domingo, 31 de outubro de 2010


Como superar
as dores do passado



- O passado pode nos influenciar mais do que gostaríamos.

- Há dores do passado que, muitas vezes, não conseguimos superar.

- Há feridas na alma que demoram a sarar, há traumas que se recusam a ir embora e se levantam como fantasmas para nos atormentar.

- No livro de 1 Crônicas 4.9,10 lemos a história de Jabez, um homem que superou as dores do seu passado.

- Ele foi mais nobre do que seus irmãos porque não se conformou com a decretação da derrota em sua vida.

- Sua mãe lhe deu esse nome, porque com dores o deu à luz. Muito embora Jabez estivesse carimbado por um passado de dor, reagiu a essa situação e superou esses traumas.

- A solução não veio da psicologia de auto-ajuda, mas da ajuda do alto.

- Ele invocou o Deus de Israel e, dos céus brotou a sua cura.

Jabez fez quatro coisas para superar as dores do seu passado:

1. Ele clamou pela bênção de Deus

– Seu pedido foi: “Oh! Tomara que me abençoes…”.

- Em vez de olhar pelas lentes do retrovisor, ferido pelas lembranças amargas do seu passado, Jabez olhou para o alto e rogou a bênção de Deus.

- Em vez de viver preso no cipoal da amargura, curtindo os traumas da sua infância, ele buscou a Deus e rogou sua bênção. Jabez reagiu.

- Ele não se conformou com o caos.

- Ele sacudiu o jugo do passado.

- Ele entendeu que sua vida não precisaria ser uma jornada de dor, mas uma caminhada sob a bênção de Deus.

- De modo semelhante podemos, também, buscar a bênção de Deus em vez de vivermos prisioneiros de um passado de dor.

2. Ele clamou pela prosperidade de Deus

– Jabez prosseguiu: “… e me alargues as fronteiras”.

- Jabez não se encolheu diante de um passado de dor, mas olhou para frente e avançou com mais ousadia.

- Ele não quis ser influenciado pelos acontecimentos dolorosos do ontem, mas um influenciador no futuro.

- Jabez quer mais espaço, mais influência, mais oportunidade para ser uma bênção nas mãos de Deus.

- Jabez é um homem com visão do farol alto.

- Em vez de ficar lamentando seus pesares nos vales da vida, ele sobe nos ombros dos gigantes para divisar horizontes ainda mais largos.

3. Ele clamou pela presença de Deus

- Jabez continuou: “… que seja comigo a tua mão”.

- Jabez não quer apenas as bênçãos de Deus, ele quer, sobretudo, o Deus das bênçãos.

- O doador é mais importante do que suas dádivas. O abençoador é mais importante do que suas bênçãos.

- Mais do que coisas, Jabez ansiava por Deus.

- Mais do que ajuda dos homens, ele queria a mão de Deus conduzindo sua vida.

- Para superar as dores do passado nós precisamos da presença de Deus e da fortaleza do seu braço para nos sustentar.

4. Ele clamou pela proteção de Deus

– Jabez concluiu, dizendo: “… e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição…”.

- Jabez entende que a vida é cheia de perigos.

- Há inimigos de fora e temores de dentro tentando nos manter prisioneiros no calabouço do medo.

- A vida não se processa num parque de diversões, mas num campo de batalha.

- Jabez anseia pela proteção divina.

- Ele deseja proteção tanto do maligno como da aflição provocada por ele.

- A breve, mas intensa biografia de Jabez termina dizendo: “… e Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido”.

- Como Jabez, você também, pode superar as dores do seu passado!

AUTOR: Rev. Hernandes Dias Lopes /
http://hernandesdiaslopes.com.br/2010/09/como-superar-as-dores-do-passado/




==============

+++++++++++++++

################



A verdade sobre
o dia das bruxas

DIA DAS BRUXAS

- HALLOWEEN
31 de outubro



Mais do que simples travessuras ou doces, nos traz a verdadeira versão da tradicional festa norte-americana, Halloween, comemorada no dia 31 de outubro. Na verdade, o dia das bruxas não passa de uma festa pagã, em sua origem e prática, e significa uma das datas mais importantes para os adeptos da igreja satânica.

Muitos bruxos, satanistas e adoradores do diabo se preparam, durante todo o ano para estas festividades. Além de ser considerada por eles, o aniversário de satanás, é o dia ideal para fazer sacrifícios humanos e pactos satânicos. No período de 15 dias antes da data de 31 de outubro e 15 dias após os seguidores do diabo sacrificam pessoas, confiados na promessa de que alcançarão mais poder e prosperidade. Conforme as estatísticas, inclusive as do FBI, nos meses de agosto, setembro e outubro acontecem várias atrocidades, inclusive o desaparecimento de crianças do mundo inteiro, principalmente nos EUA.

A autora do livro "Satanás Escondido" conta que uma destas comemorações de Halloween, tentaram introduzi-la em um ritual satânico e pediram que sacrificasse uma criança recém-nascida. Neste mesmo livro, ela relata que muitas das moças desaparecidas nos meses de março e abril, são usadas para a procriação, e seu fetos sacrificados na época do Halloween. Os moradores de Anaheim, CA, também sabem e sentiram os efeitos desta Convenção de Satanás. A própria policia da cidade pede aos crentes que tomem algum tipo de providência, pois reconhecem que do Centro de Convenções de Bruxos, emana uma onda de violência e maus presságios. Os bruxos e adoradores do diabo não perdem tempo. Eles traçam metas horríveis para combater os cristão como, por exemplo, a destruição de 60 mil famílias por ano. Fora isso, trabalham incansavelmente, para que milhares de jovens e crianças sejam envolvidas e aprisionados pelas drogas, prostituição e violência, confirmando algumas histórias da dramaturgia cinematográfica americana.

Conforme Joel Engel, pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular do Rio Grande do Sul, o mais alarmante nesta história toda é que muitas igrejas estão participando das celebrações de Halloween. Além disto, vestem suas crianças de personagens bíblicos alegando que é uma opção . Para o pastor, não existe opção para este tipo de festa, pois de qualquer forma, a atitude do crente deve ser a de combater e não a de consentir com a comemoração. "A participação do halloween é uma desonra para o Senhor Jesus Cristo. O problema é que muitos não acreditam nem mesmo na Palavra de Deus que é bem clara ao afirmar: "as bruxas, os feiticeiros, os gatos negros, os faróis de abóboras e outros misticismos malignos, são símbolos de tudo aquilo que é abominável a Deus", frisa e também adverte: "Irmão, fique longe de toda a celebração satânica, com certeza, ela entristece ao Espírito Santo de Deus."

Doces travessuras ou bruxarias?

Faz muito pouco tempo que o Halloween ficou reduzido a uma pequena festa para as crianças. Mesmo no passado, a festa folclórica cultuada pelos americanos não significa nada de bom e oportuno. Seus símbolos e práticas foram tirados diretamente do paganismo, do mal, da morte e do ocultismo. De acordo com os manuscritos históricos, a celebração antiga do halloween era feita pelos druidas em honra a Samhain, o Senhor dos mortos, no primeiro dia do mês de novembro. Eles acreditavam que na véspera deste dia Samhain chamava todas as almas malignas (espíritos) que, durante os doze meses passados, haviam sido condenados a habitar em corpos de animais. O Halloween era considerado "o caminhar universal de todas as almas e espíritos".

Conforme a bruxa paulista Rosa Maria Biancardi, em uma entrevista ao jornal O Tempo de Belo Horizonte, os Celtas há mais de 2 mil anos, festejavam o dia dos mortos na data de 31 de outubro, celebrando a travessia e a troca de energia com antepassados.

Os Druidas eram uma ordem sacerdotal da antiga Gaul e Bretanha, pagãos da religião Celta. Conforme os artigos mencionados nos textos de escritores gregos e romanos, entre o século II a.C. e o IV d.C., eles eram brutais, temidos pelo seu poder e tinham sede de sangue. Resolviam todas as disputas com uma decisão definitiva e inalterável, e castigavam com a morte. Além disso, seus altares destilavam o sangue de vítimas humanas. Algumas vezes, ofereciam homens, mulheres e crianças em holocausto, queimando-os em grandes torres de vime, como ofertas as suas supertições. Normalmente, os Celtas usavam os bosques para caça, pesca e a alimentação, mas também os utilizavam para as cerimônias demoníacas. Há evidencias, ainda, de que usavam as gigantescas pedras talhadas para decidir qual era o melhor dia para acalmar ao deus ou deuses de suas práticas misteriosas. Afirmavam que Samham convocava os maus espíritos daqueles que haviam morrido durante a realização dos ritos demoníacos.

