terça-feira, 30 de junho de 2009


ESTES SINAIS
SEGUIRÃO
AOS QUE
CREREM
Marcos 16:17.



INTRODUÇÃO:


Testemunhamos em nossos dias uma igreja que corre desenfreadamente em busca de sinais. A Palavra nos mostra que os sinais seguirão aos que crerem, mas ao invés disto vemos os que crêem correndo em busca dos sinais.

Os valores estão invertidos.S.T. :

A QUEM ESTES SINAIS SEGUIRÃO?

1. OS SINAIS SEGUIRÃO A QUEM CRER QUE O SENHOR É UM DEUS PESSOAL

• Você não pode jamais agradar a Deus, se não crer que ele se relaciona diretamente com você.

• O Senhor é o Deus da sua vida (Salmos 42:8).

• Deus está atento à sua vida, às suas decisões e às conseqüências das suas decisões.

2. OS SINAIS SEGUIRÃO A QUEM CRER QUE O PECADO NOS AFASTA DE DEUS.

• A Bíblia diz que o pecado nos afasta de Deus e que as nossas transgressões fazem separação entre nós e o nosso Deus. (Isaías 59:2)

• Pecado precisa ser tratado como algo sério, que Deus abomina.

• Foi o nosso pecado que levou Jesus à cruz. Se pecado não fosse algo sério, Deus não mandaria Jesus à cruz por causa dele.

• O maior problema do homem é o seu afastamento de Deus (Lucas 5:20).

3. OS SINAIS SEGUIRÃO A QUEM CRER NO AMOR DE DEUS.


• Deus nos amou ao ponto de dar o seu único filho para morrer na cruz por nós (João 3:16).

• Ele nos amou, sendo nós ainda pecadores (Romanos 5:8).

• Somos reconciliados com Deus pelo seu amor (Romanos 5:10).

4. OS SINAIS SEGUIRÃO A QUEM CRER QUE JESUS CRISTO É O ÚNICO CAMINHO PARA RECONCILIAR O HOMEM COM DEUS.

• Somente através de Cristo nós e toda a humanidade podemos nos reconciliar com Deus (Atos 4:12).

• Precisamos nascer de novo (João 3:3).

• Somente Jesus cristo pode nos fazer nascer de novo (II Coríntios 5:17).

5. OS SINAIS SEGUIRÃO A QUEM CRER NA RESPONSABILIDADE PESSOAL QUE TEM DIANTE DE DEUS.

• Com a nossa salvação – “Quem crer e for batizado será salvo” (Marcos 16:16).

• Com a salvação dos nossos semelhantes - “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16:15).

6. OS SINAIS SEGUIRÃO A QUEM CRER QUE OS SINAIS O SEGUIRÃO.

• Os sinais são ferramentas para propagação do evangelho (Marcos 16:20).

• Jesus falou que se crêssemos faríamos obras maiores que as dele (João 14:12).

• Vários heróis da fé creram e os sinais os seguiram (Hebreus 11:17-40).

• Jesus nos afirmou que os sinais seguiriam os que cressem, se crermos eles nos seguirão (Marcos 16:17).

CONCLUSÃO:

Se queremos que os sinais nos sigam, precisamos receber Jesus Cristo como nosso salvador pessoal e participarmos ativamente da obra de salvação da humanidade.

Sabendo que o Espírito Santo cooperará conosco confirmando a palavra por meio de sinais.

Deus não procura crentes que sigam os sinais;

Deus procura homens e mulheres que creiam no melhor de Deus, homens e mulheres a quem os sinais possam seguir.

Creia da maneira de Deus e os sinais lhe seguirão.Deus nos abençoe sempre.


AUTOR: Pr. Jademir Barbosa


domingo, 21 de junho de 2009



"O pior pecado que podemos cometer contra outros seres humanos não é o de odiá-los, mas sim ser indiferentes a eles: essa é a essência da desumanidade".

* Essa declaração sem dúvida, resume o que Jesus ensinou na parábola do bom samaritano e censura todos os que cruzam os braços em complacência, abrem um sorriso agradável e perguntam de um modo um tanto sarcástico: "E por acaso, alguém se importa?".

* Essas foram as declarações que ouvi logo cedo, de um amigo que compartilhou conosco um estudo bíblico no livro de Neemias.

Esse estudo fez tanto sentido para mim e me tocou tanto, que desejei compartilhar aqui em meu blog.

Neemias era o tipo de pessoa que se importava.

1. Neemias se importou o suficiente para perguntar (1:1-3).

· Ele era judeu, tinha um cargo importante no palácio, mas a despeito do "conforto" de sua posição, se importou o suficiente para perguntar a seu irmão, como andava o seu povo.

· Será que somos como Neemias, ansiosos para saber a verdade mesmo sobre as piores situações?

· Somos o tipo de pessoa que se importa o suficiente para parar e perguntar como é que vão as coisas com os outros?

· Confesso que as vezes sou aquela pessoa que faço perguntas, mas elas são de praxe. Não estou muito disposta a ouvir de fato a resposta.

· Acredito que no dia-a-dia, minha tendência é ser muito mais robótica, ou seja, pergunta por perguntar sem de fato dispor o meu interior para ouvir.

