domingo, 21 de junho de 2009



"O pior pecado que podemos cometer contra outros seres humanos não é o de odiá-los, mas sim ser indiferentes a eles: essa é a essência da desumanidade".

* Essa declaração sem dúvida, resume o que Jesus ensinou na parábola do bom samaritano e censura todos os que cruzam os braços em complacência, abrem um sorriso agradável e perguntam de um modo um tanto sarcástico: "E por acaso, alguém se importa?".

* Essas foram as declarações que ouvi logo cedo, de um amigo que compartilhou conosco um estudo bíblico no livro de Neemias.

Esse estudo fez tanto sentido para mim e me tocou tanto, que desejei compartilhar aqui em meu blog.

Neemias era o tipo de pessoa que se importava.

1. Neemias se importou o suficiente para perguntar (1:1-3).

· Ele era judeu, tinha um cargo importante no palácio, mas a despeito do "conforto" de sua posição, se importou o suficiente para perguntar a seu irmão, como andava o seu povo.

· Será que somos como Neemias, ansiosos para saber a verdade mesmo sobre as piores situações?

· Somos o tipo de pessoa que se importa o suficiente para parar e perguntar como é que vão as coisas com os outros?

· Confesso que as vezes sou aquela pessoa que faço perguntas, mas elas são de praxe. Não estou muito disposta a ouvir de fato a resposta.

· Acredito que no dia-a-dia, minha tendência é ser muito mais robótica, ou seja, pergunta por perguntar sem de fato dispor o meu interior para ouvir.

2. Neemias se importou o suficiente para chorar (1:4)

· Aquilo que leva as pessoas a rirem ou a chorar, indica com frequencia o seu caráter.

· Quando Deus coloca um peso em nosso coração, não devemos tentar escapar, pois se o fizermos, perderemos a benção de talvez sermos usados por Ele naquela situação.


· Neemias ao perguntar como estava o seu povo e ao ouvir a resposta, aquilo mexeu tanto com o seu coração, que ele chorou.

· Isso significa que ele de fato se importou. Ele não fez uma pergunta apenas por fazer, uma pergunta de praxe: e ai como é que vai? Sem ter a disposição de sinceramente ouvir a resposta.

3. Neemias se importou o suficiente para orar (1:5-10)

· Essa oração é a primeira de doze registrada no livro de Neemias. O livro começa e termina com oração.

· Neemias não apenas ficou cogitando na resposta que recebeu à sua pergunta, não ficou apenas chorando ao receber a notícia, mas ele orou, entregou ao Deus criador a sua petição.

· Lógico que em sua oração, ele cogitou com Deus como poderia ajudar naquela situação.

4. Neemias se importou o suficiente para ser a resposta de sua própria oração (1:11)

· Alguém afirmou com razão que orar não é conseguir que a vontade do homem seja feita no céu, mas que a vontade de Deus seja feita na terra.

· Porém, a fim de que a vontade de Deus se cumpra na terra, Deus precisa de pessoas dispostas a serem usadas por ele.

· Neemias planejou sair de seu lugar de conforto para ser a resposta de sua própria oração. Ele não retrucou pedindo para que Deus enviasse outra pessoa, mas se dispôs a ir a Jerusalém para ser uma parte da solução.

· Acredito sinceramente, que muitas vezes minha oração é tão de praxe que eu até choro diante de Deus, mas falta-me muitas vezes a disposição em ser a resposta àquela oração.

CONCLUSÃO

· Com isso tudo em mente, podemos fazer a pergunta novamente.
· Alguém se importa de verdade?
· Eu me importo?
· Você se importa?
· Quem se importa vai atrás para saber como andam as coisas, deixa-se tocar com a resposta a ponto de chorar, mas não fica só no choro, no sentimento, se dispõe a orar a ponto de se disponibilizar para ser a a resposta à própria oração.
· Você se importa de verdade?

FONTE: http://ioliveira.blogspot.com/