Das crenças dos Druidas precedem o uso de bruxas, fantasmas e gatos que são utilizados nas festas de halloween. Eles acreditavam que os "gatos" eram sagrados e haviam sido pessoas castigadas por alguma má ação. Para livrarem-se da possessão diabólica, tinham que dar comida ou oferecer algo aos demônios, e arrumar-lhes hospedagem durante a noite. Se os espíritos ficassem satisfeitos com o que lhes davam, deixavam a casa em paz. Caso contrário, faziam um "trick" (truque, maldade), ou rogavam uma maldição de destruição sobre as pessoas que ali residiam.

A história explica

A história nos dá a resposta sobre o Halloween e porque a festa foi cristianizada pela igreja. Desde o tempo de Constantino (quem fez do catolicismo a religião do estado) os imperadores romanos perceberam que era necessário manter um império unificado, onde o maior número de pessoas professasse somente uma religião. Porém, uma lei foi implementada para forçar a todos os que não eram cristãos a aceitarem o cristianismo. Assim, um grande número de ateus se uniu à igreja trazendo as práticas e celebrações pagãs, como o halloween, tiveram que ser cristianizadas. Para a Igreja Católica, a única maneira de preservar os pagãos nas missas, era permitindo a prática de algumas tradições e costumes. Aos pagãos recém-convertidos, foi liberado para que guardassem alguns festivais, tais como o Halloween ou o Dia dos Fiéis Defuntos. Eles o usariam para comemorar a morte dos "santos".

Em 800 d.C. a Igreja Católica estabeleceu o Dia dos Fiéis Defuntos no dia primeiro de novembro, para que o povo desse continuidade das celebrações antigas. No entanto, a missa que se rezava neste dia se chamava "allhallowmas", e a noite anterior ficou conhecida como "allhallow even" ou halloween, que significa santificado ou noite santa.

Significado de alguns costumes do Dia das Bruxas

Treat or Trick

O costume moderno do "treat or trick", começou na Irlanda a centenas de anos, logicamente com base nestes costumes Druidas. Um grupo de trabalhadores do campo, em uma pequena cidade, resolveu fazer uma festa de halloween em homenagem aos seus antigos deuses. No entanto, saíram de casa em casa mendigando comida para a festa. Aos que contribuíam generosamente desejavam boa sorte e aos que não contribuíam faziam ameaças. Assim, a tradição continuou até nossos dias quando jovens e crianças saem de porta em porta, disfarçados de fantasmas, esqueletos e demônios, mendigando de certa por comida enquanto prometem não fazer maldades.

31 de outubro

Foram os Celtas que escolheram a data de 31 de outubro como véspera do ano novo separando-a também para celebrar todo o maligno, o malvado e o morto. Durante esta celebração costumavam reunir-se em volta de uma fogueira na comunidade, e ofereciam seus animais, suas colheitas e às vezes a si mesmos como sacrifício. Usavam disfarces feitos de cabeça e pele de animais e prediziam o futuro uns dos outros.

Abóbora iluminada

A aparente e inofensiva abóbora iluminada é um símbolo antigo de uma alma maldita e condenada. Elas são chamadas "Jack-O Lanterns", por causa de um homem chamado Jack, que não podia entrar nem no céu nem no inferno. Como resultado ele estava condenado a vagar pelas trevas com sua lanterna até o Dia do Juízo.

Por medo dele e dos fantasmas, as pessoas arrumavam as calçadas e colocavam velas acesas dentro das abóboras para espantar os espíritos maus.

Alerta!

"Os EUA, outrora um exemplo de fé para os outros países, agora está diferente: os americanos, além de deixarem a vida espiritual de lado para cuidar da profissional, estão adotando festas pagãs, valorizando-as mais do que um culto, um encontro de fé", relatou indignado o pastor Joel Engel na Revista Cristã, após sua visita a nação americana. Segundo ele, a festa do Dia das Bruxas, trata-se de um ritual satânico e demoníaco que envolve crianças inocentes e faz com que as pessoas cultuem o mal.

No intuito de combater a influência americana do Halloween, o pastor convoca a Igreja de Cristo para guerrear, orando e jejuando contra este mal que está tomando conta do mundo inteiro, inclusive no Brasil. Hoje adolescentes e crianças brasileiras esperam, ansiosos pela festa de Halloween, que é comemorado nas escolas e boates. Até para os antropólogos, a cultura norte-americana está cada vez mais presente na vida dos brasileiros, provocando um choque cultural. "É preciso estar atento aos exageros das chamadas trocas culturais", lembra.

"É hora de sermos radicais, buscarmos a virtude e o poder de Deus para nossas vidas e dizer ao diabo que fazemos parte de um exercito de vitoriosos, quem temos como propósito destruir as obras de satanás", diz o pastor Engel. Os evangélicos devem guerrear no dia 31 de outubro, com clamores, jejuns e orações ao Deus altíssimo, combatendo as hostes santânicas.


Fonte:
http://www.getsemani.com.br/biblia/estudos.asp?htm=diadasbruxas



===========

############

++++++++++++++

sábado, 30 de outubro de 2010


HALLOWEEN
- Dia das bruxas -



INTRODUÇÃO:

- Qual seria a necessidade de um estudo sobre o Halloween se esta é uma festa americana e de alguns países europeus?

- Apesar desta festividade não ser muito conhecida pela maioria das pessoas no Brasil, ela vem ganhando um grande espaço em nossa cultura através de escolas primárias, escolas de inglês, TV, clubes, etc.

O QUE SÃO AS FESTAS DE HALLOWEEN?

- O Halloween acontece nas noites dos dias 31 de Outubro que são geralmente celebradas com festas a fantasia, fogueiras e com crianças fantasiadas de monstros, fantasmas, bruxas, etc., saindo de casa em casa pedindo doces (brincadeira de "trick or treat", "travessuras ou doces").

- Hoje, Halloween é um dia importante para os lojistas americanos. É uma noite em que "as pessoas decentes se tornam exibicionistas ultrajantes". Sessenta por cento de todas as fantasias são vendidas a adultos.

- No dia 31 de outubro, uma de cada quatro pessoas com idades que variam de dezoito a quarenta anos vestem algum tipo de fantasia representando certo personagem.

- Para os leitores psíquicos, clarividentes e os que se declaram visionários, este é o dia mais agitado do ano. As editoras que publicam livros que vão desde astrologia até bruxaria registram um aumento colossal nas vendas. Salém, no Estado de Massachusetts, sede da bruxaria norte-americana, celebra na época do Halloween, o "festival da assombração", para expandir a temporada de verão.

SIMBOLISMO E SUAS ORIGENS:

- Definição:
"Hallowed" é uma palavra do Inglês antigo que significa "santo", e "e’en" também de origem inglesa significa "noite", então o significado é "Noite Santa" ou "All Hallows Eve", "Noite de Todos os Santos".

- O dia 31 de outubro não é uma escolha por acaso. No calendário celta, este é um dos quatro principais dias de descanso das bruxas, os quatro dias de "meio trimestre".
O primeiro, 2 de fevereiro, conhecido como Dia da Marmota, honrava a Brigite, a deusa pagã da cura. O segundo, um feriado de maio chamado Beltane, era entre os bruxos, o tempo de plantar. Neste dia os druidas executavam ritos mágicos para incentivar o crescimento das plantações. O terceiro, uma festa de colheita em agosto, era comemorado em honra ao deus sol, a divindade brilhante, Lugh. Esses três primeiros dias marcavam a passagem das estações, o tempo de plantar e o tempo de ceifar, bem como o tempo da morte e ressurreição da terra. O último, Samhain, marcava a entrada do inverno. Nesse tempo, os druidas executavam rituais em que um caldeirão simbolizava a abundância da deusa.

