quinta-feira, 31 de dezembro de 2009


DEUS CONOSCO
EM 2010



“Esqueçam o que se foi; não vivam no passado. Vejam, estou fazendo uma coisa nova! Ela já está surgindo! Vocês não a reconhecem?” Is 43.18-19


Introdução:

Acredite...

DEUS ESTÁ MAIS INTERESSADO EM SEU FUTURO DO QUE NO SEU PASSADO!

Causas Comuns para nossas Falhas:

- Temos uma avaliação superficial da situação:

“O prudente percebe o perigo e busca refúgio; o inexperiente segue adiante e sofre as conseqüências.” Pv 27.12

- Passamos a maior parte do tempo correndo atrás dos prejuízos do presente e sobra pouco tempo para pensar adiante de nosso tempo.

- Nós ouvimos pouco:

Os planos fracassam por falta de conselho.” Pv 15.22

Ouvir pais, pastores, líderes, pessoas mais experientes, conselheiros está ficando fora de moda na atualidade.

- “Espanamos” fácil em meio as pressões:

“Se você vacila no dia da dificuldade, como será limitada a sua força!” Pv 24.10

- COMO COMEÇAR BEM ESTE ANO NOVO?

- Vamos receber alguns conselhos práticos da Palavra de Deus para construirmos juntos este A.N.O N.O.V.O. segundo a vontade de Deus para cada um de nós!


1. AJA COM FÉ

“E ele, tocando nos olhos deles, disse: "Que lhes seja feito segundo a fé que vocês têm!" E a visão deles foi restaurada.” Mt 9.29 e 30

“Tenham fé no SENHOR, o seu Deus, e vocês serão sustentados; tenham fé nos profetas do SENHOR, e terão a vitória".” II Cr 20.20

- A palavra infiel no NT, é a mesma para agir sem fé.

- A Fé é uma espada cortante através do medo!

2. NÃO COMETA OS MESMOS ERROS

“Quantos erros e pecados cometi? Mostra-me a minha falta e o meu pecado.” Jó 13.23

- Reflita sobre seus erros e converse com Deus.

- Converse com Deus

- Pare de ficar pedindo desculpas pelas mesmas coisas!

“...Mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia.” Pv 28.13
“A tranqüilidade evita grandes erros.” Ec 10.4

3. O LHE PARA FRENTE

“Livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé.” Hb 12.1b e 2

“Não existe nada que você possa fazer para mudar o seu passado, todavia suas decisões e posturas no presente vão fazer o seu futuro." - Rick Warren

- Não deixe que a tirania do passado roube as alegrias deste novo ano que está nascendo totalmente novo para você desfrutá-lo e construí-lo.

- Olhe para frente, olhe para Jesus!

4. N ÃO CONFIE EM SUA PRÓPRIA CAPACIDADE

"Vou pescar", disse-lhes Simão Pedro. E eles disseram: "Nós vamos com você". Eles foram e entraram no barco, mas naquela noite não pegaram nada.” Jo 21.3

- Quantas vezes suas redes foram puxadas vazias porque você confiou apenas em sua capacidade humana. No seu poder de planejamento e execução.

- Ouça esta outra Palavra do Senhor:

“Agora, assim diz o SENHOR dos Exércitos: "Vejam aonde os seus caminhos os levaram. Vocês têm plantado muito, e colhido pouco. Vocês comem, mas não se fartam. Bebem, mas não se satisfazem. Vestem-se, mas não se aquecem. Aquele que recebe salário, recebe-o para colocá-lo numa bolsa furada".

- Assim diz o SENHOR dos Exércitos: "Vejam aonde os seus caminhos os levaram!” Ag 1.5 a 7

- A questão não é você, e sim Deus! O que Deus quer de sua vida.

- Jeremias 17.5, o Senhor nos diz:"Maldito é o homem que confia nos homens, que faz da humanidade mortal a sua força, mas cujo coração se afasta do SENHOR.” Jr 17.5

5. ORGANIZE SUA AGENDA

“Os conselhos são importantes para quem quiser fazer planos.” Pv 20.18

- Veja esta Palavra de Salomão em Eclesiastes:
“Quando avaliei tudo o que as minhas mãos haviam feito e o trabalho que eu tanto me esforçara para realizar, percebi que tudo foi inútil, foi correr atrás do vento; não há nenhum proveito no que se faz debaixo do sol.” Ec 2.11-

- Assuma compromissos de forma equilibrada nestas 6 áreas vitais de sua vida:

- DEVOCIONAL,

- FAMÍLIA,

- MINISTÉRIO,

- TRABALHO,

- DESCANSO,

- LAZER.

O Equilíbrio gera força e sabedoria para nossas vidas!

6. VALORIZE AS PESSOAS

“Quando Jesus saiu do barco e viu uma grande multidão, teve compaixão deles, porque eram como ovelhas sem pastor.” Mc 6.34

- A família de Rebeca (esposa de Isaque) no momento da sua despedida:E abençoaram Rebeca, dizendo-lhe: "Que você cresça, nossa irmã, até ser milhares de milhares; e que a sua descendência conquiste as cidades dos seus inimigos” Gn 24.60

7. OBSERVE ATENTAMENTE AS OPORTUNIDADES

- “Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus.”Ef 5.15-16

- “O faraó, rei do Egito, é barulho e nada mais! Ele perdeu a sua oportunidade'.”Jr 46.17

- Não perca as oportunidades de Deus neste ano de 2010.

- Elementos fatais para perdermos oportunidades:

- Cegueira Espiritual,

- Orgulho,

- Vaidade,

- Medo,

- Acomodação,

- Tradição.

Conclusão:

- Aceita o desafio de começar observando estes sagrados conselhos?

Então pense e aja positivamente...

- O que eu posso aprender de novo este ano?

- Que sonho eu desisti e posso retomar?

