domingo, 10 de maio de 2009


O GRANDE DESAFIO
DE SER MÃE


Mc. 3:31-35



- Ser mãe, é um dos maiores sonhos de uma mulher.



- Há vários tipos de mães neste mundo. (Há mães que, ao dar a luz, abandonam seu filho ou sua filha no lixão da cidade, ou dentro de um cesto na porta de algum estabelecimento, outras, ao saber que tem dentro de si uma vidinha, abortam friamente para não se sentirem prejudicadas, etc...



- Mas há mães, que desejam seus filhos antes mesmos deles nascerem, e ao nascerem, amam seus filhos até o fim, aconteça o que acontecer...).



- Na palavra de Deus, vemos a vida de uma mãe que recebeu a graça de Deus, para conceber a vida de nosso Senhor Jesus Cristo, seu nome é Maria.



- Um anjo do Senhor apareceu à Maria e disse: "Maria, não temas; porque achaste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho a quem chamarás pelo nome de Jesus." (Lc. 1:30-31).



I. SER MÃE, É CONSAGRAR OS FILHOS A DEUS, RECONHECENDO QUE DEUS É O DONO DE TODA A VIDA.



- Jesus, ainda bebê, foi levado ao templo de Jerusalém e apresentado ao Senhor. Isto era um gesto de consagração da criança a Deus. Significava que os pais estavam entregando a criança nos braços do Senhor, reconhecendo que a criança era do Senhor.



- Não há maior honra para uma mãe, do que quando nasce um filho e ela toma em seus braços e entrega ao Senhor Deus Todo-Poderoso.



- Há mães que, ao invés de levarem seus filhos ao Senhor Jesus, levam aos demônios, dentro de um terreiro espírita, para as benzedeiras ou benzedeiros, etc...



II. SER MÃE, NÃO É APENAS GERAR FILHOS, MAS CONDUZIR SEUS FILHOS NO CAMINHO DA VIDA, QUE É JESUS. (Mc. 3:31-32)



- Uma mãe tem influência muito grande sobre seus filhos.



- A vida e o ministério de Jesus deixaram sua família incrédula. Nem a mãe e nem os parentes de Jesus cria nele. (Mc. 3:20-21).



- Se a mãe e a família de Jesus observasse na palavra de Deus, iam perceber que eles é quem estavam errados e não Jesus.



- Muitas vezes os pais pensam que estão fazendo o melhor para os filhos, mas no fundo estão dando o pior. Pôr isso é importante conduzir os filhos à palavra de Deus.



- Jesus reconhecia que ele não era bem visto pela sua família. (Mc. 6:4-6).



- No final da vida de Jesus aqui na terra, sua família se converteu e foi salva.



III. O MAIOR PRAZER DE UMA MÃE, É SENTIR O AMOR DE SEUS FILHOS, ATRAVÉS DE GESTOS, PALAVRAS E AÇÕES.



- Na hora da crucificação de Jesus, quando ele estava pendurado no madeiro, a Bíblia diz: "Vendo Jesus sua mãe, e junto a ela o discípulo amado, disse: Mulher, eis aí o teu filho. Depois disse ao discípulo: Eis aí a tua mãe. Dessa hora em diante o discípulo a tomou para casa". (João 19:26-27).



- O maior desgosto para uma mãe é depois que criou todos os filhos, ser lançada em um asilo longe daqueles que ela mais amou.




FONTE: http://www.ibrest.org.br/dias_mae.php

EUNICE E LÓIDE,

MÃES CRISTÃS

EXEMPLOS PARA

NOSSOS DIAS

( II Tm 1. 2-5 )




Introdução :



A palavra de Deus semeada no coração do homem desde a mais tenra infância ,produz fruto para a vida eterna, a mais sólida educação cristã é aquela que se transmite dos pais para os filhos ( Pv 22.6)

1. EUNICE E LÓIDE, MÃES CRISTÃS EXEMPLARES PARA OS NOSSOS DIAS


a) Exemplo no lar , exemplo de mãe cristã ( hoje em dia há muita mãe sem dar exemplo).


b) Permanece naquilo que aprendeste.


c) dedicação religiosa no lar , culto e ensinamento segundo a palavra de Deus ( Hoje as nossas crianças o futuro do ministério tem sido colocadas de lado, esquecemos as vezes dele como amãe de Jesus o perdeu na festa e jesus estava no Templo, estamos as vezes ganhando várias almas , mas perdendo os filhos ).