- Dizia-se que era tempo de "estado intermediário", uma temporada sagrada de superstição e de conjurações de espirito.

- Para os druidas, 31 de outubro era a noite em que Samhain voltava com os espíritos dos mortos. Eles precisavam ser apaziguados ou agradados; caso contrário, os vivos seriam ludibriados. Acendiam-se enormes fogueiras nos topos das colinas para afugentar os espíritos maus e aplacar os poderes sobrenaturais que controlavam os processos da natureza.

- Recentemente alguns imigrantes europeus, de um modo especial os irlandeses, introduziram o Halloween nos Estados Unidos. No final do século passado, seus costumes se haviam tornado populares. Era ocasião de infligir danos às propriedades, e consentir que se praticassem atos diabólicos não tolerados noutras épocas do ano.

- A Igreja Católica celebrava originalmente o "Dia de Todos os Santos" no mês de maio e não dia 1 de novembro como é feito atualmente. O Papa Gregorio III, em 835, tentando apaziguar a situação nos territórios pagãos recém conquistados no noroeste da Europa, permitiu-lhes combinar o antigo ritual do "Dia de Samhain" ou "Vigília de Samhain" (algo parecido com o que os católicos fizeram no Brasil com os deuses africanos e os santos da igreja no tempo da escravidão). O Panteão de Roma, templo edificado para adoração de uma multiplicidade de deuses, foi transformado em igreja. Os cristãos celebravam ali o dia dos santos falecidos no dia posterior ao que os pagãos celebravam o dia de seu Senhor dos Mortos.

DRUIDAS

Estes eram membros de um culto sacerdotal entre os celtas na antiga França, Inglaterra e Irlanda que adoravam deuses semelhantes aos dos gregos e romanos, mas com nomes diferentes. Pouco se sabe sobre eles, pois os sacerdotes passavam seus ensinamentos apenas oralmente jurando e fazendo jurar segredo. Algumas práticas porém são conhecidas. Eles moravam nas florestas e cavernas, e diziam dar instruções, fazer justiça e prever o futuro através de vôo de pássaros, do fogo, do fígado e outras entranhas de animais sacrificados. Os druidas também ofereciam sacrifícios humanos e tinham como sagrados a lua, a "meia-noite", o gato, o carvalho, etc. Os druidas foram dizimados pelos romanos na França e Inglaterra antes do final do primeiro século, mas continuaram ativos na Irlanda até o quarto século.

BRUXAS E FANTASMAS

Os antigos druidas acreditavam que em uma certa noite (31 de outubro), bruxas, fantasmas, espíritos, fadas, e duendes saiam para prejudicar as pessoas.

LUA CHEIA, GATOS E MORCEGOS

Acreditava-se que a lua cheia marcava a época de praticar certos rituais ocultos. O gato estava associado as bruxas por superstição. Acreditava-se que as bruxas podiam transferir seus espíritos para gatos, então acreditava-se que toda bruxa tinha um gato. O gato era tido como "um espírito familiar" e muitos eram mortos quando se suspeitava ser uma bruxa.

Os druidas também tinham os gatos como animais sagrados, acreditando terem eles sido seres humanos transformados em gatos como punição por algum tipo de perversidade. Representavam portanto seres humanos encarnados, espíritos malvados, ou os "espíritos familiares" das bruxas. A cor do gato originalmente não era um fator importante. O morcego, por sua habilidade de perseguir sua presa no escuro, adquiriu a reputação de possuir forças ocultas. O mamífero voador também possuía as características de pássaro (para o ocultismo, símbolo da alma) e de demônio (por ser noturno). No período medieval acreditava-se que demônios transformavam-se em morcegos.

CABEÇAS DE ABÓBORA (“JACK-O-LANTERNS”)

A lanterna feita com uma abóbora recortada em forma de "careta", veio da lenda de um homem notório chamado Jack, a quem foi negada a entrada no céu, por sua maldade, e no inferno, por pregar peças no diabo. Condenado a perambular pela terra como espirito até o dia do juízo final, Jack colocou uma brasa brilhante num grande nabo oco, para iluminar-lhe o caminho através da noite. Este talismã (que virou abóbora) simbolizava uma alma condenada.

"TRAVESSURAS OU DOCES – “TRICK OR TREAT”

Acreditava-se na cultura celta que para se apaziguar espíritos malignos, era necessário deixar comida para eles. Esta prática foi transformada com o tempo e os mendigos passaram a pedir comida em troca de orações por quaisquer membros mortos da família. Também neste contexto, havia na Irlanda a tradição, que um homem conduzia uma procissão para angariar oferendas de agricultores, a fim de que sua colheitas não fossem amaldiçoadas por demônios. Uma espécie de chantagem, que daí deu origem ao "travessuras ou doces" "Trick or Treat".

AS MÁSCARAS E FANTASIAS

As máscaras têm sido um meio de supersticiosamente afastar espíritos maus ou mudar a personalidade do usuário e também de comunicação com o mundo dos espíritos. Acreditava-se enganar e assustar os espíritos malignos, quando vestidos com máscaras. Também em outras culturas pessoas tem usado máscaras para assustar demônios que acreditavam trazer desastres como epidemias, secas, etc. Grupos envolvidos com magia negra e bruxaria também usam máscaras para "criar uma ligação" com o mundo dos espíritos.

AS FOGUEIRAS

A palavra inglesa para fogueira (de acampamento, festas, etc.) é "Bonfire". Alguém pode até pensar que quer dizer "fogo bom", mas na verdade vem de "Bone" (osso) + "Fire" (fogo). Nas celebrações da "Vigília de Samhain" nos dias 31 de outubro, os druidas acreditavam poder ver boas coisas e mal agouros do futuro através do fogo. Nestas ocasiões, os druidas construíam grandes fogueiras com cestas de diversos formatos e queimavam vivos prisioneiros de guerra, criminosos e animais. Observando a posição dos corpos em chama, eles diziam ver o futuro. Mais tarde, mulheres, crianças, filósofos e cientistas foram "assados" vivos por católicos, calvinistas e luteranos.

AS CORES LARANJA E PRETA

As cores usadas no Halloween, o laranja e o preto, também tem sua origem no oculto. Elas estiveram ligadas a missas comemorativas em favor dos mortos, celebradas em novembro. As velas de cera de abelha tinham cor alaranjada, e os esquifes eram cobertos com tecidos pretos.

FEITIÇARIA NO PASSADO

Não só os católicos durante as atrocidades da Santa Inquisição, mas também os seguidores de Lutero, durante a selvagem perseguição aos anabatistas, e os calvinistas em sua feroz intolerância, promoveram barbaridades e injustiças com a desculpa de estarem em "Guerra Santa".

Acreditava-se que mulheres com poderes de feitiçaria podiam lançar aos seus vizinhos toda espécie de sorte maléficas, como morte de gado, perda de colheita, morte de filhos, etc. Segundo a tradição, o poder mais pernicioso de tais bruxas era tornar seus maridos cegos a respeito da má conduta de suas esposas e de fazer com que as chamadas feiticeiras gerassem filhos idiotas ou aleijados. Como a caracterização de bruxas era a de velhas megeras desdentadas com hábitos excêntricos e língua venenosa, muitas mulheres com tais características foram mortas em Salem, nos EUA em 1692.

Vejam só a barbaridade: ter um filho com alguma deficiência já caracterizava a mãe como bruxa ou feiticeira. Na Europa, a figura de feiticeira era a de "uma moça linda e perversa", e grande número de adolescentes e jovens mulheres casadas foram mortas na Alemanha e França.

As primeiras perseguições ocorreram no séc. XIII e depois em 1484 com a Santa Inquisição. O papa Inocêncio II recomendava que seus inquisidores torturassem até obter provas. Durante a Revolução Protestante essa caça assumiu proporções absurdas. Lutero aconselhava que se matasse feiticeiras com menos consideração e misericórdia do que se tinha com criminosos comuns.

