presente dele para nós.

- Veja que até aqui o Espírito de Deus nos revelou que a família é um projeto de Deus e um presente dele para o ser humano.

- Mas não é só isso, o Espírito de Deus nos revela também que a família é uma bênção para nós.

Sl.68.6- Deus faz que o solitário viva em família; liberta aqueles que estão presos em grilhões; mas os rebeldes habitam em terra seca.

II - Funções Básicas da Família Estabelecidas por Deus.
1 - A família tem a função procriar.
V.28- E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra.

- A preservação da vida humana acontece pela família.

- O desejo de Deus é que os casais gerem filhos, cumprindo a Palavra de Deus.

2 - A família tem a função psicológica.
- São as condições criadas pela família, para cada individuo da família para o seu desenvolvimento sensorial, afetivo e de conhecimento.

3 - A família tem a função de interagir com outras famílias formando a sociedade.
- Deus quer que nós nos relacionemos uns com os outros, formando um ambiente salutar de convivência.

- É a família assumindo o papel principal no processo de socialização do individuo, levando em consideração os valores éticos e humanos, visando ao bem comum.

4 - A família tem a função espiritual.
- Refere-se a transmissão de valores religiosos no seio familiar.

Dt.6.6,7- E estas palavras que hoje te ordeno estarão no teu coração.

E as intimarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te.

- Aquilo que sempre falo: A Igreja começa em casa.

- O testemunho e as atitudes que tomamos darão grandes frutos.

- A educação cristã tem o seu principio no lar.

III - O Lar e a Família é um Lugar para Aprender a ser Feliz.
A família é um lugar onde as pessoas podem ficar à vontade, aceitando-se umas as outras.

Gn.26.8- E aconteceu que, como ele esteve ali muito tempo, Abimeleque, rei dos filisteus, olhou por uma janela e viu, e eis que Isaque estava brincando com Rebeca, sua mulher.

A família é um lugar onde podemos descansar, rir, ficar longe da pressão e gozar a vida. Mas, muitas vezes estas coisas estão faltando no lar.

Ec.9.9- Goza a vida com a mulher que amas, todos os dias de vida da tua vaidade; os quais Deus te deu debaixo do sol, todos os dias da tua vaidade; porque esta é a tua porção nesta vida e do teu trabalho que tu fizeste debaixo do sol.

- Este versículo na Bíblia das Boas Novas diz: “Seja feliz com sua esposa e tenha alegria com a namorada com quem se casou”.

- Deus quer que marido e mulher desfrutem um ao outro no casamento.

- Deus quer que pais e filhos desfrutem uns aos outros e aprendam juntos a usufruírem de momentos alegres.

- Deus quer também que todos os membros da família aprendam como aceitar as diferenças que há entre uns e outros.

Ilustração:

O pastor Charles Swindoll ao escrever sobre o poder do amor para fazer do lar um lugar feliz, conta: Num seminário, havia um jovem que tinha um grande sinal de nascença em sua face. Uma marca vermelha descia desde a pálpebra, passava através de seus lábios e descia pescoço abaixo até seu peito. Este homem vivia bem na presença das pessoas, apesar de sua marca de nascença. Charles perguntou-lhe como ele havia superado aquele sinal. A resposta foi surpreendente. Ele disse: Isso eu devo a meu pai. Desde que eu era pequenino meu pai me dizia, “Filho, está marca é um sinal que um anjo deixou em você, quando o beijou, ele o marcou apenas para mim. Você é especial, e sempre que estivermos num grupo, vou logo identificá-lo. Você é meu. O jovem disse: Eu sinto pena daqueles que não tem marcas vermelhas na sua face.

- O lar é o melhor lugar para uma criança aprender quando deve rir, contar piadas, ou amar as pessoas. Lembre-se de que a Bíblia diz: “O coração alegre serve de bom remédio” (Pv.17.22).

IV - Como Ter uma Família Feliz.
Você já pensou na sua vida sem família? Simplesmente você não existiria.

Sabe por que muitos têm sua família destruída? Porque esquecem que são o resultado da união de duas pessoas que um dia resolveram construir uma família.

O que devemos absorver é que: a única maneira de ganharmos uma guerra dentro da família é evitando a guerra.

- Deus quer que nós cuidemos de nossa família.

I Tm.5.8- Mas, se alguém não tem cuidado dos seus e principalmente dos da sua família, negou a fé e é pior do que o infiel.

Três passos para se ter uma família forte e feliz:
1 - Quando houver indiferença ou dificuldade de relacionamento, tome a decisão de perdoar.
- Quem não perdoa, sofre muito, não tem vida emocional saudável, nem tem crescimento espiritual.

