terça-feira, 19 de janeiro de 2010


MORTE E

RESSURREIÇÃO

João 1:12; Romanos 6:23



Introdução:

-
Como vimos no estudo passado a morte espiritual é um fato pelo qual todo ser humano passa (Romanos 3:23 – todos pecaram); a vida eterna, pelo contrário, só é experimentada pelos que queriam receber a Jesus em suas vidas.
- Todos que o receberem como Senhor e Salvador serão vivificados por Jesus.

- Precisamos entender o que Jesus Cristo já fez por nós e o que ganhamos quando o recebemos como Senhor e Salvador.

1) Jesus pagou o preço pelos meus pecados. Pagou minha dívida.

- Éramos culpados por desobedecermos a Deus, como culpados precisávamos ser punidos, precisávamos pagar a dívida que tínhamos pelos nossos pecados.

- Quando Jesus morreu na cruz e derramou Seu sangue pagou a dívida que era nossa, pagou o preço por nossos pecados. A morte de Jesus na cruz cancelou nossa dívida. Nossa dívida foi paga com o sangue de Jesus.

2) Jesus justificou-nos diante de Deus.

- Além de pagar o preço pelos meus pecados, cancelar a minha dívida e purificar-me Jesus nos justificou diante de Deus.

- Quando nossa dívida foi paga fomos justificados. Recebemos esse benefício pela fé (Romanos 5:1).

3) Jesus libertou-nos do domínio do pecado.

- Antes de recebermos a Jesus como Senhor e Salvador não tínhamos como agradar a Deus nem como obedecê-lo, éramos dominados pela nossa natureza pecaminosa.

- Esse domínio foi quebrado, em Jesus Cristo recebemos uma nova identidade. O pecado não pode ser um hábito na vida daquele que tem a Jesus. O pecado na nossa vida deve ser um acidente não um hábito.

4) Jesus deu-nos o poder de sermos feitos filhos de Deus.

- Essa é a nova identidade a de filhos de Deus, e como tal podemos agradá-lo e obedecê-lo.

- Hoje podemos optar se queremos obedecer a Deus ou a carne

Conclusão:

- Satanás continuará a acusar-nos. Diariamente tentará jogar em nossa cara os nossos pecados para desanimar-nos e nos fazer desistir de buscar e seguir ao Senhor.

- A vitória contra a acusação de Satanás é termos gravados em nossa mente e coração o que a morte e a ressurreição de Jesus garantiu para aqueles que o receberam.

- Se você o recebeu como Senhor e Salvador você teve os seus pecados perdoados, a sua dívida cancelada, foi justificado diante de Deus, foi liberto do domínio do pecado e recebeu o poder de ser um filho(a) de Deus.

- Todos os que receberam a Jesus ganharam, como obra da graça de Deus, todos esses benefícios.

Vamos orar agradecendo a Ele por todos os benefícios.





<<<<<<<<<<<<<

<<<<<<<<<<<<<

<<<<<<<<<<<<<

<<<<<<<<<<<<<

<<<<<<<<<<<<<

PONDO DEUS
NA HISTÓRIA


Quebra-gelo: Você acha fácil confiar em Deus?

Textos: João 6:67-68; João14:6; Mc.9:21-23


Introdução:

- Conta-se que um dia, ao voltar da igreja, um pai comentou com seu filho sobre a história que ouviram no estudo, a história de Jonas que foi engolido por um grande peixe e passou três dias vivo dentro do peixe até ser vomitado em uma praia.

Ao ouvir o comentário o filho deu a seguinte resposta:

- Ah pai! Não vá me dizer que o senhor acreditou naquilo? Um homem adulto engolido inteiro por um peixe? E ainda ficou três dias vivo dentro do peixe? Não dá para acreditar.

O pai ouviu o filho e argumentou:

- Filho, nós sabemos que Deus do nada criou todas as coisas. Ele criou um ser complexo como o ser humano. Eu acredito que Deus poderia manter alguém vivo dentro de um peixe três dias sim.

Ao ouvir o comentário do pai o filho respondeu:

- Pai, se você vai por Deus na história aí tudo fica diferente !

- Talvez esse seja o maior desafio que como pessoas temos que enfrentar: pôr Deus na nossa história.

- O texto de Marcos 9:21-23 nos conta um trecho da história de um pai que sofre com o filho desde a infância.

- Esse menino é dominado por um espírito maligno (demônio) que o quer matar.

- Esse homem traz o filho para ser liberto e os discípulos de Jesus não conseguem libertá-lo.

- Quando Jesus chega e se intera do assunto encontra o pai do menino angustiado e com pouca esperança, nessa condição Jesus o desafia a crer. Mesmo com pouca esperança ele confia em Jesus e o menino é liberto. Não foi fácil para este pai crer, mas mesmo assim ele perseverou e a história do filho foi mudada.

Precisamos saber:

1) Nem sempre é fácil confiar em Deus e Sua Palavra.

- Você acha que era fácil para o pai do menino confiar em Jesus para libertar seu filho? Claro que não.

- O menino é dominado pelo espírito maligno desde a infância, há muitos anos. Os discípulos de Jesus não puderam libertar o menino. Claro que não era fácil crer.

- Nem sempre é fácil confiar em Deus. Precisamos aprender a confiar a cada dia, a cada novo desafio, a cada nova situação.

Aprender a confiar é um processo de aprendizado para a vida toda.

2) Confiamos porque só Ele tem as palavras de vida.

- Não tem outra saída. Não tem outro lugar para ir. Jesus é o caminho, a verdade e a vida. Só Nele podemos encontrar a vida, o descanso para as almas.

- Demoramos a entender e aceitar isso: confiamos porque não há outra saída para quem quer ter vida, não porque é fácil. Jesus é o único que tem as palavras de vida.

3) Deus nunca desamparou quem confiou Nele.

- Quem escolheu pôr Deus na história não se frustou, tudo ficou muito diferente com Deus.

Conclusão:

- Você deseja por Deus na tua história?

- Já entendeu que precisa de Deus? Mesmo com toda dificuldade quer render-se a Deus, obedecer e confiar?

Levante a mão, vamos orar.


FONTE: http://www.imm.com.br/celulas01.php?cod=138



=============


============


==========