2. PAULO PROCURA UM OBREIRO PARA A SEARA DO SENHOR ( Deus está procurando também )


a) A condição do obreiro ( conhecia as sagradas escrituras desde pequeno ).


b) Ele teve a estrutura dada pelos pais para a sua formação.


c) Paulo convida Timóteo a acompanhá-lo ( hoje muitos jovens acompanham o mundo e esquecem o que foi passado pelos pais ).


d) A herança espiritual de Timóteo era a herança familiar ,ensinado segundo o padrão de Deus , não segundo o padrão do mundo ( tudo fazem e não há limites , tudo é legal e pronto ).


3. O QUE EUNICE E LÓIDE DEIXARAM A TIMÓTEO?


a) Uma fé não fingida , ele tinha base e estrutura cristã.


b) O conhecimento da palavra de Deus..


c) Um obreiro preparado e exemplo no seu lar .


d) " Timóteo foi cheio do Espírito Santo ( uma benção nas mãos do Senhor ).


Conclusão :



Cabe a você pai e mãe continuar ensinando o seu filho as coisas do céu , para mais tarde ver o exemplo que foi gerado através de seu esforço , ensina teu filho desde a infância e verás o que Deus fará dele no ministério.




FONTE: http://www.pastordicara.com.br/exemplosdemaes.htm


ANA, UMA MÃE BEM SUCEDIDA


1. Certa vez Napoleão disse o seguinte: "Deixai que a França tenha boas mães e ela terá bons filhos".
2. Hoje, mais do que nunca, necessitamos de mães possuidoras de um caráter cristão, mães que educarão seus filhos no caminho do Senhor...
3. Uma mãe bem sucedida é a chave do sucesso do lar e da nação...
4. Nenhuma outra força na vida da criança é tão poderosa em influência como a mãe.
5. Através dos séculos, a mãe tem sido um fator estabilizador na formação da história...
6. "O destino de uma nação", disse Napoleão, "está sempre nas mãos da mãe".
7. Muitos homens famosos foram influenciados por suas mães...
8. A mãe de George Washington era uma mulher religiosa e patriota...
9. Por outro lado, a mãe de Byron era orgulhosa, contenciosa e violenta...
10. A mãe de Nero era gananciosa, sensual, assassina...
11. Sem dúvida alguma, a mãe pode influenciar seu filho tanto para o bem como para o mal.
12. Se houve um tempo em que necessitássemos tanto de mães cristãs, este tempo se chama hoje!...
I. Em I Sam. 1, vemos o belo retrato de uma mulher que honrou a Deus...
A. Ana de Efraim viveu num tempo em que a nação de Israel estava num estado deplorável...
1. A condição espiritual daqueles dias se assemelha muito com a sociedade corrupta de hoje...

a. Os líderes da nação haviam falhado...
b. Gideão e Sansão não eram nada mais do que memórias...
c. O patriotismo havia desaparecido e os ideais eram baixos...
d. Os heróis estavam todos mortos e os profetas não haviam nascido.
e. Sim, a nação estava numa condição deplorável...
f. Um reavivamento espiritual era desesperadamente necessário...
B. A Bíblia nos diz que Ana tinha vindo de uma pequena cidade chamada Ramataim de Zofim...
1. Tudo que sabemos desta cidade é apenas o seu nome...

a. No entanto, nesta obscura e pequena vila, Deus tinha uma mãe, que desejava serví-Lo, portanto Ele teria um profeta...

