sexta-feira, 6 de agosto de 2010


VITORIOSOS

PELA GRAÇA
“Não temas, pois de certo usarei de bondade contigo por amor de Jônatas, teu pai, e te restituirei todas as terras de Saul, teu pai, e tu sempre comerás pão à minha mesa” (II. Sam. 9:7).


Vivemos num mundo cheio de medo. Medo da violência, desemprego, solidão, morte, derrota. A Bíblia traz consolo para você em meio ao medo.

“No amor não há medo; ao contrário o perfeito amor expulsa o medo”. 1 João 4.18

- Há vitória para você e suas fraquezas. A graça e o poder de Jesus estão disponíveis.

- A história de Mefibosete, filho de Jônatas, revela que Deus pode fazer virar o nosso cativeiro, dando-nos completa vitória por sua graça.

- Lições de uma história coroada pela graça (2 Samuel 9.1-13)

- Milhares de hindus estavam caminhando na rodovia, longe da cidade mais próxima, no norte da Índia. Eu perguntei para onde eles estavam indo. Eles estavam indo para um templo, para adorar um dos seus deuses. Eu pensei que minha próxima pergunta era inteligente o suficiente: “Por que eles não pegam um ônibus?” Meu anfitrião riu. “Só um americano mesmo para perguntar uma coisa dessas”, ele disse. “Quanto mais eles caminharem, mais karma eles adquirem. Eles estão agradando seus deuses ao caminhar”. Sammy Tippit

- É aí que o cristianismo apresenta a sua grande distinção: graça, graça tremenda, graça maravilhosa. Não é pelas nossas obras que encontramos graça com Deus.

- Quando estamos quebrantados e sem esperança, Ele nos aceita por causa da sua graça que flui da cruz. Assim, nosso relacionamento com Deus é estabelecido completamente pela graça Dele. Podemos sentar à Sua mesa, participar do banquete e viver como Seus filhos – tudo por causa da Sua graça.

- Freqüentemente, o Antigo Testamento está cheio de histórias que claramente ilustram as verdades do Novo Testamento.

- O relacionamento de Davi com um dos filhos de Jônatas é uma das grandes ilustrações que mostram o retrato da tremenda graça de Deus. Mefibosete era filho de Jônatas. Quando a notícia da morte de Saul e Jônatas espalhou-se, a ama de Mefibosete entrou em pânico. Ela fugiu e, durante a fuga, derrubou a criança. Conseqüentemente, ele ficou aleijado para o resto de sua vida. Davi pergunta para um homem chamado Ziba, se havia ainda alguém da descendência de Saul? Ele diz que sim. Mefibosete, um filho aleijado de Jônatas.

Um dia, muitos anos depois, Davi fez uma pergunta que mudaria o curso da vida de Mefibosete. “Resta ainda alguém da casa de Saul, para que eu o trate com bondade por amor de Jônatas?”, ele perguntou (II Sam. 9:1). Ele chamou um homem que certamente sabia a resposta: Ziba. Ele tinha sido um servo na casa de Saul. Ziba contou para Davi sobre o filho deficiente de Jônatas.

A graça de Deus traz vitória porque...
1. ELA NOS PROCURA
“Resta alguém da família de Saul? ... Onde está ele?” (v.1,4)

“!Há alguém vivo na família de Saul a quem eu possa demonstrar o mesmo tipo de graça que Deus tem demonstrado para mim?” A pergunta não foi: “Há alguém merecedor, há alguém qualificado, há alguém em boa forma para eu colocar no meu exército?” Ele só pergunta: “Há alguém?”.
O servo de Saul, Ziba, responde: “Tem alguém, sim. É um filho de Jônatas, mas é aleijado de ambos os pés”. Em lugar de Davi dizer: “é mesmo? Até que ponto é defeituoso?” Ele simplesmente diz: “se há alguém, então quero que o tragam aqui”. Quanta graça!!!

- Deus não nos salvou porque estávamos procurando-o. Ao invés disso, Ele nos buscou.

- No Jardim do Éden, Deus perguntou: “Onde você está Adão?”.

- Deus sempre toma a iniciativa.

Ele vem ao encontro, ele estende a mão, ele chama, ele vai atrás da ovelha perdida.

Ele procura você.

Ele quer um diálogo com você. Ainda tem alguém aqui?

Tem alguém aqui sem Jesus? Nesta Páscoa ele ele está a procura de cada pecador.
“Pois o Filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido” Lc. 19.10

2. ELA NOS ENCONTRA
“Então o rei Davi mandou traze-lo de Lo-Debar” (v.5)

Lo-Debar = um lugar árido, terra onde não há pasto, despovoado, um deserto.

- Desde a infância, Mefibosete estava no anonimato. Ele jamais quis ser encontrado, ainda mais pelo rei que sucedeu a seu avô. Seria morte na certa.