2. Neemias se importou o suficiente para chorar (1:4)

· Aquilo que leva as pessoas a rirem ou a chorar, indica com frequencia o seu caráter.

· Quando Deus coloca um peso em nosso coração, não devemos tentar escapar, pois se o fizermos, perderemos a benção de talvez sermos usados por Ele naquela situação.


· Neemias ao perguntar como estava o seu povo e ao ouvir a resposta, aquilo mexeu tanto com o seu coração, que ele chorou.

· Isso significa que ele de fato se importou. Ele não fez uma pergunta apenas por fazer, uma pergunta de praxe: e ai como é que vai? Sem ter a disposição de sinceramente ouvir a resposta.

3. Neemias se importou o suficiente para orar (1:5-10)

· Essa oração é a primeira de doze registrada no livro de Neemias. O livro começa e termina com oração.

· Neemias não apenas ficou cogitando na resposta que recebeu à sua pergunta, não ficou apenas chorando ao receber a notícia, mas ele orou, entregou ao Deus criador a sua petição.

· Lógico que em sua oração, ele cogitou com Deus como poderia ajudar naquela situação.

4. Neemias se importou o suficiente para ser a resposta de sua própria oração (1:11)

· Alguém afirmou com razão que orar não é conseguir que a vontade do homem seja feita no céu, mas que a vontade de Deus seja feita na terra.

· Porém, a fim de que a vontade de Deus se cumpra na terra, Deus precisa de pessoas dispostas a serem usadas por ele.

· Neemias planejou sair de seu lugar de conforto para ser a resposta de sua própria oração. Ele não retrucou pedindo para que Deus enviasse outra pessoa, mas se dispôs a ir a Jerusalém para ser uma parte da solução.

· Acredito sinceramente, que muitas vezes minha oração é tão de praxe que eu até choro diante de Deus, mas falta-me muitas vezes a disposição em ser a resposta àquela oração.

CONCLUSÃO

· Com isso tudo em mente, podemos fazer a pergunta novamente.
· Alguém se importa de verdade?
· Eu me importo?
· Você se importa?
· Quem se importa vai atrás para saber como andam as coisas, deixa-se tocar com a resposta a ponto de chorar, mas não fica só no choro, no sentimento, se dispõe a orar a ponto de se disponibilizar para ser a a resposta à própria oração.
· Você se importa de verdade?

FONTE: http://ioliveira.blogspot.com/


sexta-feira, 19 de junho de 2009


LIBERALIDADE
BÍBLICA



PORQUE A IGREJA PRIMITIVA OFERTAVA COM TANTA LIBERALIDADE?

· Quando olhamos para a igreja primitiva, encontramos várias características que nos impressionam imensamente.


· Ficamos impressionados com o zelo e o crescimento rápido, a lealdade ao Senhor, a aderência firme à doutrina dos apóstolos, e muitos outros aspectos.
· Uma das características mais admiráveis era a liberalidade com que ofertavam de seus bens materiais.


· Eles davam não com mesquinhez, nem por compulsão.
· Eles não eram obrigados a contribuir, nem davam para serem vistos por homens.
· Sabemos que não havia motivos egoístas em suas doações, pois a liberalidade deles foi elogiada pelos escritores inspirados com os termos mais elevados.
·
· Os cristãos de Jerusalém venderam suas propriedades e entregaram os valores para serem divididos entre os necessitados (Atos 4:34, 35).

· Mais tarde, com palavras enaltecedoras, Paulo falou da generosidade dos Filipenses e de outros cristãos da Macedônia (Filipenses 4:14, 15; 2 Coríntios 8:1–4).
·
· Não há dúvida quanto á liberalidade dos cristãos do primeiro século.
· Esse dar era uma das razões do sucesso fenomenal da propagação do evangelho entre outros povos.
·
· Evangelizar o mundo e cuidar dos santos necessitados eram tarefas que demandavam as contribuições liberais, e a benevolência dos cristãos possibilitou essas tarefas.
·
· Por que eles eram tão liberais em dar?· Por que os cristãos se dispunham a vender seus bens para doar o produto?
· Talvez um estudo das razões da liberalidade do primeiro século nos ajude a determinar por que a igreja do presente século não dá com maior liberalidade.

O QUE OS IRMÃOS DA IGREJA PRIMITIVA, APOSTÓLICA DERAM A DEUS?
I. ELES DERAM DE SI MESMOS

* Uma chave para a liberalidade dos primeiros cristãos em dar encontra-se em 2 Coríntios 8:5: “…deram-se a si mesmos primeiro ao Senhor…”


* Eles se converteram de verdade. Reconheceram que se converter significa dar de si mesmo com tudo o que se é e se tem.
* Eles não eram meramente membros nominais da igreja. Era uma questão de convicção pessoal. A atitude deles foi: “Aqui, Senhor, dou de mim mesmo para Ti”.
* Quando uma pessoa se converte de verdade ao Senhor, a questão de consagrar bens materiais não é difícil.

