terça-feira, 9 de fevereiro de 2010


SE DEUS TE ESCOLHEU

ELE TE CAPACITA

I Samuel 1: 17



Tema Específico: Capacitação espiritual.

Afirmação Teológica: Uma das maiores verdades deste texto bíblico é a seguinte: O SENHOR NOSSO DEUS NOS CAPACITA PARAVENCERMOS OS "GIGANTES" QUE A CADADIA APARECEM EM NOSSA CAMINHADA.

Vejamos as CAPACIDADES que Deus deu a Davi naquele dia:

1. CAPACIDADE DE FICAR INDIGNADO – vs 26.

Deus nos capacita a ficarmos indignados da forma correta:

a) Uma indignação não-egoísta: Davi não tomou aquelas afrontas de Golias como se fossem contra si mesmo, mas contra seu povo.

b) Uma indignação não-conformista: Ele não ficou sentado exigindo que alguém fizesse alguma coisa, ao contrário, ofereceu-se voluntariamente para enfrentar o gigante.

c) Uma indignação não-interesseira: Ele não estava preocupado consigo mesmo, nem com sua segurança, nem com seu conforto pessoal, nem com as generosas recompensas oferecidas pelo rei para quem vencesse Golias (vs 25).

d) Uma indignação não-vulgar: Ele não podia aceitar que Golias afrontasse o Deus de Israel. Havia um belíssimo elemento de zelo santo em sua indignação.

2. CAPACIDADE DE RESISTIR ÀS CRÍTICAS - vs 28-30.

- As críticas que sofreu foram duras e severas, pois vieram do seu irmão mais velho, que o classificou como presunçoso, maldoso e bisbilhoteiro, mas Davi não se abalou com elas.

3. CAPACIDADE DE AGIR COM CORAGEM – vs 31-37.

- Coragem sim; suicídio, não! Davi era corajoso, mas não era suicida.Sua coragem não estava baseada em discursos bem elaborados, nem em especulações pseudo-teológicas ou doutrinas positivistas.

- Não! Sua coragem estava baseada em suas anteriores experiências pessoais com o Deus vivo, que o livrara das garras do leão e do urso e certamente o livraria das mãos do filisteu - vs 34-37.

4. CAPACIDADE DE AGIR COM SIMPLICIDADE – vs 38-40.

- Nada de coisas espetaculares.

- Nada de espada, armadura ou capacete de bronze.

- Nada de amuletos, sinais divinos, profecias ou milagres.

- Tão somente uma funda, 5 pedrinhas lisas e sua fé em Deus.

5. CAPACIDADE DE IR ATÉ O FIM – vs 48-51.

- Davi foi correndo ao encontro do gigante e o acertou na cabeça.

- Quando Golias caiu já estava morto, mas, mesmo assim, ele fez questão de sedimentar a vitória do seu povo: cortou a cabeça do gigante e a levantou, para horror dos seus inimigos, que fugiram correndo e foram destruídos na derrocada.

CONCLUSÃO

O Senhor nosso Deus nos faz vencer, dando-nos:

- Capacidade de ficar indignado da forma correta.

- Capacidade de resistir às críticas.

- Capacidade de agir com coragem.

- Capacidade de agir com simplicidade.

- Capacidade de ir até o fim.





******************

****************

***************

**************

A COMUNHÃO

NA IGREJA

I JOÃO 1.3



- Existem pessoas que estão longe de Deus e longe das pessoas.

- Outras estão perto de Deus e longe das pessoas.

- Outras estão longe de Deus e perto das pessoas. Devemos estar perto de Deus e perto das pessoas.

I. COMUNHÃO COM DEUS

a) Enoc - Gn 5.24

b) Noé - Gn 6.9

c) Abraão - Gn 17.1

d) Moisés - Ex 33.11-23

e) Robert McKeyne, David Brainerd, Finney

II. COMUNHÃO COM O FILHO

a) Somos um só espírito com o Senhor - I Co 6.17

b) Ele habita em nossos corações - Ef 3.16-19

c) Ele ceia conosco - Ap 3.20

d) Figuras: NOIVO-NOIVA; VIDEIRA-RAMOS; CABEÇA-CORPO

III. COMUNHÃO COM O ESPÍRITO SANTO

a) Fomos batizados no corpo pelo Espírito e bebemos do mesmo Espírito - I Co 12.13

b) Comunhão do Espírito - II Co 13.13

c) Fp 2.1

IV. COMUNHÃO COM OS SANTOS

a) É o modo natural de viver daquele que tem um encontro com Jesus - At 2.42,46

b) Para ter comunhão com os irmãos, é preciso andar na luz - I Jo 1.7

c) Exige esforço conjunto - Ef 4.15,16

d) Exige correção de pecados - Ef 4.25-32

e) Envolve socorro em coisas materiais - I Jo 3.17; Rm 12.13; II Co 8.4; Gl 2.10; At 11.29,30.

V. MUTUALIDADE DA COMUNHÃO

a) Somos membros uns dos outros - Rm 12.5

b) Amai-vos cordialmente (filostorgoi) uns aos outros - Rm 12.10

c) Preferindo-vos em honra uns aos outros - Rm 12.10

d) Tende o mesmo sentimento uns para com os outros - Rm 12.16; 15.5

e) Acolhei-vos uns aos outros como também Cristo nos acolheu - Rm 15.7

f) Saudai-vos uns aos outros com ósculo santo - Rm 16.16

VI. QUANDO A COMUNHÃO NÃO É RECOMENDADA

a) Quando as amizades são com pessoas ímpias - Sl 1.1-3

b) Quando a outra pessoa se diz crente, mas não vive como tal - I Cor 5.6-11

c) Quando a outra pessoa tem uma vida comprometida com práticas de pecado - Ef 5.5-14; II Co 6.14

d) Quando a outra pessoa não tem cuidado com a língua - I Co 15.33; Pv 20.19

e) Quando a outra pessoa resiste ouvir e obedecer a Palavra de Deus - II Ts 3.14; Pv 13.20

f) Quando a outra pessoa é semeadora de contendas - Pv 6.16-19

CONCLUSÃO

Fp 2.1-5.



Fonte: Rev. Hernandes Dias Lopes.



====================

====================

====================