- Quem eu posso ajudar?

- Quem eu posso convidar para trabalhar comigo? Pense nisto!

“Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!” II Co 5.17







QUE 2010 SEJA O MELHOR ANO DE SUA VIDA!



FONTE: Pr. Luiz Sanches





==============

::::::::::::¨

¨¨¨¨¨¨¨¨¨




BALANÇO ESPIRITUAL



- Nesta época do ano muitas lojas fecham para balanço, não apenas por uma exigência legal, mas porque disso dependem a permanência e a prosperidade do próprio negócio. Assim devemos fazer em nossa vida espiritual.

- Somos parceiros com Deus, e ele se alegra em que estejamos bem, mas que façamos um balanço periodicamente.
“Examinem-se para ver se vocês estão na fé; provem-se a si mesmos... E espero que saibam que nós não fomos reprovados”. 2 Co 13.5-6

- Sinceramente, fazendo um balanço de 2009, o saldo foi positivo?

- Você tem boas recordações do ano que passou?

- Você já fez a sua retrospectiva?

- Na celebração de hoje, dia 31, faremos aqui a nossa retrospectiva como igreja e apresentaremos nossos sonhos ao Senhor.

- Um novo ano está chegando. O velho está indo embora. É tempo para refletir e redirecionar os focos.

- A Bíblia está repleta de mensagens falando sobre o novo:
“Eis que faço novas todas as coisas...” Ap. 21.5

“Este dia é dia de boas novas...” 2 Rs. 7.9

“Eis que vos trago novas de grande alegria” Lc. 2.10

“Se alguém está em Cristo, nova criatura é...” 2 Co. 5.17

“Cantai ao Senhor um novo cântico... Sl. 149.1

“Agora te faço ouvir coisas novas e ocultas que não conhecias” Is. 48.6

Alguns princípios bíblicos que ajudarão você a fazer um balanço espiritual e a viver melhor neste novo ano:

1. NÃO FIQUE NO PASSADO - APRENDA COM ELE E VÁ EM FRENTE“Uma coisa eu faço: esqueço aquilo que fica para trás e avanço para o que está na minha frente” Fp 3.13 (BLH)

2. AO PLANEJAR O FUTURO, CONCENTRE-SE SOBRE O TRABALHO A LONGO PRAZO, AO INVÉS DE BUSCAR O IMEDIATISMO.“Os projetos do trabalhador trazem lucro, os planos do apressado trazem miséria”.Pv 21.5
“O preguiçoso deseja e nada tem, mas a alma dos diligentes se farta”. Pv.13.4

3. ESTEJA PRONTO PARA FAZER AJUSTES EM SEUS PLANOS, SE NCESSÁRIO.“Fazemos planos para a nossa vida, mas é o Senhor quem orienta os nossos passos”. Pv 16.9 BV

“Confie no Senhor de todo o teu coração; nunca pense que sua própria capacidade é suficiente para vencer os problemas. Em tudo quanto for fazer, lembre-se de colocar Deus em primeiro lugar. Ele guiará os seus passos e você andará pelo caminho do sucesso”. Pv 3.5-6

4. RECONHEÇA O PAPEL DE DEUS NO SUCESSO DE SEUS OBJETIVOS.“Peça a Deus que abençoe os seus planos e eles darão certo”Pv 16.3 BLH
“As pessoas fazem muitos planos, mas quem decide é o Senhor.” Pv 19.21 BLH

5. ANTES DE TOMAR DECISÕES CRUCIAIS, CONSULTE AMIGOS E CONSELHEIROS DE CONFIANÇA.“Procure bons conselhos e você terá sucesso...” Pv 20.18 BLH
“Sem conselhos os planos fracassam, mas com muitos conselheiros há sucesso”. Pv 15.22 BLH

6. DISPONHA-SE A COMPARTILHAR O PRODUTO DO SEU SUCESSO COM OUTRAS PESSOAS.“A pessoa generosa terá sempre mais e mais; ela receberá de volta todo o bem que fez a outros”. Pv 11.24-25
“Quando você faz o bem a outra pessoa, faz bem a si mesmo”.Pv 11.17 BV

7. RECONHEÇA QUE ATINGIR UM OBJETIVO IMPLICA ENFRENTAR ALGUNS ABORRECIMENTOS.“Um curral sem bois não dá trabalho, está semp re limpo; em compensação, não dá lucro porque não há colheita.”Pv.14.4 BV

8. NÃO GASTE SEU TEMPO FALANDO SOBRE O QUE PRETENDE FAZER. MEXA-SE!“Quem trabalha tem com o que viver, mas quem só conversa passará necessidade”. Pv.14.23 BLH

9. RECONHEÇA QUE DEUS ESTÁ MAIS INTERESSADO EM VOCÊ E EM SEUS PLANOS DO QUE VOCÊ PRÓPRIO.“Só eu conheço os planos que eu tenho para vocês: prosperidade e não desgraça e um futuro cheio de esperança... Vocês vão me procurar e me achar, pois vão me procurar com todo o coração”.Jr. 29.11-13 BLH

Conclusão:

- Na presença de Deus, façamos um balanço de nossa vida espiritual, pedindo perdão pelas falhas cometidas, e renovando nosso desejo de sermos melhores cristãos em 2010, recebendo a aprovação de Deus.



FONTE: Pr. Luiz Sanches

UM FELIZ E ABENÇOADO 2010!