* A razão por que tantos hoje são avarentos é que jamais deram-se a si mesmos completamente para a causa de Cristo.
* Precisamos aprender que conversão envolve uma consagração a Deus de tempo, talentos, ego e bens.

O QUE OS IRMÃOS DA IGREJA PRIMITIVA, APOSTÓLICA DERAM A DEUS?
II. ELES TINHAM UM HISTÓRICO DE GENEROSIDADE

* Os cristãos primitivos vinham de uma comunidade que era educada para a liberalidade.

* A igreja de Jerusalém compunha-se de judeus, cuja história era uma história de generosidade.
Lembremos das doações oferecidas por Israel para o tabernáculo e de suas ofertas na dedicação dele.

* Pensemos nas doações para o templo de Davi, e nas contribuições para a reconstrução do templo.

* Esses exemplos do Antigo Testamento deixam muitos de nós envergonhados.
Os dízimos, as ofertas, as doações e os sacrifícios dos judeus debaixo do judaísmo são bem conhecidos.
* O total de contribuições abarcava uma percentagem considerável da renda deles.
* Quando se converteram ao cristianismo, foi natural para eles continuarem dando com liberalidade.

* É verdade que, debaixo da lei de Cristo, eles estavam livres para decidir por si mesmos quanto dariam; mas eles não usaram dessa liberdade para se esconderem atrás da capa da avareza.
* Será que eles deram menos do que estavam acostumados a dar?

O QUE OS IRMÃOS DA IGREJA PRIMITIVA, APOSTÓLICA DERAM A DEUS?
III. ELES RECONHECIAM O PRINCÍPIO DE MORDOMIA

=> Os cristãos do primeiro século reconheciam o princípio de mordomia.
=> Eles reconheciam que seus bens não eram deles, mas que eles eram apenas mordomos ou “despenseiros” cuidando da propriedade de uma outra Pessoa.
=> Sabiam que teriam de prestar contas sobre como cuidaram de tudo; sendo assim, obviamente eles queriam ser cuidadosos na maneira como utilizavam esses bens.

=> Muitas passagens bíblicas ensinam que Deus é o dono de tudo.
Por exemplo, Ex 19:5 diz: “…toda a terra é minha”. (Dt 10:14; Sl 24:1; 1 Co 10:26.) Da mesma forma, a mordomia humana é ensinada.

=> Devemos ser “bons despenseiros da multiforme graça de Deus” (1 Pe 4:10).
=> Paulo insistiu em que até nossos corpos não são nossos (1 Co 6:19).

=> Quando reconhecermos que estamos apenas tomando conta do que pertence a Outro, certamente seremos mais cuidadosos no uso desses bens. Teremos de responder pelo uso que fizermos de tudo.


O QUE OS IRMÃOS DA IGREJA PRIMITIVA, APOSTÓLICA DERAM A DEUS?
IV. ELES DERAM EM RESPOSTA AO AMOR DE DEUS

=> Os primeiros discípulos deram com liberalidade porque eles viviam à sombra da cruz.

=> Alguns foram testemunhas oculares dos acontecimentos que se passaram no Calvário.

=> Eles viram o amor e a liberalidade de Deus em seu mais elevado grau.

=> Reconheceram que Deus “amou de tal maneira” e provaram disso, pois viram como “Ele deu” (veja João 3:16).
=> Eles amaram a Deus “porque Ele [os] amou primeiro” (1 João 4:19), por isso não era difícil para eles dar liberalmente.

CONCLUSÃO
=> Estamos a vários séculos do Calvário, mas o que se passou ali não pode ser apagado pelo tempo.
=> Uma grande razão da falta de liberalidade em dar hoje é não calcularmos o significado da cruz.
=> Deus nos “amou de tal maneira” que deu o Seu Filho para nos salvar (João 3:16; veja Efésios 5:25). Recordar isto despertará em nossos corações um intenso amor a Deus.

Esse amor se manifestará em liberalidade assim como o amor de Deus se manifestou a nós.

quinta-feira, 18 de junho de 2009


QUEM FOI
RESPONSÁVEL
PELA MORTE DE
JESUS CRISTO?

* Milhões de pessoas no Brasil e no mundo inteiro já assistiram o filme: A Paixão de Cristo.


* O filme é polêmico e contém cenas muito fortes mostrando como Jesus, um homem inocente foi traído, julgado, chicoteado, zombado e crucificado.

* Após o filme muitas pessoas saem do cinema e perguntam:Por que Jesus teve que morrer brutalmente?* Quem foi responsável pela morte de Cristo?* Quem matou Jesus?
Vamos ver o que diz a Bíblia.
Na Bíblia aparecem vários suspeitos:

=> os soldados Romanos;
=> Judas;
=> Pilatos;
=> os sacerdotes.

QUEM MATOU JESUS?
1. Será que os soldados romanos foram responsáveis pela morte de Jesus?


* Sem dúvida foi um soldado romano que cravou os pregos nas mãos e nos pés de Jesus.

* Mas os soldados estavam apenas cumprindo o seu dever. Estavam apenas obedecendo a uma ordem.

* E o próprio Jesus lá da cruz orou em Lucas 23.34:
-- Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.

