segunda-feira, 14 de dezembro de 2009


POR QUAIS CAMINHOS
TEMOS ANDADO?
Jn 1.1-17


Introdução:

Nem sempre o que Deus manda fazer nos agrada. Este era o caso de Jonas. Ele não queria ir até Nínive, tomou outra direção.
A Bíblia fala que ele se levantou para fugir de diante da face do Senhor (v.3), seria isso possível?

1. Deus está em todo lugar.

- O salmista declara: “Para onde me ausentarei do teu Espírito? Para onde fugirei da tua face? Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também”(Sl 139.7,8)

- Foi uma tentativa inútil de Jonas. Deus é onipresente (está em todos os lugares) e onisciente (conhece todas as coisas).

- Nós também tentamos muitas vezes fazer isso. O Senhor nos dá uma direção e queremos ir para outra. Acabamos andando por lugares que não deveríamos e com pessoas que não nos querem bem, e entramos em situações que são muito complicadas.

2. Deus tinha uma direção clara para Jonas.

- Sempre que estamos dispostos a ouvir Deus ele nos dá direções corretas e precisas para nossas vidas. Nem sempre elas agradam nossa carne. Por vezes ficamos com medo de assumirmos estas posições, pensamos em nós mesmos, no nosso ciclo de amizades.

- Mais ou menos como Jonas. Que dirão os meus irmãos se for até Nínive e Deus mudar o castigo daquele povo tão cruel – como o fulano que faz ou fez tanta coisa errada pode agora posar de crente? E se o povo de lá for contra mim?

– por isso não falo de Jesus no meu emprego, ou para os meus amigos, pois eles podem se levantar contra mim.

- MESMO QUE VOCÊ NÃO PERCEBA, A DIREÇÃO DE DEUS É SEMPRE A MELHOR!

3. As conseqüências de uma direção errada.

- Jonas tentou ir para o outro lado, como fazemos muitas vezes. No princípio tudo aparentemente dá certo.

- O próprio Jonas conseguiu um navio, pagou a passagem e se deitou tranqüilamente no porão. A viagem começou. O balanço do mar era agradável e ele pegou no sono. Aí está o grande perigo.

- Quando estamos fora da direção de Deus, satanás nos leva a experimentar por algum tempo uma gostosa sensação de que está tudo bem, para que não percebamos a cilada em que estamos prestes a cair. É o sono espiritual no qual, muitos estão dormindo, arriscando perderem a salvação pela desobediência. De repente as coisas mudam!

a. Veio uma grande tempestade.

- As tempestades sempre alcançam os que estão fora do propósito do Senhor. Não foi diferente com Jonas e não é conosco.

- No meio da tempestade não temos para onde correr, nos molhamos, às vezes ficamos doentes, não é raro sujarmos nossas pés na lama que se forma.

- As tempestades da vida também têm muitos nomes: finanças, enfermidade, desemprego, problemas familiares, vícios, etc.
Será que você está no meio de alguma tempestade?

b. O Navio estava para se quebrar.

- Não adianta o quanto lutamos, parece que tudo vai se arrebentar, nada dá certo, nenhuma tentativa dá resultado.

- Tentamos, por exemplo, sair de uma dívida, entramos em outra ainda pior.

- Tentamos um novo emprego, mas as inquietações e insatisfações continuam.

- Fazemos de tudo para agradar a outra pessoa, mas nada parece estar bom.

c. Os amigos só querem se salvar.

- Nestas horas, em que as coisas vão mal, os “amigos” só querem salvar a “pele” deles, se for preciso lançam você no mar.

- São os amigos “do copo”, “do dinheiro”, “do carro” ou “ do status”. Quando você menos espera e mais precisa deles, eles somem.

4. O futuro de quem corre de Deus.

- A Bíblia diz que Jonas foi parar na escuridão, nas entranhas de um grande peixe por três dias e noites, ele lá ficou.

- Talvez você também esteja vivendo um momento de escuridão em alguma parte de sua vida. Com toda certeza isso não é agradável.

- As entranhas fala de um lugar onde há decomposição, coisas estragadas. Se não tomarmos cuidados, acabamos em decomposição também, estragamos a nossa vida e a de outros à nossa volta.

5. Mas há uma saída.

- O próprio Jonas nos revela: “Então, Jonas, do ventre do peixe, orou ao SENHOR, seu Deus, e disse: Na minha angústia, clamei ao SENHOR, e ele me respondeu; do ventre do abismo, gritei, e tu me ouviste a voz.”(Jn 2.1,2)

- Quando reconhecemos que estamos no caminho errado e clamamos a Deus, Ele em sua misericórdia nos faz sair da situação e nos leva de novo para a direção correta.

Conclusão:

- Por que caminhos você tem andado?

- Eles estão agradando a Deus?

- Será que há em sua vida alguma atitude que não está de acordo com o projeto do Senhor?

- Se existir, agora é o momento de clamar a Deus para que ele te reconduza ao caminho certo.

- Ore a Ele e peça perdão pelos caminhos que você tem andado, pela desobediência em fazer a vontade do Pai. Ainda há tempo, e este tempo se chama hoje!



FONTE: Prs. Everton & Zenilda – Tabernáculo de Sião



Nenhum comentário:

Postar um comentário