+++++++++++++

(((((((((((



Frutos Dignos
de Arrependimento

Mateus 3.1-12

1 – Pregar no deserto

a) arrependimento – redirecionar os objetivos da nossa vida – para Deus;

b) converter = mudança de mentalidade

c) o reino de Deus está próximo – crentes regenerados

d) o reino de Deus já está em nós (dentro de cada um de nós)

e) o reino de Deus já está instalado. Somos chamados a reinar em Cristo

2 - Devemos preparar o caminho do Senhor

a) veredas = retrato do coração do homem – relação homem – Deus – Homem ; construção de uma estrada

b) endireitar as veredas é permitir que Ele ocupe cada parte do nosso coração, incluindo a emoção e a vontade.

c) Vale (dúvida, incredulidade, autopiedade, vergonhas, feridas passadas, medos, paixões desordenadas) isso precisa acontecer em nossas vidas;

d) monte (orgulho, imaginações secretas, obstinação, rebelião, obras mortas) desaparecer

e) tortuoso (doutrinas, práticas, pensamentos, auto-elogios, inconstâncias, altos e baixos, fases de abertura e isolamento, de confiança e de suspeita, períodos quentes e frios, inconsistências) muitos estamos repletos de inconsistências.

f) Resultado: toda carne verá a salvação do Senhor. Não é esse o desejo do seu coração?

3 – Frutos Dígnos de Arrependimento

a) pecamos contra Deus e precisamos nos arrepender:

b) pecados de omissão = deixar de fazer (oração, ingratidão, falta de amor a Deus, negligência da palavra, incredulidade, fracasso na freqüência aos cultos);

c) Pecados de comissão = fazer o que Deus proíbe (mundanismo, orgulho, inveja, espírito amargo, rancor, difamação, maledicência, mentira, fraude, hipocrisia, furtar a Deus, mau gênio, malícia);

d) obras mortas = qualquer coisa que fazemos esperando merecer algum favor de Deus;

e) Deus quer trabalhar em todo o comportamento do homem;

f) A verdadeira conversão leva a uma mudança de comportamento.

g) Deus quer um fruto de excelente qualidade (Gl 5.22,23); e em abundância.

4 – Deus vai fazer a separação

a) o machado está posto na raiz – não nos galhos (efeitos);

b) Será que você só tem podado o galho, mas o tronco permanece no pecado?

c) Deus semeia o trigo, satanás o joio.

d) O trigo produz fruto, o joio apenas palha (refugo);

e) Quem é trigo tem vida, reproduz – vai pro celeiro; batismo com o Espírito Santo;

f) A palha será batizada no fogo – queimar no inferno, perdição.

Conclusão:

Seja o trigo e dê frutos!



FONTE: Pr. Elton Melo



VOCÊ NÃO PODE DAR
O QUE NÃO TEM



Introdução:

- O coração do homem, natureza humana, é impactado de diversas formas pela nossa vida e das pessoas que nos rodeiam.

- O Evangelho de Lucas, afirma que onde está o nosso tesouro, ai está o nosso coração (Lc 12.34).

- O coração é tão importante, que é considerado o lugar de onde saem as emoções, vontades e sentimentos.

- Deus deseja que o amemos de todo o nosso coração, mas como isso é possível?

- Deus deseja também que amemos o próximo como a nós mesmos. Mas, será que conseguimos amar com o nosso coração?

- Será que o nosso coração consegue sentir o que o outro sente, se colocar no lugar de outra pessoa? Como é o seu coração.

- Nesta ministração o Senhor tocará em sua vida e irá revelar verdades importantes que não devem ser desapercebidas.

- Leia com atenção e deixe que o Espírito Santo lhe comunique vide nesta hora. Abra sua Bíblia no evangelho de Lucas 6.45.

1 – O QUE É O CORAÇÃO DO HOMEM

a) O homem é o que é o seu coração – Pv. 27.19

b) O coração do homem é enganoso e perverso, quem pode conhecê-lo? Jr. 17.9

c) O que sai da boca, procede do coração e contamina – Mt 15.18

d) Do coração procedem os maus pensamentos como adultério, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias – Mt 15.19

e) Satanás pode ter acesso ao coração do homem – At. 5.3

f) O coração do homem é endurecido para que não se converta e receba cura – Mt. 13.15

g) Mas Deus tem uma promessa para o homem: Ele mesmo converterá os nossos corações – Malaquias 4.6 – este versículo encerra o velho testamento.

2 – DEUS MUDA O CORAÇÃO DO HOMEM

a) Deus olha para o coração e não para o exterior da pessoa – 1Sm 16.7

b) Deus conhece e esquadrinha os nossos corações - At. 15.8

c) Deus é grande de coração e a ninguém despreza – Jó 36.5

d) É Deus e somente Deus quem pode mudar o coração do homem – ex. o Rei Saul teve o seu coração mudado, para poder servir como rei em Israel – 1Sm 10.9

e) Nossa adoração e amor a Deus deve ser de todo o nosso coração e esse coração não pode ser o velho coração – Dt 6.5 e Mc 12.30

f) Um coração alegre aformoseia o rosto – Deus quer te dar alegria – Pv 15.13

g) Somos chamados a louvar ao Senhor de todo o nosso coração – Sl 111.1

h) O nosso coração deve estar preparado na presença do Senhor – Sl 108.1

i) O coração é tão importante que a Bíblia diz que sobre todas as coisas que se deve guardar, devemos guardar o nosso coração – Pv 4.23

j) Deus também está interessado em guardar o meu coração e Ele faz isso através da Paz Deus, que excede todo o entendimento humano. Fp 4.7

Conclusão:

- Se você, nestes dias, tem tido o seu coração turbado (tumultuado) pelas crises, problemas sem fim, conflitos interiores e com pessoas próximas a você; se tem ofendido, magoado, ferido as pessoas, saiba que o problema não é elas, mas o seu próprio coração.

- Talvez você tenha tentado mudar, tenha feito o que está ao seu alcance, porém, tudo tem resultado em mais problemas, e hoje, você compreendeu que apesar da sua boa vontade, do seu esforço, se você não pedir para o Senhor mudar o seu coração, nada vai adiantar – Em Isaias 55.4, o Senhor afirma, que Ele virá e nos salvará.