QUEM MATOU JESUS?
2. Se os soldados não tinham culpa será que o culpado foi Pilatos, o procurador romano que ordenou a crucificação?
* Pilatos estava convicto da inocência de Jesus.
* Pilatos disse aos principais sacerdotes:
-- Não vejo neste homem crime algum. Lucas 23.4

* Embora Pilatos sabia que Jesus era um homem inocente, como um bom político, Pilatos também queria agradar o povo.

* Pilatos fez de tudo para soltar Jesus sem ficar mal com os judeus.
* Em sua primeira tentativa, Pilatos enviou Jesus ao rei Herodes para julgamento. Mas esta tentativa não deu certo. Herodes devolveu Jesus sem sentença.

* Quando aquela tentativa não deu resultado Pilatos tentou jogar a escolha para a multidão.
* Pilatos lembrou do costume de soltar um preso na época da Páscoa. Mateus 27.15-23

* Pilatos lavou as mãos e disse para o povo em Mateus 27.24.

· Mas quantas vezes eu e você temos feito o mesmo?
· Quantas vezes olhamos e percebemos que a nossa fé é uma fé morna sem aquele compromisso que nosso Senhor exige de nós?
·
· Às vezes proclamamos nosso amor por Jesus em público mas O negamos em nosso íntimo.

QUEM MATOU JESUS?
3. Foram os líderes judaicos que entregaram Jesus a Pilatos.
=> Quando Jesus chamou Deus de Pai e se fez igual a Deus, os sacerdotes diziam que isto era blasfêmia.
=> Os sacerdotes diziam que Jesus era um herege. Aos olhos dos sacerdotes, Jesus estava desviando o povo do verdadeiro caminho de Deus.

=> Mas Pilatos percebeu que este não era o verdadeiro motivo da raiva dos sacerdotes.
=> Os sacerdotes queriam acabar com Jesus porque ficaram com inveja de Jesus porque o povo gostava muito de Jesus (Mc 15:10).
Jesus havia desafiado a autoridade deles. Para os sacerdotes, Jesus era uma ameaça.

Mas será que os sacerdotes são os culpados?
Muitas vezes nós hoje ressentimos o fato de que Jesus quer invadir nossa vida privada.

Como os sacerdotes, muitos de nós queremos eliminar Jesus de nossas vidas.

QUEM MATOU JESUS?
4. Mas todos nós sabemos que quem entregou Jesus aos sacerdotes foi Judas, o traidor.
=> Judas vendeu seu Mestre amado por 30 moedas de prata.

=> Judas era o tesoureiro do grupo. Judas tomava conta da bolsa de dinheiro e costumava tirar um pouco para ele (João 12.6)

=> Tudo indica que Judas foi vencido pela ganância.

=> Mas será que Judas fez pior do que eu e você?

=> Alguém disse que todo mundo tem o seu preço.
Quantas pessoas hoje em dia pedem um suborno.

=> Veja bem a seqüência: Judas entregou Jesus aos sacerdotes e eles o entregaram a Pilatos e ele o entregou aos soldados e eles o crucificaram.

=> O sangue de Jesus estava nas mãos de todos eles. Pedro, na pregação que ele fez em Atos 2.36, responsabilizou todos que estavam presentes naquele dia.

QUEM MATOU JESUS?
5. Eu e você também crucificamos Jesus.
* Você e eu não estávamos lá quando Jesus foi pregado na cruz. Mas, seus pecados e meus pecados levaram Jesus para aquela cruz.

* Podemos tentar lavar as nossas mãos como fez Pilatos, mas o sangue deste homem inocente não sai com água e sabão.

* Daí perguntamos de novo:-- Por que este homem inocente, que pregava o amor, teve que morrer?
* A Bíblia responde em Is 53.5,12.
* Não podemos e não devemos culpar os outros pela morte de Jesus.
* A verdade é que as nossas falhas e pecados nos separam do Deus que nos criou.
* Jesus Cristo, o Filho de Deus, Aquele que nunca pecou, pagou a nossa dívida e recebeu o castigo que eu e você merecíamos.
CONCLUSÃO:
Quem foi responsável pela morte de Jesus?
Foi Judas?
Foi Pilatos?
Os judeus?
O soldado que cravou os pregos em suas mãos?
A resposta é:
Eu e você!
Jesus morreu por mim e por você.Eu o matei! Meus pecados o levaram a cruz.
Na realidade, Jesus não foi morto. Jesus se entregou voluntariamente.Jesus disse: João 10.11,17,18; Rm 5.8

Então, quem entregou Jesus para morrer?
Não foi Judas pelo dinheiro;
não foi Pilatos por ser covarde; não foram os sacerdotes por inveja;

Foi o PAI, por AMOR!
A cruz revela a maldade humana e o grande AMOR de Deus por nós.
Hoje devemos lembrar destes DOIS FATOS: nossos pecados e Seu Amor.

Lembre-se que Jesus te ama! Ele morreu, mas está vivo, e quer te dar a Vida Eterna.

Se você ainda não entregou sua vida a Jesus, não demore.
Ele te ama de verdade!
Se você já entregou sua vida a Jesus, não desista.
Viva por Ele cada dia de sua vida.