Ef.4.32- Antes, sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.

2 - Mude de comportamento.
Ef.4.31- Toda amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmias, e toda malícia seja tirada de entre vós.

- A esposa deve tratar o marido como gostaria de ser tratada. E o marido deve tratar a esposa como gostaria de ser tratado.

3 - Renovação da mente.
- A mente de um homem ou a mente de uma mulher só é renovada através da Palavra de Deus. A Palavra de Deus vai substituindo as atitudes negativas por atitudes positivas. É justamente essa atitude positiva que vai abençoar o relacionamento do casal.

- Nunca esqueça – acredite: A bondade constante derrota o mal.

Conclusão:

- Ser feliz e ter uma família feliz é o desejo de Deus para nós. A nossa parte é seguir as orientações da Palavra de Deus e fazermos a nossa parte com excelência.


AUTOR: Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus do Jabaquara em São Paulo - Brasil



==============
==============


=============
=============



VIBRAÇÃO
DA VITÓRIA



INTRODUÇÃO

- Há experiências que marcam profundamente a nossa vida. Algumas são tão agradáveis e felizes que sempre gostamos de recordar; outras são por demais traumáticas, e seria bom se pudéssemos esquecê-las para sempre.
- Para Israel a travessia do Mar Vermelho constitui-se na mais forte experiência de todos os tempos. Afinal Deus abriu um caminho no meio do mar o e povo passou a pé enxuto. E isto aconteceu justamente na saída do Egito, onde o povo permaneceu por 430 anos.

- Após o insistente apelo de Moisés. Faraó libertou os escravos, mas em seguida arrependeu-se e partiu no encalço do povo.

- Cercado de um lado, pelo bem armado exército Egípcio e, do outro, pelo Mar vermelho o povo clama a Moisés, e este recorre a Jeová, que ordena: Dize aos filhos de Israel que marchem.

- Tão logo chegaram à outra margem, uma alegria incontida, repleta de expressões de júbilo e gratidão, toma conta do povo liberto. Dentre elas destaca-se o cântico de Moisés, celebrando a vitória do Senhor.

- Cremos que Deus continua a efetuar as suas maravilhas, concedendo vitória aos seus filhos. E, assim, à semelhança de Moisés, podemos celebrar a vitória do Senhor.

I. VIBRAÇÃO QUE NASCE DA EXPERIÊNCIA COM DEUS VIVO

a) Tão logo deixou o Egito, Israel dispôs a aprofundar a sua experiência com Deus.

b) Experiências que Israel teve com Deus no Beco sem saída.

c) De repente surge um Milagre que aprofunda a vida do povo com Deus.

• As águas abrem e o povo passa em meio ao mar de pé enxuto.

II. VIBRAÇÃO QUE EXALTA SOMENTE A DEUS

a) A Canção de Moisés só tinha um motivo: Enfatizar que o Senhor é autor da vitória. Vv. 1,2

b) Ele se alia ao povo, enfrenta os inimigos como um homem de guerra v.3

c) Foi Ele que lançou no mar os carros de Faraó e seu exército V.4

d) Devemos valorizar as palavras de Jesus: Sem mim nada podeis fazer Jo 15.5

e) Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Mt 28.18

III. VIBRAÇÃO QUE CELEBRA A VITÓRIA E GARANTE NOVAS CONQUISTAS

a) Nunca podemos deixar de fazer uma retrospectiva recordando o passado vitorioso v.4

b) Não deixar de fazer uma prospectiva: indicando para o futuro, indicando que Deus haveria de conferir novas vitórias ao seu povo.

c) A Recordação traz esperança Lm 3.21

CONCLUSÃO

Um Povo sem memória não será capaz de vislumbrar o futuro.


Fonte: Pr. Genismar Marques de Souza



===============

===============


O CORAÇÃO

DE UM PAI

DE MULTIDÕES

(Gn 17:2,6)

Quem é o Pai de multidões?

Como é o coração do Pai de Multidões?
- O coração do Pai de Multidões tem projetos de vida.
- O coração do Pai de Multidões reconhece e respeita a liderança.

- Abraão foi um Pai de Multidões, mas tinha um líder que o ensinava como caminhar, um líder de aliança que o ajudava a manter os níveis dos projetos colocados no seu coração, que o comprometia com alianças a cada passo da caminhada.

- Abraão se submetia ao conselho do seu Senhor e por isso personificou a expressão ‘homem de fé’, porque se submetia a um conselho sobrenatural.
- Somos representantes legais do céu no mundo, para irmos às nações fazendo discípulos (Mc 16:15).