2. As condições eram quase as mesmas no ano de 1483.

a. Quem sonharia, que na pequena cidade de Eisleben, deveria nascer a esperança da Reforma na cabana de um mineiro...
b. Quem sonharia que Deus estava à espera de um menino robusto chamado Martinho Lutero para dirigir o mundo de volta à Palavra de Deus...
c. Sim, Deus sempre usa as pessoas humildes deste mundo para levar Seu grande propósito avante...
II. A oração de Ana...
A. Ana, a esposa de Elcana, era uma mulher que padecia grande tristeza...
1. A ela tinha sido negado o que era considerado a maior glória para uma hebréia: o privilégio de ser mãe.

a. Durante vários anos Ana orara por um filho...
b. Ela anciava poder levar um bebê consigo na peregrinação anual que fazia a Siló para adorar ao Senhor...
c. Chegada a época da peregrinação, estando ainda sem bebê, seu desapontamento parecia ser maior do que ela podia suportar...
2. As Escrituras nos dizem que ela estava profundamente triste...
a. Ler I Sam. 1:10...
b. Então o fardo que ela não podia repartir com amigo algum terrestre, lançou-o sobre Deus.
c. Ansiosamente rogou que lhe tirasse a igomínia, e lhe concedesse o precioso dom de um filho para o criar e educar para Ele...
d. Ela fez um voto solene de que, se seu pedido fosse satisfeito, dedicaria o filho a Deus desde o seu nascimento...
e. Ao atender o seu pedido, parece que Deus estava dizendo: "Tenho encontrado uma mãe consagrada, portanto terei um servo dedicado"...
3. Ana orou ao Senhor, e o Senhor ouviu sua oração.
a. Ela recebeu a dádiva pela qual havia rogado tão fervorosamente...
b. Olhando para o filho, chamou-o Samuel - "pedido a Deus"...
c. Ela era uma mulher simples...
d. Ela não era educada...
e. Suas vestes também eram muito modestas...
f. Mas apesar de tudo isso, Deus ouviu sua oração...
III. A resposta de Ana...
A. Ana era uma mãe piedosa...
1. Desde o primeiro desapontar da inteligência do filho ela lhe ensinara a amar e reverenciar a Deus e a considerar-se como sendo do Senhor...
a. Por meio de todas as coisas conhecidas que o cercavam, procurou ela elevar seus pensamentos ao Criador...

2. Depois de separada de seu filho, a solicitude da fiel mãe não cessou...
a. Cada dia ele era objeto de suas orações...
b. Cada ano ela lhe fazia, com suas próprias mãos uma túnica para o serviço.
c. Ao subir com o esposo para adorar em Siló, dava ao menino esta lembrança de seu amor...
d. Cada fibra da pequena veste era tecida com uma oração para que ele fosse puro, nobre e verdadeiro.
e. Não pedia para o filho grandezas mundanas mas rogava fervorosamente que ele pudesse alcançar aquela grandeza a que o Céu dá valor.
f. Ansiava que ele honrasse a Deus e fosse uma bênção para seus semelhantes...

3. Que recompensa teve Ana!... e que estímulo para a fidelidade é o seu exemplo!...
a. Há oportunidade de inestimável valor, interesses infinitamente preciosos, confiados a toda mãe...
b. A humilde rotina dos deveres domésticos que as mulheres as vezes consideram uma fastidiosa tarefa, deve ser encarada como obra grandiosa e nobre...
c. É privilégio da mãe abençoar o mundo pela sua influência, e fazendo isto trará alegria a seu próprio coração...
d. Ela pode fazer retas veredas para os pés de seus filhos, através de claridade e sombra, em direção às alturas gloriosas do céu...

4. Mas, unicamente quando procura em sua vida seguir os ensinos de Cristo, é que
a mãe pode esperar formar o caráter de seus filhos segundo o modelo divino.
a. O mundo está repleto de influências negativas...
b. A moda e os costumes exercem forte poder sobre os jovens...
c. Se a mãe falta em seu dever de instruir, guiar e restringir, os filhos naturalmente aceitarão o mal e se desviarão do bem...
d. Toda mãe deve ir muitas vezes ao seu Salvador com a oração: "Ensina-nos o que faremos pela criança"; como fizera Ana...
e. Se ela atender à instrução que Deus dá em Sua Palavra, ser-lhe-á concedida sabedoria conforme necessitar... (P.P., 611, 612).
B. Possa eu, prezada irmã, encorajá-la a ser uma mãe de oração...
1. Sua vida de oração é o fundamento de um lar cristão...

a. Ana era uma mãe que orava...
b. Ela orava por um filho e Deus a ouviu...
c. Ela prometeu a Deus que se Ele a abençoasse com uma criança ela o criaria e o educaria para serví-Lo...
d. Ela o guiaria no caminho do Senhor...

