sábado, 7 de novembro de 2009


ADORAÇÃO
ALÉM DOS GESTOS

Is 1.10-20



- Assim como os magos e os pastores adoraram ao Senhor Jesus, também nós devemos adorá-lo. Mas vejam que eles adoraram cada um de forma diferente.

- Quanto aos magos, uns ofereceram ouro, outros incenso, outros mirra. Os pastores falaram palavras de adoração: Gloria a Deus nas alturas...

- Cada um de nós é chamado a adorar a Deus através de Jesus.

- O que é um adorador?

Um adorador é aquele que:

a) Entrega toda a sua vida a Jesus para glorificar a Deus.

b) Através da rendição se oferece a Deus através de Jesus.

c) Expressa-se publicamente em adoração a Deus.

d) Faz parte da igreja de Jesus.

- Na nova aliança, não pode existir adoração autêntica a não ser através da Palavra e através de Jesus.

- Na Antiga aliança as pessoas adoravam a Deus através dos rituais. O que passou a chamar-se culto.

- Na nova aliança não há mais necessidade de rituais para adorar a Jesus, mas alguns ritos não foram abolidos, pois é através de ritos que nos expressamos publicamente diante do Senhor..

- Os ritos não são inúteis, pois seria praticamente impossível cultuar publicamente sem rituais.

- Todo gesto ou expressão corporal é chamado de rito. Eles servem para materializar ou dar significados aos sentimentos interiores a serem comunicados.

- Através dos ritos nos colocamos na cena, não apenas como expectadores, mas como participantes.

- A principal forma é através dos gestos.O gesto é expressão da alma.

- O gesto é a maneira de expressar o que vai no interior.

- O gesto reflete um sentimento, ou estado de espírito.

- Os gestos são: expressões faciais, dos olhos, postura do corpo, das mãos etc.

- O “sim” acompanha a expressão – olhar de aprovação...

- Em nossos cultos usamos o corpo para expressar nossa adoração e louvor ao Senhor.

Exemplos:

Fechar os olhos, curvar as frontes, erguer as mãos, postar-se de pé, ajoelhar-se. Agora isso tudo por si só não é adoração.

1 – O GESTO NÃO TEM SIGNIFICADO ALGUM, SE NÃO FOR EXPRESSÃO DE UMA ATITUDE INTERIOR DO CORAÇÃO (IS 1.11)

- Os gesto que fazemos não adora a Deus, a menos que no coração estejamos adorando.

- A própria fala não tem valor algum se não expressar o interior. O rito, não tem valor em si mesmo.

- O rito é vazio sem a verdade. O rito é mágica, sem o coração, sem a intenção verdadeira que sai da alma, do ser de quem reconhece a soberania de Deus.

2 - O GESTO MAIS A VOZ NÃO SÃO SUFICIENTES PARA PRESTAR CULTO (IS 1.12-14)

- Alguns gestos e expressões usados no culto:

a) Levantar as mãos – é um dos gestos mais comuns na igreja hoje. É uma marca dos carismáticos, renovados ou pentecostais. É um gesto incentivado pela palavra (Sl 63.3,5)

- Muitos, porém levantam as mãos porque querem se identificar com os outros. Esse gesto as vezes revela os que têm e os que não tem algo mais..se você levanta as mão você é um adorador, se não levanta.... mas, é claro que não tem nada ver isso.

- Esse gesto só tem real significado se usado como expressão da alma.

Sinal de rendição.

Sinal de suplica.

Sinal de quem quer receber, sinal de quem quer entregar, se entregar.

Sinal de quem está se abrindo para receber algo de Deus.

Sinal quem quer voar, tocar na mão do Senhor.Se não significar algo é um gesto vazio.

- Nenhum gesto em si mesmo pode produzir efeitos e manifestações se não houver significados neles.

b) Aleluia – é uma expressão muito usada nos cultos.

- Significa “louvado seja o Senhor” .

- É uma expressão de adoração e só deve ser usada com o sentido de realmente adorar e declarar nossa profunda adoração ao Senhor.

c) Amém – é concordância com Deus.

- Quem diz amém, diz: É assim, eu concordo, eu aceito, eu estou nessa. É isso mesmo. Verdade. Está completo. Tem sentido.

“estas coisas diz o amém” Ap. 3.14 – "amém, vem Senhor Jesus". Ap 22.16

- Amém também significa a máxima verdade.

- Jesus usava a expressão: Amém, amém.

d) Glória- A expressão usada pelos pastores em Belém.

- Gloria é a presença de Deus. É todo o significado de Deus.

- Gloria a Deus nas alturas é uma expressão de admiração e espanto. É uma expressão de exaltação ao Senhor.

- Glorificar a Deus é a maior expressão da vida. quem não glorifica a Deus não agrada a Deus.

- Não adianta eu “dar glória” com a boca e com a vida não glorificar a Deus.

- Falar sem perceber o significado é desonrar o valor da expressão.

3) O CORPO PRECISA ESTAR ENVOLVIDO NA ADORAÇÃO, MAS SOMENTE O CORPO NÃO É SUFICIENTE PARA ADORAR AO SENHOR (IS 1.15-16)

- Fechar os olhos tem sua utilidade, mas não é uma necessidade da oração. Pode orar com os olhos ou fechados.

- Dobrar os joelhos é um sinal de reverência, uma atitude interior de submissão, sem essa condição interior é vazio.

- Devemos adorar com o nosso corpo. Tudo o que há mim, bendiga ao Senhor.

- A Bíblia nos diz para louvar ao Senhor com as mãos; aplaudindo, prostrando-se, gritando, cantando, dançando, porém se não for autêntico, de coração.

- Se não for para o Senhor é ritual vazio que Deus não recebe.

- Sou a favor da coreografia, desde que ela seja feita por pessoas que se consagram a Deus. Existem muitas igrejas que usam a coreografia no culto, algumas com pessoas dedicadas à oração outras por puro modismo. Deus não recebe nosso culto se não for autêntico. Se não for em espírito.

4) A VIDA PRECISA ESTAR ENVOLVIDA NA ADORAÇÃO (IS 1.16,17)

- Sem vida, sem caráter santo, sem consagração, sem temor a Deus não existe adoração.

a) Se você quer adorar como os magos adoraram ofereça o que você tem de melhor a Deus.

b) Se você quer adorar como os pastores adoraram ofereça palavras, expressões e gestos autênticos ao Senhor.

c) Se você quer adorar como os anjos adoram a Deus, renda-se totalmente, sem reservas de corpo, alma e espírito ao Senhor.

- Quem adora não precisa mostrar que adora. Adorar não se exibir. Adoração não é exibição.

Não é um show para os outros.

Não é fazer cena. Adoração é uma entrega ao Senhor. É dizer, Deus!

- Quem adora, precisa saber adorar sozinho.

- O Senhor quer fazer de você um adorador autêntico, não um imitador. Tire da sua alma uma adoração. Entre no tempo com temor. Entre no templo com ações de graças (Sl 100).

- Adoramos a Deus somente se reconhecemos o senhorio de Cristo. A adoração precisa ser cristocêntrica.

- Não existe mais a adoração do Antigo Testamento. Aquela era a Antiga Aliança, estamos na Nova Aliança e, agora, somente existe verdadeira adoração em Jesus.

Através do Espirito adoramos a Cristo, assim, adoramos a Deus.


FONTE: Pr. Rogério Nascimento




Nenhum comentário:

Postar um comentário