- O profeta Ezequiel afirmou que o Senhor tira o coração de pedra e coloca um novo coração sensível, capaz de suportar, de amar, de servir, de sentir a dor do outro, e, melhor, colocará dentro deste novo coração um espírito novo. Você gostaria que o Senhor trocasse o seu coração neste momento?


FONTE: Pr. Elton Batista de Melo - Igreja Batista Independente – domingo dia 17/02/2008




++++++++++++

===========

^.......


PORQUE TEMOS

MAIS VISÃO

DO QUE PROVISÃO?

Êxodo 36:1-38



Introdução:

- O ser humano foi criado por Deus debaixo de um decreto de recursos inesgotáveis.

- No plano original de Deus, não faltaria alimento, abrigo, tempo para a família, tempo para descanso, nem mesmo a morte fazia parte deste projeto.

- O Senhor criou o homem para desfrutar de suas delícias aqui na terra. Impressionante observarmos que não precisava alguém ser pobre, para poder ser usado por Deus.

- Assim, Abraão, José, Moisés, Davi, Salomão, Nicodemos, José de Arimatéia, entre outros, seriam homens extremamente usados por Deus e também seriam não só supridos em suas necessidades, mas também prósperos.

- O que há de incomum entre eles é a abnegação, isto é, eles nunca foram donos de nada, entendiam que o que vinha em suas mãos, vinha por um propósito maior do que fazer deles homens abastados.

- Assim sendo, quanto mais davam, mais o Senhor lhes acrescentava. O pecado lançou o ser humano em um mundo diferente desta primeira realidade. Agora o seu sustento vinha do suor do seu rosto, e não da graça de Deus.

- E parece, que quando trabalhamos por algo, temos a falsa impressão de que aquilo nos pertence e nem mesmo Deus tem direito sobre tal coisa.

- Na realidade, isso é uma falácia.

- O salmo 24:1 vai dizer “Do Senhor é a terra e a sua plenitude; o mundo e aqueles que nele habitam”.

- Deus não deixou de ser dono de tudo aqui, apenas permitiu que víssemos o resultado do pecado em relação ao nosso sustento e prosperidade.

- Eclesiastes 2:26 vai dizer: “Porque Deus dá sabedoria, conhecimento e prazer ao homem que lhe agrada; mas ao pecador dá trabalho, para que ele ajunte e amontoe, a fim de dar àquele que agrada a Deus. Também isto é vaidade e correr atrás do vento”.

Salomão está dizendo que alguém pode até morrer de tanto trabalhar e não agradar a Deus, e ainda assim, ajuntará e amontoará a fim de dar àquele que agrada a Deus.

1 - Por quê Isso Acontece?

Primeiro, pela determinação que alguém possa ter de ajuntar e amontoar para si próprio e sua própria família.

- Jesus disse que não fazemos nada demais amando aqueles que nos amam. Por isso têm vidas rápidas e atribuladas, cercadas de seguranças, carros blindados, muros, alarmes...

Segundo, têm medo de perder aquilo que com tanto esforço amontoaram. Mas infelizmente, todo esse aparato de segurança não poderá impedir os 3 elementos denunciados por Jesus, contra todo tesouro que não é ajuntado no céu: a traça, a ferrugem e os ladrões (Mt. 6:19 “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam;)”.

- A traça é um ataque àquilo que aparento ser, a ferrugem ataca aquilo que tenho, mas o ladrão ataca a minha existência, minha vida, aquilo que sou.

2 - Não Dou Por Quê Não Tenho? Ou, Não Tenho Por quê Não Dou?

- O trocadilho não é propaganda de biscoito, mas uma constatação dos recursos que dispomos.

- Em sua grande maioria, os cristãos passarão a vida tentando suprir suas próprias necessidades. Chega até parecer que as verdades bíblicas não funcionam para todos; (Lucas 6:38 “dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também”).

- Se eu não dou, não há como também receber do sobrenatural, então, fico limitado àquilo que é produto do meu trabalho, na maioria das vezes me parecerá insuficiente.

3 - E Deus Precisa do Meu Dinheiro?

- Lucas 16:9 diz: “E eu vos digo: Granjeai amigos com as riquezas da injustiça; para que, quando estas vos faltarem, vos recebam eles nos tabernáculos eternos”.

- O que este texto realmente quer dizer?

- Que devo procurar as riquezas iníquas?

Jogo do bicho, loteria, bingos, propinas, caixa “2”...? Não, definitivamente não é isto que o texto quer dizer. E sim, que esse sistema é injusto, a distribuição de riquezas é injusta, poucos com tanto, e tantos com tão pouco.

- Mas a mesma moeda, a mesma riqueza que passará pelas mãos do desonesto, corrupto, mau patrão, passará também pelas mãos do honesto, íntegro, bom cidadão e servo de Deus.

- E são essas riquezas que podem alimentar o mal, precisam ser convertidas para o Reino de Deus e quando chegarmos na glória, seremos recepcionados por uma multidão que foi alcançada pelo nosso investimento no Reino de Deus. Assim sendo, o dinheiro é o elemento físico que pode sim, determinar o espiritual.

4 – E Assim, A Casa do Senhor Pode Ficar Desamparada.

- Ageu 1:6 irá dizer: “Semeais muito, e recolheis pouco; comeis, mas não vos fartais; bebeis, mas não vos saciais; vestis-vos, mas ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe salário num saco furado”.

- Já teve essa sensação em sua vida financeira?

- De que trabalha, trabalha e trabalha, e o resultado parece ser sempre insuficiente?

- De não conseguir ver os seus anseios e sonhos sendo alcançados?

- De receber o salário e imediatamente não tê-lo mais?