Sob o comando de Calvino em 1545, 34 mulheres foram queimadas ou esquartejadas (vivas) sob acusação de serem ou praticarem feitiçaria. Mulheres, moças e até crianças eram torturadas com agulhas enfiadas sob suas unhas, assando-se os pés em fogueiras ou esmagando-se as pernas sob grandes pesos "até que a medula espirrasse dos ossos", tudo isso para obriga-las a confessar "orgias repelentes com os demônios". O ápice desta histeria ocorreu no final do séc. XVI onde o número de vítimas pode ter chegado a 30 mil. Durante essa época em cidades alemãs mais de 900 mulheres foram mortas num só ano, não restando uma só mulher em algumas cidades. Até pessoas celebrizadas por nós defendiam que pessoas fossem mortas sob simples suspeita de feitiçaria.

O HALLOWEEN HOJE

O Halloween tem outros aspectos negativos além de sua herança pagã arraigada na bruxaria e sua ênfase sobre o diabo e as trevas.
Alguns vândalos estão mais interessados em brincadeiras de mau gosto do que em festas. Há vários casos de criminosos e loucos distribuindo balas envenenadas ou guloseimas contendo agulhas ou lâminas. Outro perigo é o de que os motoristas não vêem as crianças com trajes típicos de cores escuras andando em ruas escuras. Todavia, tais associações com o mal não indicam que os pais que permitem celebrações do Halloween estejam colaborando com o diabo. Mas seria difícil você pensar numa virtude positiva nos festejos do Halloween. Seu simbolismo envolve demônios, fantasmas, morte, trevas, esqueletos, medo e terror.

O QUE A BÍBLIA DIZ:

Sobre o culto ao medo: II Tim.1:7

Sobre um dia especial do mal: Salmos 118:24

O que Deus pensa dessa práticas e seus praticantes: Deut.18:9-14; Isa. 8:19; Lev. 19:26, 31; 20:6-8; 20:27;

Sobre as chantagens da esmola: Salmos 37:25

- No Novo Testamento: Gal. 5:19-21; Apoc. 21:8; 22:15

- Nossa resposta: Rom. 12:2; I João 4:4; Efés. 6:12; I Pedro 5:8-9; II Cor. 2:11

REFLETINDO

Existe algo de ruim nisto? Quer dizer que esta simples festividade com pessoas e crianças se fantasiando, pedindo doces é um remanescente de antigas práticas de magia negra, culto aos mortos e outras coisas sinistras?
TIRE SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES

Nos Estados Unidos foram proibidas as orações públicas. O princípio do sectarismo tirou das escolas a celebração do Natal. Mas o Halloween permanece. O abrigo de gatos de Chicago tem uma procura muito grande de gatos pretos durante os festejos de Halloween. Temendo que os gatos estivessem sendo usados em rituais macabros pelos que se auto-proclamam bruxos, a Sociedade Protetora de Animais excluiu a adoção durante essa temporada.

No Brasil e no mundo estão aparecendo pessoas se auto-intitulando bruxos. Simbolismo apenas? Pense em alguns símbolos e analise-os. Há algum significado? Há alguma importância? Há alguma influência? Exemplo: cabeça de abóbora, suástica, crânio com ossos cruzados, a cruz... Deve uma igreja acolher tais festividades? Deve um crente participar de tais festividades? Hoje, mais e mais casos de sacrifícios humanos ocorrem no mundo ocidental justamente nesta época. Até os pais da Reforma Protestante cometeram absurdos de injustiça nesta área. Não estaríamos nós celebrando a injustiça que tanto desagrada a Deus? (Isaías 6.7-8). O assunto não é algo de extrema importância. É simplesmente algo que devemos nos colocar a par para um Posicionamento ético quando alguém nos perguntar sobre a questão.

Este estudo não é para dar mais "Ibope" ao diabo. Crentes não devem temer o Halloween. Dia 31 de outubro continua sendo um dia que o Senhor Deus criou. Não há espaço aqui para extremismo e nem para fobias. Exemplo de extremismo característicos do povo Cristão: A primeira edição de "A Origem das espécies" de Darwin, foi praticamente esgotada pela corrida dos crentes para comprar o "livro herege"... nós financiamos a segunda edição do livro e, provavelmente, a popularidade da teoria. Há uns 5 anos atrás várias pessoas faziam palestras sobre a Nova Era e as igrejas estavam super alertas para a simbologia e embaixadores desse movimento. Isso gerou uma verdadeira "paranóia", ao ponto de acusarem a Junta de Missões de "Nova Era", por trazer o desenho de um arco-íris, um dos supostos símbolos, em um de seus cartazes.


Fonte:
http://www.jesusvoltara.com.br/atuais/halloween.htm




****************

++++++++++++++

+++++++++++++

===========



O Que a Bíblia

diz sobre

"Halloween"



- A tentativa de fazer com que o dia 31 de Outubro entre para o nosso calendário como “Dia das Bruxas” está, infelizmente, caminhando a passos largos.

- Ano após ano, escolas, clubes e outros grupos aproveitam a data para “comemorar” o Halloween utilizando-se de fantasias de bruxas, fantasmas e duendes, com abóboras e mamões transformados em caveiras...

- Neste contexto, de um modo geral, surgem duas visões divergentes a este respeito: de um lado, há os que pregam veementemente contra esta comemoração, acusando-a de ser uma festa satânica, e de outro há os que acreditam se tratar de uma celebração inocente, sem nenhum mal.

- Como cristãos, acreditamos que nossa referência é a Palavra de Deus. Portanto, neste estudo vamos procurar estabelecer alguns princípios bíblicos para a viabilidade ou não das festas de Halloween.

Um pouco de História:

- A comemoração do Halloween teve início na Irlanda, há mais de 3 mil anos, no chamado Samhain - festival da colheita dos celtas. Os Druidas (magos celtas) acreditavam que nessa noite a janela que separava o mundo dos vivos do mundo dos mortos desaparecia, e as almas dos mortos regressavam numa visita aos lares terrenos. Para manter esses espíritos contentes e afastar os maus espíritos de seus lares os celtas deixavam comida e doces na parte de fora de suas casas, e realizavam rituais com sacrifícios humanos.

Significado espiritual:

- Em nossos dias, tanto no calendário pagão (movimento neo-pagão), como na bruxaria e no satanismo (adeptos da Igreja Mundial de Satanás), o Halloween é a data mais importante do ano.

- Rituais para invocação de espíritos, comunicação com os mortos, adivinhações, e até mesmo a adoração e evocação do próprio Satanás são realizados de maneira pródiga neste dia.

Conseqüências:

- Embora muitos defendam o Halloween como uma festa folclórica da cultura norte-americana, e o comércio incentive a comemoração visando tirar proveito dela, não podemos fechar os olhos para as nefastas conseqüências que esta “comemoração” traz para as pessoas e para a nossa nação.

Vamos enumerar algumas:

1) Todos os valores enaltecidos nas festas de Halloween são contrários à boa, agradável e perfeita vontade de Deus para as nossas vidas:

- Morte é “Todos os que me aborrecem amam a morte.” (Provérbios 8:36)

- Bruxaria e Feitiçaria é “Não permitam que se ache alguém entre vocês que queime em sacrifício o seu filho ou a sua filha; que pratique adivinhação, ou se dedique à magia, ou faça presságios, ou pratique feitiçaria...” (Deuteronômio 18:10)

- Comunicação com os mortos é “Não permitam que se ache alguém entre vocês que faça encantamentos; que seja médium, consulte os espíritos ou consulte os mortos. O Senhor tem repugnância por quem pratica essas coisas” (Deuteronômio 18:11-12)

- Ocultismo éE não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as. Porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é torpe.” (Efésios 5:11-12)

2) Embora muitos participem de tais comemorações de maneira inocente e lúdica, sem o objetivo de adorar a Satanás, indiretamente estarão fazendo isso. Observe as palavras do próprio Jesus Cristo:

“Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro”
(Mateus 6:24);

"Quem não é por mim é contra mim." (Mateus 12:30).

3) A popularização de figuras como bruxas, feiticeiros, duendes, caveiras e espíritos malignos presentes no Halloween, faz com que, a médio e longo prazo, crianças e adultos, não só aceitem tais figuras e valores, mas as amem!

- É uma espécie de condicionamento através do qual, as pessoas passam a amar e a admirar os valores satânicos, tão abomináveis diante de Deus. "Aquilo que uma geração tolera, a próxima adota como estilo de vida normal".