FONTE:
http://www.hermeneutica.com/mensagens/responsavel.html / Larry Zinck

quarta-feira, 17 de junho de 2009

RENOVANDO A
NOSSA MENTEEf 4.22-32

· O que é renovação da mente?
Será que isso é possível?

· Você já deve ter ouvido a frase "pau que nasce torto morre torto", que é uma forma de dizer que as pessoas não podem mudar.

· Talvez você já tenha usado este ditado popular para justificar a sua falta de disposição em mudar de atitudes.

· Quero dizer que não acredito nisso.

· · Um cristão não pode dizer que não é possível mudar.

· No texto de Efésios 4.22-32 - nós vemos o Apóstolo Paulo dizendo que devemos renovar a mente - o pensamento - e indica maneiras práticas para se conseguir essa renovação.

O texto nos diz que podemos renovar a mente, mas como?

1. Podemos renovar a nossa mente substituindo a mentira pela verdade.(vs. 25)

· É interessante observar que Paulo está escrevendo a cristãos, está escrevendo para uma igreja.

· Falar que é preciso abandonar a mentira nesse contexto, nos indica que Paulo sabia que havia muitos crentes vivendo uma mentira. E se não viviam uma mentira como crentes, eles talvez achassem normal usar de mentiras para se livrar de situações embaraçosas.

· · Uma pessoa que quer ter a sua mente renovada em Cristo precisa vencer a mentira com a verdade, mesmo que isso cause algum desconforto ou constrangimento.

2. Podemos renovar a nossa mente substituindo a ira pelo perdão.(vs 26).

· Paulo mostra que a ira é algo que acontece na vida do crente.

· Mas como podemos parar a ira antes que ela se torne em pecado?
· A forma de fazer isso é evitando que a raiva ocasional se transforme em sentimento de amargura, vingança ou coisa parecida.

· Então, quando lemos no texto que "não deixe que venha o por-do-sol sobre a a sua ira", entendemos que precisamos resolver a situação que causou a ira o quanto antes. A ira tem que dar lugar ao perdão.

· · Problemas não resolvidos irão permanecer no caminho estorvando a sua vida espiritual e das pessoas envolvidas também.

· Perdoar é essencial para a vida do cristão.
3. Podemos renovar a nossa mente substituindo a desonestidade pela honestidade. (vs 28).

· "O que furtava não furte mais".

· E desonestidade não é apenas pegar numa arma e sair para um assalto.

· Colar numa prova é desonestidade também.

· Você rouba informações que não lhe pertencem.

· · Existem pequenas coisas que podemos chamar de desonestidade e não apenas coisas grandes e "hediondas".

· · Substitua a desonestidade pela honestidade.

4. Podemos renovar a nossa mente substituindo o comodismo pelo trabalho. (vs 28).

· "Fazendo algo útil com as mãos".

· Tudo indica que havia cristãos que estavam acomodados e que esperavam a boa vontade dos seus irmãos da igreja, mesmo tendo condições para trabalhar.

· · Como na igreja primitiva houve momentos em que os cristãos vendiam suas propriedades e repartiam entre si, muitos se acomodaram.

· Paulo reprova isso, e os manda trabalhar. Isso é renovação da mente.

5. Podemos renovar a nossa mente substituindo as palavras que matam por aquelas que constroem. (vs 29)

· Nesse versículo "palavra torpe", não é apenas com referência a palavrões.

· É também com referência a palavras que matam, que derrubam os outros, que desestimulam. Falso testemunho, fofoca, mentira, verdade distorcida são "palavras torpes".

· · Substitua as palavras que destroem por coisas que levantem, edifiquem os outros.

· · Com a "mente velha" temos a tendência de gostar de ouvir e falar coisas ruins dos outros, pois isso dá maior "ibope".

· · Devemos renovar a nossa mente e falar aquilo que edifica os outros.
6. Podemos renovar a nossa mente substituindo todo tipo de maldade por bondade. (vs 31-32).

· Será que é preciso enfatizar no meio de cristãos que devemos substituir as maldades por atos de bondade?

· Parece que é preciso, afinal o apóstolo Paulo, inspirado por Deus, escreve isso para a igreja na cidade de Éfeso.

· · Se era preciso dizer isso para aqueles cristãos, é igualmente necessário que aprendamos isso, para que haja renovação da nossa mente em Cristo.

CONCLUSÃO:

Que nós renovemos as nossas mentes em Cristo e assim sejamos bênção para a igreja e para o mundo sem Jesus Cristo.

Que Deus nos abençoe!


terça-feira, 16 de junho de 2009


“O OLHAR DE JESUS
ESTÁ SOBRE VOCÊ!”
Lc 22.61-62; I Pe 3.13.


· Nossos olhos ou os olhos de uma pessoa são capazes de revelar nossas doenças e sentimentos escondidos.

· Os nossos olhos são capazes de revelar as palavras que não são pronunciadas.

· Nossos olhos podem gerar ódio ou compaixão, podem nos condenar ou absolver. Com os olhos revelamos se estamos bem ou mal, amando ou odiando.