- Ageu vai dar as causas pelas quais isso pode estar ocorrendo: Capítulo 1: “9 Esperastes o muito, e eis que veio a ser pouco, e esse pouco, quando o trouxestes para casa, eu com um assopro o dissipei. Por quê? - diz o SENHOR dos Exércitos; por causa da minha casa, que permanece em ruínas, ao passo que cada um de vós corre por causa de sua própria casa. 10 Por isso, os céus sobre vós retêm o seu orvalho, e a terra, os seus frutos.

Conclusão:

“Por isso, os céus sobre vós retêm o seu orvalho, e a terra, os seus frutos...”

- Com isso, Satanás tem tentado frustrar, tanto a sua visão pessoal como também a do nosso ministério.

- Por quê seu salário cai em um saco sem fundo, e a Casa do Senhor fica desamparada.

- O texto áureo que usamos, fala de um povo que se despojou em dar, e o fizeram de tal maneira que Deus diz a Moisés para proibir o povo de continuar dando.

Quero pedir a Deus duas coisas aqui:

1) A integridade que Ele deu a Moisés, para comandar o povo para parar de trazer as ofertas, quando todas as necessidades já haviam sido alcanças;

2) Quero pedir essa mesma integridade sobre o meu povo, quando ele for conclamado a dar, que cada um segundo as suas posses, voluntariamente apresente aquilo que tiver proposto em seu coração.

- Assim, teremos um povo suprido e prospero realizando um ministério que continuará dependendo dos milagres de Deus, mas que não se inibirá face aos desafios.



FONTE: Pr. Valdimir Soares



+++++++++++++++

==============

&&&&&&&&&&&&



!!!!!!!!!!!!!!!

?????????????

}}}}}}}}}



JESUS, A ESPERANÇA

DOS DESESPERANÇADOS

Marcos 5.21-24 e 35-43



INTRODUÇÃO

- Todo o contexto deste texto mostra que Jesus é a esperança dos desesperançados. O impossível pode acontecer quando Jesus intervém.

Ele acalmou o mar e fez cessar o vento, quando os discípulos estavam quase a perecer (Mc 4.35-41).

Ele libertou um homem enjeitado pela família e pela sociedade de uma legião de demônios e fez dele um missionário (Mc 5.1-20).

Ele curou uma mulher hemorrágica, depois que todos os recursos humanos haviam se esgotado (Mc 5.25-34).

Agora, Jesus ressuscita a filha única de um líder religioso, mostrando que ele também tem poder sobre a morte (Mc 5.35-43).

I. JAIRO VAI A JESUS LEVANDO SUA CAUSA DE DESESPERADORA

1. O desespero de Jairo levou-o a Jesus com um senso de urgência – v. 35

- Jairo tinha uma causa urgente para levar a Jesus. Sua filhinha estava à morte. Lucas nos informa que ela era filha única e tinha doze anos (Lc 8.42).

- Desta maneira a linhagem de Jairo estava-se extinguindo. Segundo o costume uma menina judia se convertia em mulher aos doze anos.

- Essa menina estava precisamente no umbral dessa experiência. Era como uma flor que estava secando antes mesmo de desabrochar plenamente.Todos os outros recursos para salvar sua filha haviam chegado ao fim. Jairo, então, busca a Jesus com um profundo senso de urgência.

- O sofrimento muitas vezes pavimenta o nosso caminho para Deus.

- Ernesto Trenchard diz que a aflição é frequentemente a voz de Deus. As aflições tornam-se fontes de bênçãos quando elas nos trazem a Jesus.

- Jairo crê que se Jesus for com ele e impor as mãos sobre sua filhinha ela será salva e viverá.

- Jairo crê na eficácia do toque das mãos de Jesus. Ele confia que Jesus é a esperança para a sua urgente necessidade.

2. O desespero de Jairo levou-o a transpor barreiras para ir a Jesus

- Jairo precisou vencer duas barreiras antes de ir a Jesus:

Em primeiro lugar, a barreira da sua posição.

- Jairo era chefe da sinagoga, um líder na comunidade. A sinagoga era o lugar onde os judeus se reuniam para ler o livro da Lei, os Salmos e os Profetas, aprendendo e ensinando a seus filhos o caminho do Senhor.

- Jairo era o responsável pelos serviços religiosos no centro da cidade no sábado, pela escola, e tribunal de justiça, durante o restante da semana. Ele supervisionava o culto, cuidada dos rolos da Escritura, distribuía as ofertas, e administrava e cuidada do edifício onde funcionava a sinagoga.

- O líder da sinagoga era um dos homens mais importantes e respeitados da comunidade.

- A posição religiosa, social e econômica de um homem, entretanto, não o livra do sofrimento.

- Jairo era líder, rico, influente, mas a enfermidade chegou à sua casa. Seu dinheiro e sua influência não puderam manter a morte do lado de fora da sua casa.

- Os filhos dos ricos ficam doentes e morrem também.

- John Charles Ryle diz que a morte vem aos casebres e aos palácios, aos chefes e aos servos, aos ricos e aos pobres. Somente no céu a doença e a morte não podem entrar.

- Cônscio da dramática realidade que estava vivendo, Jairo despojou-se de seu status, e prostrou-se aos pés de Jesus, pois ele era suficientemente grande para vencer todas as barreiras na hora da necessidade.

- Muitas vezes, o orgulho pode levar um homem a perder as maiores bênçãos.

- Naamã se recusou a obedecer à ordem do profeta Eliseu para mergulhar no rio Jordão. Não fora a intervenção de seus servos, teria voltado para a Síria ainda leproso.

Em segundo lugar, a barreira da oposição dos líderes religiosos.

- A essas alturas, os escribas e fariseus já se mancomunavam com os herodianos para matarem a Jesus (Mc 3.6).

- As sinagogas estavam fechando as portas para o rabi da Galiléia. Os líderes religiosos viam-no como uma ameaça à religião judaica.