- Não importa onde você já chegou, ou quão distante você esteja de Deus, há sempre um meio de voltar para a graça de Deus.
- Adão tentou se esconder de Deus. O salmista diz: “para onde fugirei do teu Espírito?” . Jesus contou 3 histórias: a ovelha perdida, a moeda perdida, e o filho perdido (Lc.15).

“Alegrem-se comigo porque encontrei minha ovelha perdida” Lc.15.6
“Alegrem-se comigo porque encontrei minha moeda perdida” Lc.15.9
“Nós tínhamos que celebra porque ele estava morto e voltou à vida, estava perdido e foi achado”
Lc.15.32

A graça de Deus encontra você, como encontrou Mefibosete.

3. ELA NÃO VÊ A APARÊNCIA
“Ainda há um filho de Jônatas, aleijado de ambos os pés” (v.2)

O rei Davi não conhecia aquele moço, mas em seu amor incondicional pelo seu amigo Jônatas, ele estendeu o seu favor e graça. Mefibosete levou um tombo que o prejudicou pelo resto da vida. O mesmo aconteceu quando veio o pecado: a humanidade sofreu uma queda que nos deixou permanentemente aleijados na terra. Talvez você ache muito bom! Ou talvez você ache que não tem mais jeito. Todo mundo te abandonou, até Deus! Davi, antes de se tornar rei, foi preterido pelo seu pai, Jessé. “Ele é o caçula, está cuidando das ovelhas”. Mas ele é o escolhido por Samuel. A graça de Deus estava com ele.

“...O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração”. 1 Sm. 16.7b

Não importa a raça, condição social, grau cultural, sexo, cor, origem. Jesus ama a todos, indistintamente. Não importa como você chegou aqui. Não importa a sua situação de pecado. Ele ama você!

4. ELA NOS TRAZ PAZ

“Não tenha medo, pois é certo que eu o tratarei com bondade” (v.7)

Davi mandou buscar Mefibosete. Ele deve ter chegado lá morto de medo. Ele se curvou em reverência à presença de Davi. “Não temas, pois de certo usarei de bondade contigo por amor de Jônatas, teu pai, e te restituirei todas as terras de Saul, teu pai, e tu sempre comerás pão à minha mesa” (II. Sam. 9:7).

- Você sabe qual foi o mandamento mais repetido pelos lábios de Jesus (aquele que era cheio de graça e de verdade?) . Não temas!

- Jesus não se encontrou com as pessoas fazendo carranca, olhando com ar de superioridade para elas e fazendo ameaças. Ele se encontrou com elas de braços abertos, transmitindo segurança e paz. “Não temas”.
A primeira reação de Mefibosete deve ter sido o temor de levar uma estocada na barriga. Não é a toa que ele se prostrou diante do rei. Mas Davi lhe disse: “Eu serei bondoso com você”. “Quero exalta-lo e não diminuí-lo”. Por amor a Jônatas, ele faria isso.

- A graça de Deus traz vida e paz para você, por causa do que Jesus fez na cruz.

“O castigo que nos trouxe a paz estava sobre ele” (Is.53).

- A minha fé no sacrifício de Jesus é honrada por Deus. Ele olha para o que Jesus fez por mim, e me justifica.

“Justificados pois, pela fé, temos paz com Deus” (Rm.5.1). E assim temos acesso a esta graça. Aleluia!!!

“Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo.” João 16.33

A graça de Deus traz vitória, porque nele temos perfeita paz.

5. ELA ACEITA O CONTRITO

“ Sim, sou teu servo...Quem é o teu servo para que te preocupes com um cão morto como eu” (v. 6,8).

A resposta de Mefibosete mostrou a baixa auto-estima que ele desenvolveu com o passar dos anos. Mas, Davi não havia aceitado Mefibosete por causa da sua deficiência física ou por algo que ele havia feito para Davi como rei. Ele o aceitou pela graça. Davi tinha uma aliança de graça com Jônatas e, dessa aliança, fluiu essa graça tremenda.

Ao chamar-se de cão morto, ele usa as palavras mais descritivas que pôde lembrar para uma criatura desprezível, vil, indigna. Ele nada podia fazer em benefício do reino. O seu poder de atração era praticamente zero, mas Davi inclinou-se em graça. Ele teria os privilégios e benefícios de um filho do rei.

Ziba deve ter sacudido a cabeça atônito.