- O contato constante com estes valores afeta nossa sensibilidade de tal maneira que, o que antes parecia feio e errado, nos pareça normal e aceitável.

- Assim, ao sermos coniventes com esta “festa”, estaremos condenando as próximas gerações a aceitarem como corretos e aprazíveis os componentes do Reino das Trevas:

“Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!”
Isaías 5:20.

CONCLUSÃO:

- Embora nem todos tenham consciência disso, uma tremenda guerra espiritual está ocorrendo bem acima de nossas cabeças, e o Halloween é uma das estratégias do Diabo e suas Hostes espirituais para tentar enaltecer e popularizar as obras das trevas.

- Cabe a cada um de nós demonstrar verdadeiro repúdio a esta maldita celebração importada dos EUA.

- Como disse Eddy Andrade Pinos, diretor regional da Cultura no Equador há alguns anos atrás: "Nada temos que fazer com bruxas nem abóboras, tampouco enganar as crianças com contos de bruxas"

- ... Também nenhuma escola pode obrigar seus alunos a participarem destas festas, uma vez que ultrapassam o campo cultural e acadêmico, e violam princípios cristãos. Por isso, por amor a Jesus, não tomem parte destas coisas!

“Porque outrora vocês eram trevas, mas agora são luz no Senhor; vivam como filhos da luz e aprendam a discernir o que é agradável ao Senhor”
(Efesios 5:8, 10)


Autora: Márcia Rezende



#############

##############

###############



sexta-feira, 29 de outubro de 2010


MAGIA, MISTICISMO

E ESOTERISMO, ISSO

É APENAS MODA?

“Porque vocês não acreditam no que o seu Deus disse? Porque vocês vão consultar feiticeiros e médiuns para saber o futuro? Eles falam, resmungam, mas não dizem nada. Por acaso os mortos podem revelar o futuro aos vivos?” Is 8.19 – BV.


“Não permitam que se ache alguém entre vocês... o que pratique adivinhação, ou se dedique à magia, ou faça presságios, ou pratique feitiçaria ou faça encantamentos; que seja médium, consulte os espíritos ou consulte os mortos. O SENHOR tem repugnância por quem pratica essas coisas.”
Dt 18.10-12



• Introdução:


- O que é magia para você?

- Você é uma pessoa mística? Esotérica?
Então, em especial gostaria muito de sua atenção nesta noite!
É comum ouvirmos pessoas dizerem às outras: “Fizeram um trabalho contra você!”

- Esta frase é suficiente para desequilibrar a vida de muita gente. Porque infelizmente nosso povo é extremamente supersticioso e dominado por este espírito de medo. Eles ainda não conhecem o poder de Deus.

- Freqüentemente as pessoas me perguntam se isso existe de fato, isso é, se esses chamados “trabalhos”, mau-olhado, quebranto, pé-frio, vodu, mandingas, demandas, etc. fazem efeito.

- Respondo que de fato é uma realidade espiritual, porém, não é a verdade, pois sabemos que a única verdade é aquela que procede de nosso Senhor Jesus Cristo.

- Porém, aquele que está desguarnecido da presença do Senhor Jesus se torna vítima destas situações, ora verdadeiras pessoas do mal, ou de charlatões.

- Mais do que nunca, vivemos hoje numa sociedade espiritualista, cada vez mais mística, e cada vez mais existe um sistema muito forte e organizado, financeira e politicamente, para promover estas idéias.

- Veja esses trechos de desenhos animados de grande sucesso: Rei Leão e Irmão Urso.

- E a série de Harry Porter?

- Segundo a WIKIPedia, existe um Sistemas de Magias:

1. Magia clássica e Teosofia:

- A magia contemporânea encontra raízes no trabalho de iniciados como Eliphas Levi e Papus.

- A Teosofia, ou a moderna Teosofia, tem como um de seus fundadores Helena Petrovna Blavatsky, que foi buscar no oriente a fonte de seu importante sistema filosófico.

- Este sistema não se apresenta exatamente como os sistemas utilizados pelos estudiosos de magia, mas, antes, pretende transmitir o conhecimento esotérico universal que estaria contido em toda e qualquer tradição filosófica ou religiosa.

- Blavatsky considera, por exemplo, que todos os homens são magos no sentido último da palavra, pois todos podem utilizar o divino poder criador, seja através do pensamento, palavra ou ação.

2. Magia sexual:

- Agrupam-se neste item diversos sistemas (Thelemita, gnóstico, etc.) que representam uma versão ocidental da Tantra. A base destes sistemas é a concepção que o sémen do homem e a vulva da mulher são sagrados.

- A magia sexual divide-se em diversos sistemas diferentes e conflitantes, a maioria deles derivados do sistema originalmente desenvolvido por Paschal Beverly Randolph e depois por Theodore Reuss na Ordo Templi Orientis (O.T.O.)

Citamos entre os diversos sistemas de magia sexual:

Ansariético: Criado pelos Ansarichs ou Aluítas (em inglês: Ansaireth ou ainda Nusairis) na Síria antiga

Eulis: Criado por Pascal Beverly Randolph, um iniciado entre os Aluítas

Sistema da 0. T. 0.: Sistema de magia sexual que foi a base da Tantra ocidental

Sistema da Fraternitas Saturni: É derivado da O.T.O.

Sistema Maatiano: Criado por dissidentes da O.T.O.

Sistema da 0. T. O. A.: Derivado da O.T.O., faz uso de práticas astrais de magia sexual

Caos: Sistema mágico baseado em "auto-magia sexual"

Movimento Gnóstico Cristão Universal: Sistema de magia sexual acentuadamente ascético fundado pelo neo-gnóstico Samael Aun Weor

3. Thelema:

- Sistema criado por Aleister Crowley a partir do recebimento "Liber AI Vel Legis" ("O Livro da Lei").

- Trata-se do início de uma Nova Era(Aeon) de Aquário, onde o ser humano percebe-se como centro de seu próprio universo, assim divino.

- Thelema, em grego, significa vontade. Os axiomas mais importantes para os Thelemitas, constantes no "Livro da Lei" são: "Faze o que tu queres que há de ser tudo da Lei" (Do what thou wilt shall be the whole of the Law") e "Amor é a lei, amor sob vontade" (Love is the law, love under will"), que diferentemente do que muitos interpretam não significa "fazer o que quiser", mas sim a realização daquilo que chamam de "Verdadeira Vontade", sempre lembrando que isso é um ato de amor perante a humanidade, mas esse amor sob vontade.

4. Samael Aun Weor:

- Samael Aun Weor, fundador do Movimento Gnóstico Cristão Universal, ensinou a magia sexual como um dos pilares fundamentais do que chamou Revolução da Consciência.

- Sua principal característica é o que o próprio autor chama de "ascética revolucionária da Era de Aquário". Ainda de acordo com o autor, metafisicamente, seu processo consiste na "mescla inteligente da ânsia sexual com o entusiasmo espiritual". Contudo, em termos que se atêm somente à fisiologia desta classe de magia sexual, esta consiste, em suma, na conexão dos órgão genitais masculinos e femininos (chamados pelos termos orientais Lingam e Yoni) evitando-se o orgasmo, tanto masculino quanto feminino, e a perda do sêmem.

5. O.T.O. - A Ordo Templi Orientis:

- Fundada por Theodore Reuss e Karl Kellner no princípio do Séc. XX baseou-se inicialmente na aplicação dos conhecimentos do Tantra sobre o sistema da Maçonaria.

- Quando o ocultista inglês Aleister Crowley, passou a ter o controle da ordem seus rituais e filosofia básica foram reformulados para serem interpretados e trabalhados sob a chamada Lei de Thelema.

- A O.T.O. acabou sendo a origem de diversas dissidências que adotaram diferentes visões sobre a magia.

- Dentre as dissidências que realizam um trabalho considerado sério podemos citar a Ordo Templi Orientis Antiqua (O.T.O.-A.) e a Tiphonian Ordo Templi Orientis (T.O.T.O.).

6. Magia Luciférica:

- Este sistema é desenvolvido por uma fraternidade chamada "Fraternitas Saturni".