=> Existem vários tipos de olhar:

* Existe o olhar fulminante.
· Existe o olhar de misericórdia.
· Existe olhar interesseiro, o chamado popularmente de “olho grande”
· Existe o olhar de medo,· Existe o olhar desconfiado,
· Existe o olhar apaixonado!
· Existe o olhar triste,

· E tantos outros mais...

Expressamos e comunicamos quem somos e o que sentimos com nossos olhos, todo dia.

· E, dependendo do relacionamento que mantemos com alguém, é até possível se comunicar apenas com os olhos; é bastante comum entre marido e mulher, e entre pais e filhos. Não é mesmo?

· Jesus também se comunicava assim com as pessoas e, principalmente com os seus discípulos... Aqui no v. 61 lemos como Jesus, voltou o seu olhar para Pedro.

· Com o Seu olhar, Jesus enxergava toda a vida de uma pessoa...

· Na verdade, o Senhor já olhava para nós há muito tempo: “Os teus olhos viram o meu embrião...”, lemos no Sl 139.16!E é neste olhar do Senhor, colocado sobre nós, que encontramos algo altamente significativo: por meio desse olhar temos ajuda, proteção e salvação! II Cr 16.9
O OLHAR DE JESUS ESTÁ SOBRE...
1. SUAS FRAQUEZAS, PORQUE ELE DESEJA TE FAZER FORTE: v. 61 e 62
· Você deve saber que Jesus já tinha avisado a Pedro que, se ele enfraquecesse na fé, ele iria negá-lo, antes mesmo do galo cantar três vezes naquele dia. Lc 22.31-33...

· Nossos erros, nossas falhas, nossos pecados, certamente aborrecem a Jesus, mas mesmo em meio às fraquezas, Jesus olha para mim e para você e diz: “Vou lhe dar outra oportunidade; vou lhe dar uma nova chance – a chance de acertar e de vencer todas as suas fraquezas!”

· · Hoje Jesus olha para você e lhe oferece uma nova chance!

Ele quer:

a. Reconstruir sua família. Hb 11.7
b. Reconstruir seus relacionamentos: Cl 3.13
c. Reconstruir seus sonhos. Sl 126.1 e 3 – BV.
d. Reconstruir sua vida: Sf 3.20O

OLHAR DE JESUS ESTÁ SOBRE...
2. SUAS LÁGRIMAS, PORQUE ELE DESEJA TE CONSOLAR. v. 62 - “chorando amargamente.”

· E as lágrimas de Pedro comoveram o coração de Jesus! Sl 126.6

· Eu acho impressionante o primeiro momento, a primeira hora, após Jesus ter ressuscitado.

· Maria foi ao túmulo de Jesus, encontrou o sepulcro aberto, então se pôs a chorar, e enquanto chorava, olhou para dentro do sepulcro mas não viu o corpo de Jesus... Então ficou ali chorando, chorando em profunda tristeza.

· · Mas o que me impressiona é isto: O Cristo vivo, estava ali e, vendo Ele as lágrimas de Maria, Jesus disse: “Mulher, por que está chorando?”

· Jesus vê as nossas lágrimas!

· · Jesus ficou de tal maneira comovido com o choro de Pedro, que tão logo ocorreu a Sua ressurreição, um anjo vestido de roupas brancas, assentado à direita do sepulcro, disse às mulheres: Mc 16.6-7.
· Jesus viu as lágrimas de Pedro e lembrou dele de forma especial.

· · Assim também se passa com as nossas lágrimas...As suas lágrimas, amado, não escorrem pelo rosto sem que Jesus as veja...

· Você tem derramado lágrimas?

· Tem tido momentos de choro, momentos de grande tristeza e de amargura?

· Você tem tido muitos problemas, e por isso você chora?

· · Chora por causa de doenças, de fraquezas, de falhas, erros do passado, frustrações, traições?

· · Talvez você seja uma pessoa que chora sem que ninguém saiba... seu marido ou a esposa não sabe de suas lágrimas... ou talvez, sua mãe não sabe...

· · E certamente, é porque você desconfia que ninguém te compreenderá, ninguém irá defender você...

· · Não importa quanto você se esconda, todos podem não saber do seu choro, mas Jesus vê as suas lágrimas...

· · Hoje, Jesus vê as suas lágrimas, e você confiar e entregar à Jesus o motivo das suas lágrimas, como servo de Deus, eu lhe digo isto em o nome do Senhor: Sl 30.5

O OLHAR DE JESUS ESTÁ SOBRE...
3. SEU CORAÇÃO PORQUE ELE SE IMPORTA COM SUA DOR: Jo 21.15-17

· Ele olhava para o coração de Pedro: Ele respondeu: "Sim, Senhor, tu sabes que te amo".

· Jesus estava olhando para dentro de Pedro, para o coração de Pedro.

· · Jesus olha para o nosso coração e vê tudo!

· · Agora, nós, pela nossa limitação humana, erramos muito ao emitir juízo sobre alguém, porém, Deus não falha!

· · O olhar de Jesus é certo, justo e preciso, sempre permeado de amor, graça e misericórdia.