- Jairo precisou romper com o medo da crítica ou mesmo da retaliação dos maiores líderes religiosos da nação.

3. O desespero de Jairo levou-o a prostrar-se aos pés de Jesus

- Há três fatos marcantes em Jairo:

Em primeiro lugar, Jairo se humilhou diante de Jesus.

Ele se prostrou.

Ele reconheceu que estava diante de alguém maior do que ele, do que os líderes judaicos, do que a própria sinagoga.

Reconheceu o poder de Jesus.

Ele se prostrou e nada exigiu, mas pediu com humildade.

Ele se curvou e não expôs seus predicados nem tentou tirar proveito da sua condição social ou posição religiosa.

- Na presença de Jesus não há espaço para vaidades.

- John Henry Burn diz que não há lugar na terra mais alto do que aos pés de Jesus.

- Cair aos pés de Jesus é estar de pé. Aqueles que caem aos seus pés, um dia estarão à sua destra.

Em segundo lugar, Jairo clamou com perseverança.

- Jairo não apenas suplica a Jesus, mas o faz com insistência.

Ele persevera na oração.

Ele tem uma causa e não está disposto a desistir dela.

Não reivindica seus direitos, mas clama por misericórdia.

Não estadeia seus méritos, mas se prostra aos pés do Senhor.

Em terceiro lugar, Jairo clamou com fé.

- Não há nenhuma dúvida no pedido de Jairo.

Ele crê que Jesus tem poder para levantar a sua filha do leito da morte.

Ele crê firmemente que Jesus tem a solução para a sua urgente necessidade.

- A fé de Jairo germinou no solo do sofrimento, foi severamente testada, mas também amavelmente encorajada.

II. JESUS VAI COM JAIRO LEVANDO ESPERANÇA PARA O SEU DESPERO

1. Quando Jesus vai conosco podemos ter a certeza que ele se importa com a nossa dor

- Jesus sempre se importa com as pessoas: ele fez uma viagem pelo mar revolto à região de Gadara para libertar um homem louco e possesso.

- Agora, ele caminha espremido pela multidão para ir à casa do líder da sinagoga. Mas, no meio do caminho pára para conversar com uma mulher anônima e libertá-la do seu mal.

- Jesus se importa com você. Sua causa toca-lhe o coração.

- Warren Wiersbe diz que as três palavras de Jesus neste episódio é que fazem toda a diferença.

Em primeiro lugar, a palavra da fé.

- “Não temas, crê somente” (5.36).

- Era fácil para Jairo crer em Jesus enquanto sua filha estava viva, mas agora a desesperança bateu à porta do seu coração.

- Quando as circunstâncias fogem do nosso controle, também somos levados a desistir de crer.

Em segundo lugar, a palavra da esperança.

“A criança não está morta, mas dorme” (5.39).

- Para o cristão a morte é um sono passageiro, quando o corpo descansa e o espírito sai do corpo (Tg 2.26), para habitar com o Senhor (2 Co 5.8) e estar com Cristo (Fp 1.20-23).

- Não é a alma que dorme, mas o corpo que aguarda a ressurreição na segunda vinda de Cristo (1 Co 15.51-58).

Em terceiro lugar, a palavra de poder.

“Menina, eu te mando, levanta-te” (5.41).

- Toda descrença e dúvida foram vencidas pela palavra de poder de Jesus. A menina levantou-se não apenas da morte, mas também da enfermidade.

2. Quando Jesus vai conosco os imprevistos humanos não podem frustrar os propósitos divinos

- Enquanto a mulher com hemorragia recebe graça, o pai da moribunda vive o inferno, diz Adolf Pohl.

- Jairo deve ter ficado aflito quando Jesus interrompeu a caminhada à sua casa para atender uma mulher anônima no meio da multidão. Seu caso requeria urgência. Ele não podia esperar.

- Mas Jesus não estava tratando apenas da mulher enferma, mas também de Jairo. A demora de Jesus é pedagógica.

- Algumas vezes parece que Jesus está atrasado. Os discípulos já tinham esgotado todos os seus recursos, jogados de um lado para o outro por uma terrível tempestade no Mar da Galiléia.

- Era a quarta vigília da noite e o naufrágio parecia inevitável. Mas quando a desesperança parecia vencer, Jesus apareceu andando sobre as águas, trazendo vitória para seus discípulos.

- Quando Jesus chegou à aldeia de Betânia, Lázaro já estava sepultado há quatro dias. Marta pensou que Jesus estava atrasado, mas Jesus levantou Lázaro da sepultura.

- Nada apanha Jesus de surpresa.

- Os imprevistos dos homens não frustram os propósitos divinos.

- Os impossíveis dos homens são possíveis para ele. Quando ele parece estar atrasado é porque está fazendo algo melhor e maior para nós.

3. Quando Jesus vai conosco não precisamos temer más notícias – v. 36

- Jairo recebe um recado de sua casa: sua filha já morreu. Agora é tarde, não adianta mais incomodar o mestre. Na visão daqueles amigos as esperanças haviam se esgotado.

- Eles pensaram: “há esperança para os vivos; nenhuma para os mortos”. A causa parecia perdida.

- Jairo está atordoado e abatido. A última faísca de esperança é arrancada do coração de Jairo. O mundo desabou sobre a sua cabeça. Uma solidão incomensurável abraçou a sua alma. Mas Jesus, sem acudir às palavras dos mensageiros que vinham da casa de Jairo, não reconhece a palavra da morte como palavra final, contrapõe-lhe a palavra da fé e diz-lhe: “Não temas, crê somente”.

- Adolf Pohl diz que no evangelho de Marcos a fé não resulta dos milagres, mas os milagres vêm da fé, sim, do milagre da fé. Exatamente quando a fé se torna ridícula é que se torna séria.

- Na hora que os nossos recursos acabam, Jesus nos encoraja a crer somente.