- O Reino de Deus será instalado através de você, mas você terá trabalho. Você é líder de multidões.

Para que se torne claro isto, saiba que só conquista aquilo que Deus nos prometeu aquele que:1. É livre
=> Não há como avançar se existem pendências que lhe amarram.
Algumas pessoas se sentem como se suas mãos não estivessem preparadas para abençoar e seus pés não estivessem prontos para correr levando o Evangelho. Existem ataduras nessas pessoas.

Só conquista aquilo que Deus nos prometeu aquele que:

2. Nasceu de novo
=> Quem passou pelo novo nascimento não vive só para ocupar espaço. Veio para conquistar tudo o que Deus colocou em suas mãos.

=> A Bíblia diz que, se nascemos de novo, somos embaixadores da parte de Cristo (II Coríntios 5:17-20). Se não tivermos esta consciência, ficaremos sentados nos bancos da igreja.

Só conquista aquilo que Deus nos prometeu aquele que:

3. Fixa no coração a terra que conquistará
=> Abraão tinha a promessa de Deus que Canaã, uma terra estrangeira, seria dele. Ele saiu de uma para outra nação com a mentalidade preparada para conquistá-la e não para ser escravo.

=> Deus nos dará esta mentalidade de homens livres chamados por Ele para conquistar territórios dentro das nações e fundar a embaixada espiritual naquele espaço físico.

Só conquista aquilo que Deus nos prometeu aquele que:

4. Rompe com as velhas estruturas
=> Abraão teve que fazer uma opção familiar, social e cultural.

=> Hoje, uma das coisas que mais atrapalham as pessoas, impedindo-as que venham a Jesus, é a questão cultural romana. Estas pessoas estão presas à religião.

=> Rompa com as velhas estruturas e assuma a mentalidade livre de quem nasceu de novo.

=> Como se dá isso? Fale da terra e veja-a conquistada dentro do espaço sobrenatural, até que venha para o mundo físico.

=> Você será conhecido como PAI DE MULTIDÕES e todos verão o resultado na sua vida.

Como é o coração de um Pai de Multidões?

1. É um coração VISIONÁRIO.
=> O que significa a palavra “VISIONÁRIO”?
É aquele que julga ter visões; utopista; sonhador; que enxerga à frente; que vê algo que outros não vêem
=> Deus mandou Abraão subir a um monte e ver até onde a visão do patriarca alcançava. Esta seria a terra dada por possessão a ele.

=> Abraão estava com 99 anos. Com certeza, a vista dele não estava tão apurada como quando tinha 18, mas ele tinha uma visão.

=> O que estamos enxergando? Estamos enxergando e andando no sobrenatural de Deus (II Co 5.7; Ef 1.17-18).

Como é o coração de um Pai de Multidões?

2. É um coração DE QUEM TEM A SEMENTE DA FÉ DE ABRAÃO
=> Há uma promessa dada por Jesus, de que pela mesma semente da fé de Abraão, nós fazemos parte desta declaração: Gl 3:6-9.

=> Em tudo Abraão creu e, se você é um PAI DE MULTIDÕES, desatará a fé específica de conquista. Não é uma fé para galgar coisas absurdas. É para glorificar o nome de Deus.

=> Esta Cidade, este Estado, este País, vão olhar para os territórios (vidas) que iremos alcançar e ficarão impactados com o que está acontecendo conosco.

=> Se tivermos a mesma semente da fé de Abraão, precisamos entender o que Deus prometeu a Abraão. As promessas que Deus fez para Abraão são as mesmas que Deus fez para você.
Quais foram as promessas?
1. Tu és pai de uma multidão: em ti serão benditas todas as famílias da Terra.
2. Engrandecerei o teu nome.
3. Sê tu uma bênção.

=> Se você se mantiver com a fé de Abraão, abençoará famílias, será honrado e será uma bênção. Gn 12:1-3; 17:5-6 e Dt 1:9-11:

=> Receba esta promessa de multiplicar mil vezes mais em bens, em prosperidade, em fé, em ultrapassar a quarta geração. Isso é ser abençoado extraordinariamente.

=> Você deixa de ser “apenas” um crente de igreja que anda no natural, e passa a ser um PAI DE MULTIDÕES que anda no sobrenatural de Deus.

Como é o coração de um Pai de Multidões?

3. É um coração DE QUEM TEM CORAGEM DE ENTREGAR O SEU ISAQUE
=> Isaque representa a conquista sobrenatural do impossível, que não é herdeiro humano como Ismael, nem tinha comprometimento administrativo, como Eliezer, nem cultural, como Ló. Isaque é a cláusula sobrenatural. Humanamente, Abraão não poderia ter tido aquele filho.

