domingo, 31 de outubro de 2010


Como superar
as dores do passado



- O passado pode nos influenciar mais do que gostaríamos.

- Há dores do passado que, muitas vezes, não conseguimos superar.

- Há feridas na alma que demoram a sarar, há traumas que se recusam a ir embora e se levantam como fantasmas para nos atormentar.

- No livro de 1 Crônicas 4.9,10 lemos a história de Jabez, um homem que superou as dores do seu passado.

- Ele foi mais nobre do que seus irmãos porque não se conformou com a decretação da derrota em sua vida.

- Sua mãe lhe deu esse nome, porque com dores o deu à luz. Muito embora Jabez estivesse carimbado por um passado de dor, reagiu a essa situação e superou esses traumas.

- A solução não veio da psicologia de auto-ajuda, mas da ajuda do alto.

- Ele invocou o Deus de Israel e, dos céus brotou a sua cura.

Jabez fez quatro coisas para superar as dores do seu passado:

1. Ele clamou pela bênção de Deus

– Seu pedido foi: “Oh! Tomara que me abençoes…”.

- Em vez de olhar pelas lentes do retrovisor, ferido pelas lembranças amargas do seu passado, Jabez olhou para o alto e rogou a bênção de Deus.

- Em vez de viver preso no cipoal da amargura, curtindo os traumas da sua infância, ele buscou a Deus e rogou sua bênção. Jabez reagiu.

- Ele não se conformou com o caos.

- Ele sacudiu o jugo do passado.

- Ele entendeu que sua vida não precisaria ser uma jornada de dor, mas uma caminhada sob a bênção de Deus.

- De modo semelhante podemos, também, buscar a bênção de Deus em vez de vivermos prisioneiros de um passado de dor.

2. Ele clamou pela prosperidade de Deus

– Jabez prosseguiu: “… e me alargues as fronteiras”.

- Jabez não se encolheu diante de um passado de dor, mas olhou para frente e avançou com mais ousadia.

- Ele não quis ser influenciado pelos acontecimentos dolorosos do ontem, mas um influenciador no futuro.

- Jabez quer mais espaço, mais influência, mais oportunidade para ser uma bênção nas mãos de Deus.

- Jabez é um homem com visão do farol alto.

- Em vez de ficar lamentando seus pesares nos vales da vida, ele sobe nos ombros dos gigantes para divisar horizontes ainda mais largos.

3. Ele clamou pela presença de Deus

- Jabez continuou: “… que seja comigo a tua mão”.

- Jabez não quer apenas as bênçãos de Deus, ele quer, sobretudo, o Deus das bênçãos.

- O doador é mais importante do que suas dádivas. O abençoador é mais importante do que suas bênçãos.

- Mais do que coisas, Jabez ansiava por Deus.

- Mais do que ajuda dos homens, ele queria a mão de Deus conduzindo sua vida.

- Para superar as dores do passado nós precisamos da presença de Deus e da fortaleza do seu braço para nos sustentar.

4. Ele clamou pela proteção de Deus

– Jabez concluiu, dizendo: “… e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição…”.

- Jabez entende que a vida é cheia de perigos.

- Há inimigos de fora e temores de dentro tentando nos manter prisioneiros no calabouço do medo.

- A vida não se processa num parque de diversões, mas num campo de batalha.

- Jabez anseia pela proteção divina.

- Ele deseja proteção tanto do maligno como da aflição provocada por ele.

- A breve, mas intensa biografia de Jabez termina dizendo: “… e Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido”.

- Como Jabez, você também, pode superar as dores do seu passado!

AUTOR: Rev. Hernandes Dias Lopes /
http://hernandesdiaslopes.com.br/2010/09/como-superar-as-dores-do-passado/




==============

+++++++++++++++

################


Nenhum comentário:

Postar um comentário