domingo, 21 de março de 2010


A Regeneração e
o arrependimento



Introdução


- O homem precisa ser salvo.

- A Escritura o apresenta como pecador (Rm 3.23) e afirma que não há justo “nem sequer um” (Rm 3.10).

- O homem precisa ser salvo do pecado e da morte eterna (Rm 6.23) e recuperar a “glória de Deus” da qual foi destituído, por rebeldia e transgressão.

- O homem se apropria da salvação por meio da regeneração: arrependimento e fé.

- Nesta pregação você aprenderá sobre o sentido de arrependimento e de regeneração.

I. Regeneração.

1. A regeneração é a vida que nos é dada por Deus (Ef 2.1); essa vida que nos é dada é “vida eterna”, conhecimento espiritual de Deus, comunhão com ele (Jo 17.3).

2. Jesus fala claramente que o homem tem de ser regenerado para ter a vida eterna, e entendia regeneração como um novo nascimento espiritual (Jo 3.3).

3. Nenhuma religião, moral, cultura, filosofia ou lei pode melhorar o espírito humano (Jo 3.4-6). No homem não regenerado, o “eu” está no comando da vida. No regenerado, o Senhor passa a controlar nossa vida.

4. O Espírito Santo também opera na regeneração: Ele é o agente da salvação (Jo 3.6,8). Ele nos prepara para recebermos o Senhor Jesus (Jo 16.8).

5. O Espírito Santo habita no crente: uma vez regenerado o homem se torna habitação do Espírito Santo (1 Co 3.16; Jo 14.17); daí o cuidado de não ofender o Espírito Santo (Ef 4.30; 1 Ts 5.19).

II. Arrependimento.

- O arrependimento é uma mudança voluntária da mente do pecador. É mudança de direção (do grego metanóia).

- Significa renunciar meus conceitos e idéias de salvação e aceitar as que Deus deixou nas Escrituras

A. Qual a importância do arrependimento?

- A seguir lhes apresento nove razões por que o arrependimento é importante na vida de uma pessoa, especialmente dos cristãos:

1. Deus o pede (At 17.30).

2. Foi uma das razões de Cristo vir à terra ((Lc 5.32).

3. É parte da grande comissão dada a nós (Lc 24.47).

4. É necessário para evitar a destruição (Lc 13.3,5).

5. É necessário para a vida eterna (At 11.18).

6. É o desejo de Deus para todos (2 Pe 3.9).

7. É parte do fundamento da vida cristã (Hb 6.1).

8. João Batista e Jesus pregaram o arrependimento (Mt 3.2 e 4.17).

9. Era a centralidade da mensagem apostólica.

Paulo e os demais apóstolos pregavam a necessidade de se arrepender (Mc 6.12; At 2.8; 2021).

B. O que faz com que os homens se arrependam?
Veja a seguir as cinco razões para que isto aconteça:

1. A benignidade de Deus (Rm 2.4)

2. O chamado de Cristo (Mt 9.13)
3. A pregação da Palavra (Mt 12.41).

4. A repreensão (Lc 17.3).
5. A tristeza segundo Deus (2 Co 7.10).

C. Quatro elementos ligados ao arrependimento:

1. Fé (Mc 1.15; At 20.21).

2. Batismo (At 2.3).

3. Conversão (At 3.19).

4. Obras (At 26.20).

D. Os crentes também tem de se arrepender.

1. Onde houver pecado tem que haver arrependimento (2 Co 7.9; 12.20,21; Ap 2.5, 16; 3.3,19).

E. Ilustrando o arrependimento na parábola do filho pródigo (Lucas 15.11-32).

1. Houve uma mudança de mente (v 17) “e caindo em si”.

2. Uma decisão da vontade (v 18-19) “Levantar-me-ei e irei ter com meu pai”

3. Uma ação da vontade (v 20) “E levantando-se...” (deixando a velha vida), “veio a seu pai” (começando uma nova etapa).

Conclusão:

O que é o arrependimento de obras mortas de Hebreus 6.1?

A. Uma obra morta é todo esforço humano para conseguir uma graça de Deus.

1. Obras mortas são as coisas que eu faço para ser salvo, dispensando a graça de Deus. Fazer sacrifícios, pagar votos, etc.

2. Significa confiar na minha emoção, no meu intelecto e nas obras para alcançar uma graça de Deus. Ex. Levantar com o “pé direito”; “sentir-se bem, por estar bem de saúde”; achar que posso ser salvo realizando coisas!

3. Obras mortas é quando eu estou bem, tudo está dando certo, e agora tenho motivos suficientes para louvar e agradecer a Deus.


Autor: Pastor João A. de Souza Filho


++++++++++++++++++++

++++++++++++++++++++

++++++++++++++++++++

Nenhum comentário:

Postar um comentário