- É um sistema parecido com o da O.T.O., centralizando suas práticas em magia sexual (em especial nas práticas da "mão esquerda") e em magia ritualística.

- A diferença principal em relação a O.T.O. é que, enquanto esta busca a fusão individuada com a energia criadora, porém sem uma representação central, a Fraternitas Saturni busca elevar o espírito humano a uma condição de Divindade, representada por Lúcifer. O sistema possui 33 graus.

7. Magia Enoquiana:

- Magia Enoquiana é um sistema simbolicamente complexo, que consiste na evocação de energias (também chamadas de entidades), e foi proposto pelo astrólogo e alquimista John Dee e por Edward Kelley.

- O sistema foi posteriormente estudado pela Golden Dawn e por Aleister Crowley.

8. Magia Musical:

- Criado por uma renomada ocultista, Juanita Wescott, estudiosa do Sistema de Franz Bardon.

- O Sistema de Magia Musical faz uso dos mais elevados ensinamentos do Hermetismo e da Cabala, do ponto de vista de Franz Bardon.

9. Xamanismo:

- Sistema que deu origem a diversos cultos e religiões e cuja origem remonta à Idade da Pedra.

- O Xamã é uma espécie de curandeiro, com poderes mágicos especiais.

10. Candomblé:

- Sistema semelhante ao Vodu e popular no Brasil. Consiste na invocação de certos espíritos chamados de Orixás.

11. Vodu:

- Sistema popular no Haiti. Assemelha-se ao Candomblé.

12. Umbanda:

- Fusão das religiões afro-brasileiras, notadamente o Candomblé, com o espiritismo kardecista, com predominância deste último.

- Difere do Candomblé, também, por considerar vários tipos de orixás como espíritos de pessoas mortas.

13. Wicca:

- É uma religião (criada por Gerald Gardner) que possui, em sua base, a prática da magia no auxílio da evolução humana.

14. Quimbanda:

- Sistema de magia que trata da invocação de entidades chamadas "Exus", podendo-se com a ajuda dessas entidades, fazer tanto o bem quanto o mal.

15. Ocultismo:
16. Hermetismo:
17. Alquimia:
18. Gnose:
19. Bruxaria:
20. Cabala:
21. Simpatia:

- E alguns dizem, “mas estas filosofias não são do mal”, existem até pessoas cristãs romanas que seguem estas coisas.

- E estes eu preciso dizer o que disse Jesus:
"Aquele que não está comigo é contra mim, e aquele que comigo não ajunta, espalha.”
– Lc 11.23 E por ai vai!

- Está Escrito: “Idolatria e feitiçaria;...e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti: Aqueles que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus.” – Gl 5.20-21

- Magia, Esoterismo, Misticismo, não é só moda, é filosofia de vida, é religião, são formas sutis de distanciar o homem do seu criador e do seu salvador e Senhor, porque está Escrito:

- Respondeu Jesus: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim. Se vocês realmente me conhecessem, conheceriam também o meu Pai.”- Jo 14.6-7.

- Esta história não é nova, já no início da igreja era assim, no livro de atos encontramos esta história:

Atos: 8.9-12...

“Um homem chamado Simão vinha praticando feitiçaria durante algum tempo naquela cidade, impressionando todo o povo de Samaria. Ele se dizia muito importante, e todo o povo, do mais simples ao mais rico, dava-lhe atenção e exclamava: Este homem é o poder divino conhecido como Grande Poder. Eles o seguiam, pois ele os havia iludido com sua mágica durante muito tempo. No entanto, quando Filipe lhes pregou as boas novas do Reino de Deus e do nome de Jesus Cristo, creram nele, e foram batizados, tanto homens como mulheres.”

- A história é a mesma de hoje. Só as boas novas do evangelho de Jesus Cristo para levar as pessoas a abrirem os olhos.

- A questão é: pode algum “trabalho” atingir a pessoa que realmente aceitou a Cristo como Salvador e Senhor, e hoje é nova criatura?
Absolutamente não!

- Você pode me perguntar: “por que não?”

Veja comigo na Palavra, como sua vida pode estar protegida de todas as forças malignas do mundo:

1. O INIMIGO NÃO PODE ATINGIR O CRENTE VERDADEIRO:
I Jo 5.18
“Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus; aquele que nasceu de Deus o protege, e o Maligno não o atinge.”

E está Escrito também:
“Não há magia que possa contra Jacó, nem encantamento contra Israel. Agora se dirá de Jacó e de Israel: Vejam o que Deus tem feito!”
- Nm 23.23

2. O CRISTÃO AUTÊNTICO É MORADA DO ESPÍRITO SANTO: I Co 6.19 e 20.

“Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos? Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o seu próprio corpo.”

3. O CRISTÃO É PROPRIEDADE EXCLUSIVA DE DEUS E ESSA PROPRIEDADE NÃO É NEGOCIADA COM SATANÁS:
I Pe 2.9-10

“Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. Antes vocês nem sequer eram povo, mas agora são povo de Deus.”

4. NINGUÉM, NENHUMA FORÇA, É MAIS PODEROSA QUE O SENHOR JESUS:
I Jo 4.4
“Filhinhos, vocês são de Deus e os venceram, porque aquele que está em vocês é maior do que aquele que está no mundo.”
“O anjo do SENHOR é sentinela ao redor daqueles que o temem, e os livra.”
Sl 34.7

5. JESUS VEIO PARA DESTRUIR AS OBRAS DE SATANÁS: – I Jo 3.8
“Para isso o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo.”
6. UMA VEZ ABENÇOADO POR DEUS, ABENÇOADO PARA SEMPRE:
Nm 23.19-20.

“Deus não é homem para que minta, nem filho de homem para que se arrependa. Acaso ele fala, e deixa de agir? Acaso promete, e deixa de cumprir? Recebi uma ordem para abençoar; ele abençoou, e não o posso mudar.”

• CONCLUSÃO:

- Confie plenamente na Palavra do Senhor e seja um genuíno crente no Senhor Jesus.

- O crente nominal está sujeito ao Inimigo (I Jo 5.18), mas, o nascido de Deus está livre de todo poder do mal.

- Encare sua missão, vista a armadura de Deus (Ef 6.10-20) e exerceremos autoridade de Cristo sobre o mundo, a carne e os demônios.

“Escolheu doze, designando-os apóstolos , para que estivessem com ele, os enviasse a pregar e tivessem autoridade para expulsar demônios. Estes sinais acompanharão os que crerem.” - Mc 3.14 e 15; 16

AUTOR: Pr. Carlito M. Paes




#############

============

+++++++++++

quinta-feira, 28 de outubro de 2010


A vingança de Deus
sobre os Opressores
do seu Povo

Referência – Isaías 13.1-8


INTRODUÇÃO

1. Deus conhece todos os nossos inimigos.
Ele sabe das artimanhas deles para nos destruir. O Senhor está ajuntando todas as obras más que eles intentam contra nós para descarregar sobre eles a sua ira no dia do seu juízo.

2. Toda mentira, toda tentação que eles levantam para nos fazer cair retornará em castigo.

A. A ira de Deus sobre a Babilônia
(vv 1-8)

1. O profeta Isaías foi comissionado por Deus a profetizar uma “mensagem pesada” (heb. massã) sobre os babilônicos – também chamados de Babel pelos Judeus (v.1). O Senhor levantaria um povo, os Persas, para os arruinarem.

2. O povo babilônico foi o opressor que deu o golpe final no povo de Judá. Como castigo pela destruição que ele causou ao povo de Deus sofreria a punição do Senhor através de outra nação.

3. O “estandarte”, ou seja, a bandeira de guerra de Deus seria erguida contra aquele povo que se orgulhava pela assolação que causava ao povo do Senhor (v. 2). Deus levantaria uma nação consagrada para guerrear contra os babilônicos (v. 3).

4. São muitos os inimigos que tentam nos destruir. O nosso arque inimigo, o Diabo, levanta seus soldados para nos ferir e nos fazer desistir do Senhor. Porém, a vingança pertence ao Senhor. É ele quem vinga os nossos opressores.