“Um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás.” Sl. 51.17b

6. ELA NOS RESTAURA
“Devolvi ao neto de Saul, seu senhor, tudo o que pertencia a ele e à família dele” (v.9)

O aleijado nada tinha, nada fez e nada merecia. O rei removeu o aleijado de sua miserável condição, de um lugar de aridez e desolação, para um lugar de comunhão e honra. Deus, nosso Pai, fez o mesmo por nós. Ele nos resgatou de nosso “Lo-Debar” pessoal de miséria e depravação. Ele nos resgatou e nos trouxe para um lugar de sustento e intimidade. A Bíblia diz:
“Nele (Jesus) temos a redenção, por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus”. Ef. 1.7

No sangue de Jesus há perdão, há restauração completa. Ele tira você das trevas, da escuridão, e traz para sua maravilhosa luz. Você, um vaso quebrado, é restaurado nas mãos do oleiro, que é Jesus. O texto de Efésios é claro: “Nele temos a redenção...de acordo com as riquezas da graça de Deus”. O preço já foi pago. Jesus se deu no Calvário para nos restaurar, para trazer de volta a imagem de Deus, para nos dar a dignidade de filho, para nos incluir de volta na família de Deus. Isto é restauração de verdade. E só a graça pode fazer isto!

A graça de Deus traz vitória porque....

7. ELA TRAZ FARTURA
“Então Mefibosete, que era aleijado dos pés, foi morar em Jerusalém, pois passou a comer sempre à mesa do rei” (v.13)

Em quatro lugares diferentes (v.7,10,11 e 13) nós lemos que Mefibosete comeria à mesa do rei. Ele estava ali se alimentando, contínua e fartamente.

Mefibosete sentou-se à mesa do rei e ele ainda era deficiente. Que quadro bonito do nosso relacionamento com o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. Quando ele sentou à mesa do Rei, ninguém podia ver que ele era aleijado. Somente a parte superior do seu corpo podia ser vista. À mesa, ele foi tratado não como um aleijado, mas como realeza.

O coxear do filho adotivo era uma lembrança constante da graça do rei.
Imagine naquela mesa: o rei na cabeceira. O esperto Amon à esquerda de Davi. A graciosa Tamar senta-se ao lado de Amon. Do outro lado, o precoce e brillhante Salomão, vindo de seu escritório. Absalão, o belo, cativante, também toma assento à mesa. Joabe, o corajoso guerreiro, também está ali. E logo depois chega Mefibosete, com suas batidas de muletas, sentando-se meio desajeitado. Será que ele compreendia o que é graça? Quando Mefibosete sentou-se à mesa do rei, ele foi tratado como um dos filhos do próprio Davi – não sendo inferior a Absalão ou Salomão. Quando festejarmos um dia com o Senhor, isso também será verdade. Nos sentaremos com Paulo, Pedro, Maria, João. Todos somos aleijados!

Muitos cristãos lutam com uma auto-imagem baixa. Eles sempre rebaixam a si mesmos, sentindo como se tivessem pegado as sobras da vida. Meu querido irmão ou irmã, se você é uma dessas pessoas, então sente-se à mesa do Rei hoje e festeje na sua graça e amor. O Rei Jesus vai te tratar com realeza. O Pai vai te mostrar toda gentileza por causa de Jesus. Sob a mesa, você pode ser deficiente. Mas, a única coisa que alguém vê na mesa do Rei é a pessoa como um todo. Graça. Graça tremenda. Graça maravilhosa. Agradeça a Deus hoje por essa graça.

“Eu vim para que vocês tenham vida, e a tenham plenamente” João 10.10

Nosso relacionamento com Deus é estabelecido completamente pela graça Dele. Podemos sentar à Sua mesa, participar do banquete e viver como Seus filhos – tudo por causa da Sua graça.

Todos nós enfrentamos tragédias, desânimo e até mesmo derrota. Como vamos reagir a esses momentos é vitalmente importante. A falha não é o fim do mundo para o crente. Ela pode se tornar um professor na escola da vitória. Mas, Deus nos levará a um ponto crítico em nossas vidas e nós vamos ter que tomar uma decisão fundamental. Nós vamos continuar a tentar dirigir nossas vidas com nossa própria sabedoria e poder ou vamos pedir a Deus por Sua direção? Ele vai restaurar os anos que perdemos, as oportunidades que passaram e a alegria que temos fingido. Graça, graça – graça tremenda! A graça de Deus é sem fim. Pela Sua graça podemos novamente caminhar em vitória.
Eu vi Deus aplicar essa graça na minha vida. Ele me deu de volta muito mais do que eu poderia esperar. Mas, precisamos depender Dele. Sua graça não pode ser aplicada em corações independentes – somente a corações humildes, corações que dependem de Deus.

Conclusão:

- O cântico de vitória da graça de Deus: Rm. 8.31-39

“Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou” (v.37)

Entregue sua vida a Jesus, o doador de toda a graça, e viva uma vida vitoriosa!


Fonte:
http://www.pibjacarei.com/esboco/esboco_08_04_2007_noite.htm


=============

+++++++++++++


============

::::::::::::::::::::::::

Nenhum comentário:

Postar um comentário