2. O maior sermão que nossos filhos podem ouvir é a nossa vida...
a. Somos exemplos...
b. Maçãs não são produzidas em qualquer tipo de árvore...
c. Qual é a sua atitude diante de seus filhos?
d. Ela é mesquinha ou generosa?
e. Ela é negativa ou positiva, crítica ou estimuladora, cristã ou incrédula?

3. Ana possuía uma atitude de louvor!
a. Ela ensinou seu filho a amar e honrar a Deus...

4. Uma amiga visitante encontrou uma jovem mãe sentada com seu bebê no colo, tendo a Bíblia aberta em sua mão...
a. Ela perguntou: "Você está lendo a Bíblia para o seu bebê?"
b. "Sim", respondeu a mãe.
c. A visitante replicou: "Certamente você não pensa que ele vai entendê-la, não é?"
d. "Não", disse a mãe, "ele não vai entendê-la agora, mas desejo que a sua primeira recordação seja a de estar vendo e ouvindo a Palavra de Deus."
e. Mães, a escola sabatina treinará a criança; a Igreja proverá educação cristã; mas nada pode tomar o lugar do lar em prover liderança espiritual...
IV. A submissão de Ana...
A. Ana havia feito um voto ao Senhor...
1. Logo que o pequeno teve idade suficiente para separar-se de sua mãe, ela cumpriu seu voto...
a. Amava seu filho com toda a devoção de um coração de mãe...
b. Era seu único filho, uma dádiva especial do Céu, mas recebera-o como um tesouro consagrado a Deus, e não queria privar o Doador daquilo que Lhe pertencia...
c. Ele deveria tornar-se um servo do Senhor...

2. Mais uma vez Ana viajou com o esposo para Siló...
a. Chegando na casa do Senhor, apresentou ao sacerdote, em nome de Deus, sua preciosa dádiva...
b. Que maravilhoso retrato de uma mãe dedicada a Deus!...
c. Ana deu o menino ao Senhor...
d. Não aos negócios, não à sociedade, nem mesmo à sua pátria...
e. Ela o deu ao Senhor!
Conclusão:
1. Muitos grandes homens e mulheres de Deus estão servindo a Cristo hoje não por causa de seu grande talento ou habilidade, mas porque eles tinham uma mãe que os ofertou ao Senhor...
2. Agostinho, o grande teólogo possuia uma mãe que devotou sua vida para a formação cristã dele e sua conversão a Cristo...
3. Em seus primeiros anos, parecia que seus fervorosos esforços foram todos em vão.
4. Agostinho vivia em pecado e imoralidade; desrespeitou toda e qualquer restrição moral e rebelou-se abertamente contra Deus...
5. Mas um dia padecendo terrível agonia, lembrou-se das orações de sua mãe e arrependeu-se de seus pecados...
6. Ele foi gloriosamente convertido...
7. Certo dia, ele foi levado a dizer: "Se sou teu filho, ó Senhor, foi porque me deste tal mãe..."
8. Sim, é impossível calcular o poder da influência de uma mãe que ora...
9. Ela reconhece a Deus em todos os seus caminhos
10. Leva seus filhos ante o trono da graça e apresenta-os a Jesus, suplicando sobre eles suas bênçãos.
11. A influência dessas orações é para esses filhos como fonte de vida...
12. Essas orações, oferecidas em fé, são o sustento e a força da mãe cristã...
13. O poder das orações de uma mãe não pode ser calculado...
14. Aquela que se ajoelha ao lado do filho ou filha, em suas vicissitudes da infância, nos perigos de sua juventude, não saberá senão no juízo a influência de suas orações sobre a vida de seus filhos...
15. Se ela está pela fé associada ao Filho de Deus a terna mão da mãe pode afastar o filho do poder da tentação, pode conter a filha de cair em pecado...
16. Quando a paixão está lutando para dominar, o poder do amor, a influência restringidora, fervente, determinada da mãe, pode fazer baixar a balança para o lado do direito