B. Por que Deus é quem vinga aqueles que nos oprimem?

I. Porque é Deus quem conhece as fraquezas dos nossos inimigos
(v. 2 “... acenai-lhes com a mão, para que entrem pelas portas dos tiranos”).

1. Ninguém conhecia melhor o as fraquezas da babilônia do que o próprio Deus.

- O Deus que tudo vê, via uma brecha no muro, onde os Persas poderiam atacá-los.

- A chamada porta dos tiranos era a fraqueza daquela grande e poderosa nação. Por elas a babilônia iria cair.

2. Por mais forte que pareçam os inimigos, eles têm suas fraquezas, e Deus conhece cada uma em seus detalhes.

- Eles confiam na força que possuem. Pensam que as armas desse mundo são poderosas para guardá-los. Todavia, serão destruídos pelo sopro do Senhor. A ira de Deus transformará em pó as armas deles.

3. A vingança daquilo que temos sofrido pelas mãos dos nossos adversários não tardará.

- Assim como foi com o Egito, que oprimiu o seu povo (Ex 12.12).

- O Senhor será conhecido pelos seus juízos e o mundo saberá que Deus sempre esteve conosco.

II. Porque Deus tem os meios eficazes para a sua vingança (v. 3 “Eu dei ordens aos meus consagrados, sim, chamei os meus valentes para executarem a minha ira...”).

1. Deus contou com uma nação distante para cumprir o seu juízo.

- Os Persas foram preparados e consagrados por Deus para executarem a sua ira sobre a orgulhosa Babel.

2. O mundo está sob o governo do Senhor.

- Por isso, ele pode usar os meios inesperados para arruinar os seus inimigos.

- Deus não governa apenas os seus filhos, mas as pessoas, as cidades, as nações e o mundo. Tudo faz parte do governo dele que não deixa passar despercebido a maldade daqueles que afligem o seu povo.

3. Os meios usados pelo Senhor são eficazes em seus propósitos.

- Quando o juízo dele é decretado ele alcança o seu fim. Nada pode impedir a vingança do Senhor. Pois em breve muitos provarão o horror de ter oprimido os escolhidos de Deus.

III. Porque a vingança de Deus traz horror sobre os nossos opressores (v.7 “Pelo que todos os braços se tornarão frouxos, e o coração de todos os homens se derreterá”).

1. A nação que iria castigar os Babilônios causaria terror ao coração deles.

- Os guerreiros de Babel perderiam a habilidade no manuseio de suas armas.

- Os corações deles os fariam temer o ataque dos seus inimigos. Assim, seriam triturados pelo ataque dos Persas.

2. O maior desespero que alguém pode sentir será estar debaixo da ira de Deus.

- O coração não encontrará saída para a punição. Caso faça a sua cama no mais profundo Deus estará lá, se subir até as profundezas do universo ele também o encontrará.

- O inimigo engana o tolo lhe fazendo pensar que haverá escapatória para a ira de Deus. Todavia, o Senhor não deixará escapar nenhum dos seus inimigos.

3. Nem mesmo o horror da cadeira elétrica, da injeção letal, ou de qualquer instrumento de punição, pode se comparar à vingança que Deus tem preparado para aqueles que passam essa existência oprimindo o seu povo.

CONCLUSÃO

1. Por fim, a vingança do Senhor virá e não tardará sobre todos aqueles que não cessam de nos oprimir.

- Ele conhece o “calcanhar de Aquiles” dos nossos adversários e impetrará eficazmente os seus juízos e aí daqueles que oprimem o povo de Deus, pois a vingança dele os levará ao desespero eterno.

2. Portanto, confiemos a Deus a maldade dos nossos inimigos.

- Não se adiante em sua ira, mas espere no Senhor e ele derramará o cálice de sua vingança, sobre todos os seus adversários. Amém!

Fonte:
http://sermoes1.blogspot.com/search?updated-min=2009-01-01T00%3A00%3A00-08%3A00&updated-max=2010-01-01T00%3A00%3A00-08%3A00&max-results=7




===============

++++++++++++++

:::::::::::::::::::::::::


quarta-feira, 27 de outubro de 2010


FILHOS DA PAZ
EM CASAS DE PAZ

Texto chave: Apoc. 3:20



– Você já abriu a porta de seu coração para Jesus e Ele já entrou. Mas agora o Senhor está pedindo outra coisa: Abra a porta de sua casa para abençoar outros.

- A quem Jesus fala isso?

- para a igreja, gente salva mas que fechou a porta do coração para Jesus.

- Gente morna na fé, que deixou de fazer a obra com garra e prioridade.

- Em Apocalipse 3:19 lemos: “ ... levem as coisas a sério e se arrependam.”

- Estamos dispostos a levar as coisas de Deus mais a sério?

- Se estamos, devemos prestar atenção nesta campanha de Casas de Paz, sobre a qual temos falado já por 4 semanas.

- O que é isso, Casa de Paz?

- É uma casa onde moram pessoas que têm fome e sede de Deus, e que por 8 semanas uma dupla de discípulos de Jesus vai estar lá, para ler a Bíblia, orar pelas necessidades, louvar a Deus, expulsar espíritos atormentadores, curar pessoas enfermas, enfim, levar a paz de Jesus para aquela casa.

- Você, que já tem a paz de Jesus, saiba de uma coisa: Deus quer usar você para levar essa paz ao coração de quem ainda não tem, mas está procurando, e por isso nós o chamamos de Filho da paz.

- Será que Deus vai poder contar com você para abrir uma casa de paz?

1. VALE A PENA ABRIR UMA CASA DE PAZ?

– Veja sobre Obede-Edom, um homem que abriu sua casa para receber a presença do Senhor e por isso Deus o fez prosperar.

- II Sam. 6:9-12. – No Velho Testamento a arca representava a presença de Deus, e esse homem é um exemplo para nós, pois abriu sua casa para recebê-la. O resultado disso foi bênção e prosperidade sobre toda a sua família.

2. DEUS QUER COLOCAR SUA PRESENÇA DENTRO DE SUA CASA TAMBÉM

-veja novamente Apoc. 3:20

– o que essas palavras de Jesus significam para nós?

a) – O Senhor tem um interesse especial na nossa casa

- Porque Jesus quer entrar na nossa casa?

– Porque o centro do plano de Deus é abençoar famílias.

- Veja Sua promessa para Abraão em Gn. 28:14.

- Foi assim que nasceu a igreja de Jesus como vemos em Atos 5:42 – se reuniam no templo e de casa em casa....

b) – Jesus diz que está à porta e bate - quem bate à porta é porque deseja entrar pelos meios normais – espera ser convidado a entrar.

- Mas temos que fazer como Obede-Edom, deixar a presença do Senhor entrar em nossa casa.

- Quem quer ser abençoado pela presença de Deus permite e convida. Tem muita gente nesta cidade que deseja a presença de Deus em sua casa.

c) – Quem “ouvir a sua voz” e “abrir a porta”

- Essa é uma decisão pessoal, que ninguém pode tomar por nós. Jesus não vai entrar em portas fechadas.

3. JESUS ENVIA SEUS SERVOS COMO MENSAGEIROS PARA TRANSMITIR SEU DESEJO DE ENTRAR NAS CASAS – Lc. 10:1,5-7 .

- O povo de Deus tem uma missão: levar a presença de Deus a todas as famílias. É isso que queremos fazer durante 8 semanas.

- Vejamos 3 observações sobre esse tópico:

a)- Quando somos enviados pelo Senhor, é como se ele mesmo estivesse indo através de nós - Lc. 10:16

b) – Os filhos da paz são identificados por uma atitude: Eles recebem os mensageiros da paz - Isso fica claro quando Jesus fala com os discípulos em Lc. 10:5-7 .

c) - O que acontece numa casa de paz, quando as portas são abertas para Jesus?

Vamos ver três bênçãos:

1)- A paz é estabelecida ali - brigas, desentendimentos, falta de harmonia, tudo isso acaba.

2)- Os enfermos são curados e o evangelho do reino é pregado – Lc. 10:9

3)- Toda obra maligna contra aquela casa cai por terra –Números 23:23.

DESAFIO PARA OS FILHOS DA PAZ:

- Já vimos até aqui o suficiente para deixar claro que Jesus quer entrar nos lares e que os filhos da paz abrem a porta para isso.