- As más notícias podem nos abalar, mas não abalam o nosso Senhor. Elas podem pôr um fim nos nossos recursos, mas não nos recursos de Jesus.

- Jesus disse para Marta: “Se creres verás a glória de Deus”.
As nossas causas irremediáveis e perdidas têm solução nas mãos de Jesus.

- A morte é o rei dos terrores, mas Jesus é mais poderoso do que a morte. As chaves da morte estão na sua mão.

- Um dia ele tragará a morte para sempre (Is 25.8). A confiança na presença, na promessa e no poder de Jesus é a única resposta plausível para a nossa desesperança.

- Quantos as coisas parecem totalmente perdidas, com Jesus elas ainda não estão perdidas.

- Deus providenciou um cordeiro para Abraão no Monte Moriá, abriu o Mar Vermelho para o povo de Israel passar quando este estava encurralado pelos egípcios.

- A palavra de Jesus ainda deve ecoar em nossos ouvidos: “Não temas, crê somente”! No meio da crise, a fé tem que sobrepor às emoções.

- C. S. Lewis diz que “o grande inimigo da fé não é a razão, mas as nossas emoções”.

- Tanto Marcos como Lucas falam do temor sentido por Jairo. Há algo temível na morte. Ela nos infunde pavor (Hb 2.15).

- Quando Jairo recebeu o recado da morte da sua filha seu coração quase parou, seu rosto empalideceu e Jesus viu a desesperança tomando conta do seu coração. Jesus, então, o encoraja a crer, pois a fé ignora os rumores de que a esperança morreu.

4. Quando Jesus vai conosco não precisamos nos impressionar com os sinais da morte – v. 39

- Dewey Mulholland diz que os que estão ali lamentando, aqueles que informaram Jairo, e os próprios pais, sabem que a criança está morta. Jesus diz que ela está apenas dormindo, pois ele faz um prognóstico teológico e não um diagnóstico físico.

- Muitos dizem que a morte é o fim. Mas a morte não é permanente. Do ponto de vista de Deus, é um sono para o qual há um despertar. Mas Jesus promete mais do que isso. Embora esteja morta, sua condição não é mais permanente do que o sono; ele vai trazê-la de volta à vida.

- O culto à morte é declarado sem sentido e a morte denunciada. “Ela morreu” é uma palavra à qual Deus não se curva. “Deus não é Deus de mortos, e sim de vivos; porque para ele todos vivem” (Lc 20.38; Mc 12.27).

- Os homens continuam divertindo-se, referindo-se a fé religiosa como se fosse uma superstição ou um mito. Mas esse abuso não fez Jesus parar.

- Ao longo dos séculos os incrédulos riram e escarneceram, mas Jesus continua operando milagres extraordinários, trazendo esperança para aqueles que já tinham se capitulado ao vozerio estridente da desesperança.

- Nós olhamos para uma situação e dizemos: não tem jeito! Colocamos o selo da desesperança e dizemos: impossível! Então, somos tomados pelo desespero e a nossa única alternativa é lamentar e chorar. Mas Jesus olha para o mesmo quadro e diz: é só mais um instante, isso é apenas passageiro, ainda não é o fim, eu vou estancar suas lágrimas, vou aliviar sua dor, vou trazer vida nesse cenário de morte!

5. Quando Jesus vai conosco, a morte não tem a última palavra – v. 40-42

- Os mensageiros que foram a Jairo e a multidão que estava em sua casa pensaram que a morte era o fim da linha, uma causa perdida, um situação irremediável, mas a morte também precisa bater em retirada diante da autoridade de Jesus. Os que estavam na casa riram de Jesus. Nada sabiam do Deus vivo, por isso, riram o riso da descrença. Mas Jesus entra na risada e a expulsa (5.40).

- Diante do coral da morte, ergue-se o solo da ressurreição: “Tomando-a pela mão, disse: Talita cumi, que quer dizer: Menina, eu te mando, levanta-te! Imediatamente, a menina se levantou e pôs-se a andar...” (5.41-42).

- “Talita cumi” era uma expressão em aramaico, que a pequena menina podia entender, pois o aramaico era a sua língua nativa. Assim Jesus estava demonstrando a ela não apenas seu poder, mas também, sua simpatia e seu amor.

- Jesus não usou nenhum encantamento nem palavra mágica. Somente com sua palavra de autoridade, sem uma luta ofegante, sem meios nem métodos, se impõe à morte.

- Diante da voz do onipotente Filho de Deus, a morte curva sua fronte altiva, dobra seus joelhos e prostra-se, vencida, perante o criador!
Para Jesus não tem causa perdida. Ele dá vista aos cegos, levanta os paralíticos, purifica os leprosos, liberta os possessos, ressuscita os mortos, quebra as cadeias dos cativos e levanta os que estão caídos.

- Hoje ele dá vida aos que estão mortos em seus delitos e pecados.

Ele arranca os escravos do diabo do império das trevas e faz deles embaixadores da vida.

Ele arranca um ébrio, um drogado, um criminoso do porão de uma cadeia e faz dele um arauto do céu.

Ele apanha uma vida na lama da imoralidade e faz dela um facho de luz.
Ele apanha uma família quebrada e faz dela um jardim engrinaldado e perfumado de singela alegria.

6. Quando Jesus vai conosco, o choro da morte é transformado na alegria da vida – v. 42

- Aonde Jesus chega, entra a cura, a libertação e a vida. Onde Jesus intervém, o lamento e o desespero são estancados. Diante dele, tudo aquilo que nos assusta precisa bater em retirada.

- A morte com seus horrores não pode mais ter a palavra final.

- A morte foi tragada pela vitória. Na presença de Jesus há plenitude de alegria. Só ele pode acalmar os vendavais da nossa alma, aquietar nosso coração e trazer-nos esperança no meio do desespero.

