quinta-feira, 23 de dezembro de 2010


O PRESÉPIO



- A palavra presépio significa “um lugar onde se recolhe o gado; curral, estábulo”.

- Porém, esta também é a designação dada à representação artística do nascimento do Menino Jesus num estábulo.

- Os cristãos já celebravam a memória do nascimento de Jesus desde finais do séc. III, mas a tradição do presépio, na sua forma atual, tem as suas origens no século XVI.

- Antes dessa época, o nascimento e a adoração ao Menino Jesus eram representadas de outras maneiras. As primeiras imagens do que hoje conhecemos como presépio de natal foram criadas em mosaicos no interior de igrejas e templos no século VI e, no século seguinte, a primeira réplica da gruta no Ocidente foi construída em Roma.

- No ano de 1223, no lugar da tradicional celebração do natal na igreja, São Francisco de Assis, tentando reviver a ocasião do nascimento do Menino Jesus, festejou a véspera do Natal com os seus irmãos e cidadãos de Assis na floresta de Greccio. São Francisco começou então a divulgar a idéia de criar figuras em barro que representassem o ambiente do nascimento de Jesus.

- De lá pra cá, não há dúvidas que a tradição do presépio natalino se difundiu pelo mundo criando uma ligação com a festa do Natal. Já no século XVIII, a recriação da cena do nascimento de Jesus estava completamente inserida nas tradições de Nápoles e da Península Ibérica.
Neste mesmo século, vindo de Nápoles, o hábito de manter o presépio nas salas dos lares com figuras de barro ou madeira difundiu-se por toda a Europa e de lá chegou ao Brasil.

- Hoje, nas igrejas e nos lares cristãos de todo o mundo são montados presépios recordando o nascimento do Menino Jesus, com imagens, de madeira, barro ou plástico, em tamanhos diversos.

- Será que os cristãos evangélicos, fiéis à Bíblia, podem montar presépios?

- Cremos que isto não é errado, desde que seja apenas como uma decoração de natal.

- Infelizmente muitas pessoas têm os presépios como uma forma de idolatria e nisto consiste o erro.

ALGUNS ERROS COMUNS

- O presépio não ficava em um local aberto. Era inverno e os animais ficavam abrigados em um lugar fechado.
- Maria e José ficaram vários meses em Belém após o nascimento de Jesus.
- Os magos não participaram da cena do presépio. Eles chegaram a Belém quando Jesus já tinha mais de um ano de idade.

- Hoje desejo relembrar aquela noite que inspirou os modernos presépios.

O que podemos aprender com aquela cena de Jesus, Maria e José na estrebaria?

LUCAS 2.1-20

O PRESÉPIO DE NATAL NOS ENSINA...

1. Que Deus tem um plano de redenção e tudo está sob seu controle (v.1-7)

1 Naqueles dias César Augusto publicou um decreto ordenando o recenseamento de todo o império romano. 2 Este foi o primeiro recenseamento feito quando Quirino era governador da Síria. 3 E todos iam para a sua cidade natal, a fim de alistar-se. 4 Assim, José também foi da cidade de Nazaré da Galiléia para a Judéia, para Belém, cidade de Davi, porque pertencia à casa e à linhagem de Davi. 5 Ele foi a fim de alistar-se, com Maria, que lhe estava prometida em casamento e esperava um filho. 6 Enquanto estavam lá, chegou o tempo de nascer o bebê, 7 e ela deu à luz o seu primogênito. Envolveu-o em panos e o colocou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria.

2. Que Deus anunciou o maior milagre do Universo a pessoas que simbolizavam o cuidado pastoral de Deus para com os homens. (v.8)

8 Havia pastores que estavam nos campos próximos e durante a noite tomavam conta dos seus rebanhos.

3. Que a mensagem do Evangelho é pessoal. (v.9)

9 E aconteceu que um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor resplandeceu ao redor deles; e ficaram aterrorizados.

4. Que o maior presente do mundo, o Evangelho, é encontrado onde há humildade e singeleza de coração (v. 10-12)

10 Mas o anjo lhes disse: "Não tenham medo. Estou lhes trazendo boas novas de grande alegria, que são para todo o povo: 11 Hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador, que é Cristo, o Senhor. 12 Isto lhes servirá de sinal: encontrarão o bebê envolto em panos e deitado numa manjedoura".

5. Que a Redenção do Homem é um projeto do céu (v. 13-14)

13 De repente, uma grande multidão do exército celestial apareceu com o anjo, louvando a Deus e dizendo: 14 "Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens aos quais ele concede o seu favor".

6. Que o Evangelho somente é recebido através da obediência (v. 15)

15 Quando os anjos os deixaram e foram para os céus, os pastores disseram uns aos outros: "Vamos a Belém, e vejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos deu a conhecer".

7. Que existe uma urgência no Evangelho (v.16)

16 Então correram para lá e encontraram Maria e José, e o bebê deitado na manjedoura.

8. Que o Evangelho deve ser compartilhado (v. 17-18)

17 Depois de o verem, contaram a todos o que lhes fora dito a respeito daquele menino, 18 e todos os que ouviram o que os pastores diziam ficaram admirados.

9. Que devemos meditar constantemente sobre a dádiva do natal (v.19)

19 Maria, porém, guardava todas essas coisas e sobre elas refletia em seu coração.

10. Que a cena do presépio nos convida à adoração (v. 20).

20 Os pastores voltaram glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham visto e ouvido, como lhes fora dito.

CONCLUSÃO

Diante da cena do natal representada no presépio você deve:

- Confiar na soberania e providência de Deus.
- Receber o recado pessoal de Deus para a sua vida.
- Manter o coração humilde.
- Ser obediente.
- Compartilhar o Evangelho.
- Adorar.


AUTOR: Pr. Ricardo Aurino
FONTE:
http://www.pibjacarei.com/esboco/esboco_09_12_2007_manha.htm



+

++

+++

++++

+++++

++++++

+++++++

++++++++

+++++++++

++++++++++

+++++++++++

++++++++++++

+++++++++++++

++++++++++++++

+++++++++++++++

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::


Nenhum comentário:

Postar um comentário