=> Isaque, também, representa a renúncia. Pois é isso que Deus quer: que você renuncie aquilo que parecia impossível. Você já pode ter entregado muitas coisas, mas se você quer ter um coração de um PAI DE MULTIDÕES, deverá aprender a viver renunciando.

=> A renúncia agrada a Deus. Quem aprende a renunciar o seu ‘Isaque’ vai tê-lo de volta, dado pelas mãos do próprio Deus.

=> Quando Deus nos pede o ‘Isaque’, não é para ficar com ele.
É para sabermos que o Isaque é dEle, mas pode ficar conosco.

=> Quem é o meu Isaque? Isaque é aquilo que você mais ama. A entrega disto é o teste da fé e o treino da confiança.

=> Abraão tinha consciência de que, ainda que entregasse Isaque, Deus o ressuscitaria. Ele tinha fé suficiente para crer nisso. (Gn 22.7,8)

=> O que possuímos e mais amamos não deve ocupar o lugar daquele que afirmamos que é o Senhor das nossas vidas. (Is 42.8)
Você ainda não conquistou muito porque facilmente coloca muitas coisas na frente de Deus.

Como é o coração de um Pai de Multidões?

4. O coração de um Pai de Multidões TEM UMA EQUIPE COM UM SÓ CORAÇÃO.
=> Esta Equipe não deve nem pode ter divisão de pensamentos.

=> A ação do inimigo de nossas vidas é tirar nossa visão do alvo espiritual. Para isso ele provoca a divisão, criando duas visões dentro da Igreja. (Mc 3.25)
Temos que escolher o que vamos fazer, se vamos estar do lado dos vencedores ou dos perdedores.

=> Não seja como Datã, Coré, Abirão, Arão, Miriã que se rebelaram contra a autoridade constituída por Deus. Não seja rebelde. Ande junto com o seu Pastor.

=> Faça uma Aliança com o seu Pastor.
O que é uma aliança? É um contrato, é um pacto, é um acordo ou é uma sociedade entre duas ou mais partes em que se estabelecem compromissos, deveres, obrigações e privilégios entre as partes envolvidas.

=> Estabeleça como objetivo desta Aliança: SAQUEAR o inferno, CONQUISTAR muitas almas para Jesus, DESPOVOAR o inferno e POVOAR o céu com almas lavadas e remidas no sangue de Jesus.

=> "O Líder que obedece conquista territórios"

=> A igreja do Nosso Senhor Jesus Cristo, deve ser:
UNIDA, reunida em um só corpo, ligada, junta;
COMPACTA, sólida, sem espaço vazios, sem falhas;
FORTE, com força, intensa, robusta, sem ranhuras nem rachaduras, mas linda como a noiva que é, resplandecente e cheia do poder de Deus, santa, limpa, lavada, gloriosa, sem mancha, renovada, sem cópias e sem máculas, deve ser pura.

=> Se não houver unidade, não conquistaremos nada, não haverá milagres, nem prodígios, sinais, maravilhas, nem conquistas.

CONCLUSÃO:

Deus está escrevendo uma nova história na vida desta Igreja.
Aqueles que ficarem com medo, forem covardes, forem desleais, traidores, descomprometidos com a visão de ganhar esta cidade para Jesus serão ESQUECIDOS por Deus e pela história.

=> Deus está escolhendo, formando e capacitando um Novo Exército que vai lutar em favor da Causa do Senhor.

=> Hoje, agora, você pode escolher:
- andar apenas no natural ou no SOBRENATURAL de Deus;

- andar naquilo que você vê ou ser um VISIONÁRIO;

- andar na incredulidade ou ser e ter a SEMENTE da Fé de Abraão e ser PAI DE MULTIDÕES;

- Você pode escolher RETER o que é seu ou ENTREGAR o seu Isaque, sua vida ao Senhor;

- Você pode escolher fazer parte do grupo dos traidores, dos desleais, dos covardes, dos medrosos ou fazer parte de UMA EQUIPE DE VENCEDORES que vai entrar para a história desta Cidade, deste Estado e deste País como PAI DE MULTIDÕES.

- A escolha é sua!


Fonte pesquisada: http://www.mir12.com.br/br/index2.php?pg=ZXN0dWRvc19kZXRhbGhlcw==&categoria=Estudos para os 12&id=398




+++++++++++++++

++++++++++++++++


+++++++++++++++

+++++++++++++++