- Marcos registra que imediatamente a menina se levantou e pôs-se a andar. A ressurreição restaurou tanto a vida como a saúde. Nenhum resquício de mal, nenhum vestígio de preocupação. O milagre foi completo, a vitória retumbante, a alegria indizível.

CONCLUSÃO

- Jesus é a esperança dos desesperançados.

- Ele mostrou isso para o homem que não podia ser subjugado (5.1-20); para a mulher que não podia ser curada (5.25-34); e para o pai que recebeu a informação de que não poderia mais ser ajudado (5.21-24,35-43).

- Coloque a sua causa também aos pés de Jesus, pois ele ainda caminha conosco e tem todo o poder para transformar o cenário de desesperança em celebração de grande alegria.



FONTE: Rev. Hernandes Dias Lopes.


JESUS, O PASTOR

DAS OVELHAS


- Jesus, o Salvador do mundo, o Filho de Deus, recebe muitos títulos e dentre eles, um dos mais belos e familiares é o de pastor das ovelhas.

- O pastor é aquele que cuida, apascenta, alimenta, protege, disciplina, consola e restaura as ovelhas.

- A ovelha é um animal frágil, inseguro, vulnerável, míope e teimoso.

- A ovelha não pode cuidar de si mesma. Entregue ao seu próprio destino, torna-se presa fácil dos predadores. Caminhando sozinha facilmente cai no abismo e mui raramente consegue reencontrar o caminho de volta para o aprisco.

- Jesus nos é apresentado nas Escrituras como o bom pastor, o grande pastor e o supremo pastor. Como o bom pastor ele deu a sua vida pelas ovelhas; como grande pastor ele vive para as ovelhas e como o supremo pastor ele voltará para as ovelhas.

- O Salmo 22 nos fala do sofrimento do Messias e nos apresenta a Jesus como o bom pastor.

- O Salmo 23 nos fala do Senhor como o grande pastor que nos dá provisão, proteção e direção.

- O Salmo 24, por sua vez, nos apresenta Jesus como o supremo pastor, que voltará em glória para as ovelhas. Essas mesmas verdades são repetidas também no Novo Testamento.

1. Jesus é o bom pastor que dá sua vida pelas ovelhas (Jo 10.11)

- Jesus diz: "Eu sou o bom pastor, o bom pastor dá a vida pelas ovelhas".

- Os fariseus haviam escorraçado da sinagoga o homem que fora curado por Jesus de sua cegueira. Eles eram pastores truculentos que batiam nas ovelhas e as tratavam com rigor. Mas, Jesus contrasta essa atitude dos fariseus, dizendo que ele é o bom pastor.

- O bom pastor não vem para ferir as ovelhas, mas para morrer por elas.

- O bom pastor não vem para explorar as ovelhas, mas para dar sua vida por elas.

- O bom pastor não vem para arrancar a lã das ovelhas e comer sua carne; o bom pastor vem para dar vida em abundância às ovelhas.

- Os fariseus usavam as pessoas; Jesus amava as pessoas. Os fariseus exploravam as pessoas; Jesus dava a vida pelas pessoas.

- Hoje, vemos líderes que são lobos em peles de ovelhas.

Líderes que usam as ovelhas para se locupletarem.

Líderes que sacrificam as ovelhas para auferir vantagens pessoais.

Líderes que exploram as ovelhas para se enriquecerem.

- Jesus, como bom pastor reprova a atitude desses falsos pastores.

2. Jesus é o grande pastor que vive para as ovelhas (Hb 13.20)

- Jesus é o grande pastor que triunfou sobre a morte e está vivo à destra de Deus. Ele é o pastor e bispo das nossas almas.

Ele está conosco.

Ele conhece cada ovelha pelo nome.

Ele chama suas ovelhas e elas o seguem.

Ele guia suas ovelhas e as protege do mal.

- O grande pastor oferece provisão às suas ovelhas, dando-lhes pastos verdes.

Ele oferece paz às suas ovelhas levando-as para as águas tranquilas.

- O grande pastor oferece direção segura às suas ovelhas, pois as guia pelas veredas da justiça.

Mesmo quando elas passam pelos vales sombrios e profundos, o pastor está com elas.

Mesmo diante das refregas mais difíceis, o pastor lhes dá vitória.

Mesmo diante das tristezas mais profundas, o pastor rega a cabeça delas com óleo e faz o cálice delas transbordar.

- O grande pastor dá salvação, provisão e libertação às suas ovelhas. Ele dá a elas vida eterna e segurança eterna. Ninguém poderá arrebatar nenhuma delas de suas onipotentes mãos.

- O grande pastor vive para interceder por elas e por isso, pode salvá-las totalmente.

3. Jesus é o supremo pastor que voltará para as ovelhas (1Pe 5.4)

- Jesus morreu, ressuscitou e voltará.

Como bom pastor ele morreu; como grande pastor ele ressuscitou, mas como supremo pastor ele voltará para buscar as suas ovelhas.

- E quando ele vier, trará consigo a recompensa a cada uma delas. Jesus voltará com grande poder e muita glória.


Ele virá ao som da trombeta de Deus.

Ele trará consigo os remidos glorificados e virá escoltado por seus poderosos anjos. Ele virá para consumar todas as coisas, julgar vivos e mortos e estabelecer seu reino eterno.

Ele virá para julgar as nações e separar os cabritos das ovelhas.

Ele virá para galardoar os seus e conduzir suas ovelhas ao aprisco eterno.

Ele virá para nos levar para a Casa do Pai, para o seio de Abraão, para o paraíso, a cidade santa, a nova Jerusalém.


Oh, bendito privilégio de ser ovelha de Jesus, o bom, o grande e o supremo pastor das ovelhas!



FONTE: Rev. Hernandes Dias Lopes





*************

============

+++++++++++