· · JESUS NÃO ESTÁ OLHANDO PARA VOCÊ PARA O CONDENAR, MAS SIM PARA O AMAR, SALVAR E ABENÇOAR!

· · Ele se importa e promete: Ap 21.4
:
Conclusão:

· Feche os seus olhos agora e tente ver Jesus olhando para você...

· Jesus está lançando o olhar sobre você e é um olhar de amor, é um olhar de perdão, de cuidado, de proteção... Jesus está olhando para você!· Sl 30.11.

· · Abra agora mesmo o seu coração para Jesus... abra a sua vida para Jesus...

· Ele olha para as suas fraquezas

· Ele olha para as suas lágrimas· Ele olha para o seu coração

NÃO DESISTA PORQUE ELE SE IMPORTA COM VOCÊ!

Jesus faz isso porque se importa com você – você é importante para Ele muito mais do que você possa imaginar.



FONTE: CELEBRAÇÃO DOMINICAL – Noite.PIB em S. J. dos Campos-SP, 15 de Abril de 2007.Mensagem Avulsa - Pregador: Pr. Carlito M. Paes

sexta-feira, 12 de junho de 2009


O QUARTO
HOMEM
Dn 3.1-30



1. Ergue-se majestosa a grande Babilônia de Nabucodonosor. É a maior e mais soberba cidade do mundo.

2. Nabucodonosor era um homem embriagado pelo poder. Ele não se contentou apenas em ser rei e o maior rei da terra. Ele quer ser adorado. Ele quer ser Deus.

Edifica uma estátua de ouro e ordena que todos os súditos a adorem. A vontade do rei era lei absoluta. Ninguém podia recusar a obedecer suas ordens. Ele era um homem mau, truculento e sanguinário.

3. O poder dos tiranos e dos déspotas poderosos sempre encontram seus limites em pessoas fiéis a Deus.

Os três jovens hebreus provocaram uma nota dissonante no meio daquela sinfonia de servilismo. Eles se recusam a pecar. Eles são ameaçados. Destoam da multidão. A verdade é inegociável. Não vendem a consciência. Preferem a morte que a infidelidade a Deus. Estão prontos a morrer, mas não a pecar.

Nesse episódio, aprendemos algumas lições importantes:

I. A FIDELIDADE A DEUS É UMA QUESTÃO INEGOCIÁVEL – V. 12

• Esses três jovens hebreus entendem que agradar a Deus é mais importante do que preservar suas próprias vidas.

=> Estão dispostos a discordar de todos, ainda que isso signifique uma morte horrível.

=> Estão dispostos a morrer, mas não pecar. Eles não eram produto do meio. Eles estavam cercados de pessoas conformistas, mas eles tinham coragem para ser diferentes.

• Muitas vezes a fidelidade a Deus pode nos levar para as fornalhas ou mesmo para a cova dos leões.

Muitas vezes a fidelidade a Deus pode nos levar a ser rejeitados pelo grupo, a sermos despedidos de uma empresa, a sermos rejeitados na escola ou até mesmo a sermos mal compreendidos na família.

Nosso compromisso não é com o sucesso, mas com a fidelidade a Deus. Há muitas pessoas que conseguem o sucesso, vendendo suas consciências, transigindo com os valores absolutos.

• O mundo tem sua própria fornalha ardente à espera daqueles que não se conformam em adorar seus ídolos.

É a fornalha de ser desprezado, ridicularizado.

Os que são fiéis a Deus são chamados de retrógrados.

Para muitos crentes a pressão parece irresistível. Mas fidelidade é uma questão inegociável.


II. MUITAS VEZES DEUS NÃO NOS LIVRA DOS PROBLEMAS, MAS NOS PROBLEMAS – V. 21,25


• Deus não livrou os seus servos da provação, mas preservou-os na provação. Ele não impediu que os seus servos fossem atados, mas o fogo que devia destruí-los teve que livrá-los das cordas.

• Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. O Senhor está acima de tudo e nada pode transtornar os seus planos.

A inveja e o ódio dos acusadores, a ira e a arrogância do rei, as cordas dos algozes e as chamas do fogo. Tudo está sob o controle de Deus.

• Vivemos num mundo hostil. Somos atacados de todos os lados. Muitas vezes, Deus nos prova, nos leva para o deserto, nos coloca na fornalha e nos acrisola.

Muitas vezes, Deus não nos livra dos problemas, mas nos problemas.

Quando passamos pelas águas, ele está conosco. Quando atravessamos os rios, ele atravessa conosco.

Quando passamos pelo fogo, as chamas não ardem em nós.

• Deus não livrou esses moços da ameaça nem os impediu de cair na fornalha. Mas os livrou na fornalha.

Ser crente não é ser poupado dos problemas, das provas, das aflições, dos problemas financeiros, dos problemas de saúde, dos problemas familiares. Mas ser crente é experimentar o livramento de Deus nos problemas.

• Os jovens foram jogados na fornalha, mas o quarto homem os livrou na fornalha. O fogo os libertou das amarras e o quarto homem os libertou do fogo.