- Agora temos uma pergunta:

- Você que é um filho da paz, gostaria de abrir a porta de sua casa para Jesus?

- Você reconhece que há necessidades em sua família e está disposto a dar ouvidos à voz do Senhor e abrir a porta de sua casa para Ele?

- Quer fazer como Obede-Edom, que recebeu a arca do Senhor e viu a bênção se estabelecer em sua casa – tudo prosperou.

- Se sua resposta é sim, participe de uma dupla para ser enviado e receba uma unção especial no culto do próximo domingo


Fonte:
http://www.igrejavencedores.com.br/acervo_detalhes.asp?Id=365




=============

++++++++++++++

:::::::::::::::::::::::::::::

terça-feira, 26 de outubro de 2010


DE VOLTA A BETEL


TEXTO

Gn 35:1-7 “Deus disse a Jacó: “Suba a Betel e estabeleça-se lá, e faça um altar ao Deus que lhe apareceu quando você fugia do seu irmão Esaú”. Disse, pois, Jacó aos de sua casa e a todos os que estavam com ele: “Livrem-se dos deuses estrangeiros que estão entre vocês, purifiquem-se e troquem de roupa. Venham! Vamos subir a Betel, onde farei um altar ao Deus que me ouviu no dia da minha angústia e que tem estado comigo por onde tenho andado”. Então entregaram a Jacó todos os deuses estrangeiros que possuíam e os brincos que usavam nas orelhas, e Jacó os enterrou ao pé da grande árvore, próximo a Siquém... Jacó e todos os que com ele estavam chegaram a Luz, que é Betel, na terra de Canaã. Nesse lugar construiu um altar e lhe deu o nome de El-Betel, porque ali Deus havia se revelado a ele, quando fugia do seu irmão”.

INTRODUÇÃO:

- Quando Jacó fugiu da casa de seu pai por ter enganado seu irmão Esaú com a benção da primogenitura, o primeiro lugar fora de suas terras em que passou foi Betel, e, ali ele teve uma experiência marcante com Deus e fez ali uma aliança com o Senhor (Gn 28:22 “E esta pedra que hoje coloquei como coluna servirá de santuário de Deus; e de tudo o que me deres certamente te darei o dízimo”).

- Agora vemos Deus falando com Jacó para que este volte ao lugar do seu chamado, ao lugar do seu encontro e da sua aliança com o Senhor. Deus o levou ao inicio de seu momento pessoal para avaliar a sua caminhada cristã, suas frustrações, seus fracassos, suas conquistas e seus propósitos.

- Deus faz isso conosco para mostrar aspectos de nossas vidas que estão sendo negligenciados.

- Deus estava requerendo de Jacó e de sua família, uma decisão de entrega e santidade total a Ele. E assim eles deveriam levantar um altar de total dedicação a Deus.

- Hoje Deus está nos convocado a tomarmos uma decisão de levantarmos acampamento e caminharmos para Betel, porém lembrando sempre de que o grande alvo ali é de levantarmos um altar de compromisso, dedicação, entrega e santidade total a Deus.

1 - Temos que identificar e remover os objetos que podem nos atrapalhar na caminhada para o sucesso.

A) Temos que identificar o que pode estar em desacordo com o propósito de Deus para nós.

- Jacó percebeu que havia deuses estrangeiros no meio da bagagem de sua família, os quais haviam sido furtados por sua esposa Raquel da casa de seu pai (Gn. 31:19-21 “Enquanto Labão tinha saído para tosquiar suas ovelhas, Raquel roubou de seu pai os ídolos do clã. Foi assim que Jacó enganou a Labão, o arameu, fugindo sem lhe dizer nada. Ele fugiu com tudo o que tinha e, atravessando o Eufrates , foi para os montes de Gileade”).

- Havia uma maldição de engano, roubo, desonestidade, inveja e mentira sobre a sua família. Por conta disso, Jacó se tornou um fugitivo. Deixava sempre pendências por onde passava. Saia dos lugares sem resolver ou encarar responsavelmente, as situações. Estava sempre fugindo com sua família de um lugar a outro.

- Toda pessoa que tem a síndrome de Jacó, nunca construirá nada. Terá sempre uma vida ou um ministério nômade.

B) Devemos renunciar os deuses estranhos porque Deus não reparte a Sua glória com ninguém.

- Se você vai chegar a Betel e se algum altar vai ser levantado ao Senhor dos exércitos, então os deuses estranhos terão que ficar enterrados no caminho.

- Muitos querem levantar um altar, ou, estar ministrando no altar sem se libertar dos deuses estranhos.

C) O carvalho de Siquém é o lugar onde você terá que enterrar os deuses estranhos.

- O carvalho é o ponto decisivo. Enterrar significa por um fim, sepultar completamente. Muitas pessoas trazem esses deuses em sua vida, família ou ministério e os carregam por muito tempo em sua caminhada cristã.

- Mas tem um, porém: O carvalho era a maior e mais frondosa árvore da floresta de Siquém, era fácil saber, ou identificar onde os objetos haviam sido enterrados, caso se esquecessem do local no meio da floresta. Era uma espécie de mapa para saber onde estava enterrado o “tesouro”.

- Muitas pessoas voltam a desenterrar os deuses do Egito, sempre que desviam a visão do propósito.

- Os deuses estranhos roubam a glória de Deus em nossa vida. Além disto, eles ocupam o lugar o espaço que deveria ser ocupado pelos desígnios do Altíssimo. E quando isto acontece, entramos em pecado de idolatria.

2 - Temos que passar pelo processo de purificação antes de levantarmos um altar ao Senhor.

A) Jacó teve que levar sua família a lavar-se no rio, porque estavam sujos devido à caminhada.

- Isto significa que temos que nos purificar das obras mortas e nos santificar para o Senhor. Não podemos vestir as vestes ministeriais e santas, sem primeiro nos purificarmos.

B) Precisamos mudar as nossas roupas.

- Jacó também levou sua família a trocar as vestes. Devido à longa caminhada, as vestes se sujaram, outras se rasgaram, outras ficaram pequenas para os corpos que cresceram.

- As vestes na Bíblia nos falam da conduta da vida diária. Se não trocarmos nossas vestes, não poderemos levantar um altar ao Senhor e nem ministrar diante dEle.

- Precisamos mudar a nossa postura; nossa forma antiga de nos comportar; nossa maneira de falar; nossa forma de tratar com os outros.

- Precisamos mudar as nossas vestes de lamúria por vestes de louvor (Is. 61:3 “e dar a todos os que choram em Sião uma bela coroa em vez de cinzas, o óleo da alegria em vez de pranto, e vestes de louvor em vez de espírito deprimido. Eles serão chamados carvalhos de justiça, plantio do Senhor, para manifestação da sua glória”).

- Temos que manter nossas vestes sempre limpas e o nosso corpo coberto no tempo das crises e das batalhas que travamos no mundo espiritual (Ap.16:15 “Eis que venho como ladrão! Feliz aquele que permanece vigilante e conserva consigo as suas vestes, para que não ande nu e não seja vista a sua vergonha”).

C) Temos que saber quando devemos começar as mudanças e por onde começar, antes de construir algo.

- Quando Jacó passou as novas diretrizes espirituais para a sua família e quando um por um deles abandonou o seu deus estranho lá no carvalho de Siquém, quando cada um deles mudou sua veste o poder de Deus entrou imediatamente em operação.

CONCLUSÃO:

1 - Sempre que renunciarmos os deuses e obras do passado, Deus nos encherá do Seu Espírito Santo.

2 - Este é um momento para avaliarmos se temos deuses e roupagens que tem impedido de sermos mais autênticos e comprometidos com Deus e quais serão nossos argumentos espirituais para levantarmos o nosso altar em Betel.

3 - Deus está nos conduzindo ao lugar de santidade. Quando voltarmos estejamos prontos para levantarmos o nosso altar ao nosso Deus, e então, Ele nos encherá com o seu poder e nos capacitará a construirmos algo permanente, de sucesso e para a glória d’Ele.



Graça e Paz!

AUTOR: Pr. Osmarino Correia de Araújo



::::::::::::::::::::::::::

############

+++++++++++