III. QUANDO TODOS OS RECURSOS DA TERRA ACABAM, ENCONTRAMOS O SOCORRO DO QUARTO HOMEM – V. 24-25


• Quando somos fiéis a Deus, ele tem um encontro conosco na fornalha. Só temos duas escolhas: ou ficamos fora da fornalha com Nabucodosor, ou dentro dela, com Cristo. Não há meio termo. Mas o lugar de calor irresistível é também o lugar de comunhão intensa com o Salvador.

• Não há fornalha ardente que consiga destruir o povo de Deus. Tais fornalhas, de fato, acabam se tornando o próprio meio que Deus usa para preservar seu remanescente fiel e manter viva a sua verdade, no mundo.

• O quarto homem sempre vem ao nosso encontro na hora da aflição. Na hora da dor, na hora da humilhação. Ele é o Deus do livramento. É o Deus das causas perdidas. Jesus é o quarto homem que não o poupa da fornalha, mas o livra do fogo.


EM QUE FORNALHA VOCÊ ESTÁ?

a) Problemas conjugais – O amor está esfriando, as mágoas estão crepitando como fogo, o diálogo está acabando? Sente que o seu casamento está amarrado, atado e atirado numa fornalha acesa de dor e lágrimas? O quarto Homem pode hoje trazer a você livramento.


b) Problemas financeiros – Situação amarga, noites mal dormidas, madrugadas insones, ansiedade, portas fechadas, desemprego, salário defasado, compromissos à porta? O quarto Homem pode trazer livramento. Ele é o dono de todo o outro e de toda a prata.

c) Problemas espirituais – A sua vida devocional está doente. Acabou a alegria da intimidade com Deus. Cessou a oração fervorosa, a devoção a Deus, a paixão pelas almas. O quarto Homem pode incendiar de novo o seu coração.

d) Problemas sentimentais – Você está com medo: medo da solidão, do abandono, de não ser aceito, de tropeçar, de naufragar. Mas Jesus pode livrar você hoje.


CONCLUSÃO


• Muitos homens de Deus já estiveram na fornalha: Abraão no Moriá; Jacó no vau de Jaboque; José na prisão, Jó no monturo, Davi nos desertos; Daniel na cova dos leões, Pedro no cárcere; João deportado na ilha de Patmos.

Todos esses à semelhança dos três jovens hebreus experimentaram a companhia do quarto Homem na fornalha.


• O quarto Homem sempre vem ao nosso socorro quando os nossos recursos acabam. Quando somos abandonados, quando estamos enfermos, quando a família parece desmoronar, quando tudo parece perdido ele se manifesta salvadoramente.

• Quando o quarto Homem nos faz sair da fornalha, até os nossos inimigos precisam reconhecer a majestade de Deus e dar glória ao seu nome (v. 28). Deus nos promove quando saímos da fornalha (v. 30).



AUTOR: Rev. Hernandes Dias Lopes - http://www.hernandesdiaslopes.com.br/? area=show&registro=610


quinta-feira, 11 de junho de 2009


SEGREDOS
DE UMA
VIDA DE
SUCESSO
1 Cr 4.9-10


=> No contexto, muitos nomes são citados, aproximadamente 600 nomes, e só o de Jabes recebe destaque.

=> Neste texto você descobre a vida de um homem que recebeu destaque no meio de 600 nomes!

Vamos analisar 3 SEGREDOS na vida deste homem: Jabes teve ambição pela bênção de Deus; ele confiou em Deus, e pediu pelo poder de Deus na sua vida.

I - COMECE A SONHAR, POIS DEUS TE FEZ PARA CRESCER

=> Quem disse que ambição é somente negativa? Por que não podemos ter grandes sonhos? Podemos convergir esse sentimento e atitude pelas coisas certas.

=> No caso de Joabe, SUA AMBIÇÃO ERA PELA BENÇÃO DE DEUS.

=> Muitas pessoas erram quando dizem: "Senhor, abençoe o que eu estou fazendo" O correto seria dizer: "Senhor, eu gostaria de estar naquilo que o Senhor está abençoando!"

=> Quando você começa ter uma "santa ambição", você sai do ordinário e entra para o campo do Extra-Ordinário!

=> Quando não se têm alvos, não se têm ambições, VOCÊ PRECISA TER UM SONHO!

=> Deus te fez para crescer!- Tudo o que é saudável cresce! Plantas crescem, crianças crescem, igreja cresce, indivíduos crescem!

=> Você pode crescer em relacionamento, financeiramente, pessoalmente, ministerialmente, profissionalmente. Mas, cresce os desafios de sua vida. Uma vida sem desafios e sem crescimento é se torna chata e insossa!

=> TRÊS GRANDES ERROS QUE NOS IMPEDEM NUMA GRANDE E SANTA AMBIÇÃO:

- 1. Confundir humildade com medo "Oh, eu nunca vou conseguir fazer isto" "Se é o que Deus está querendo, eu vou conseguir!"

- 2. Confundir contentamento com preguiça Paulo disse: "Eu aprendi a viver contente em toda e qualquer situação" (Fp 4:11) Ele não esta dizendo para você não ter alvos! Mas, ainda que meus alvos não foram alcançados, "Eu estou feliz hoje, ainda que todos os meus alvos não foram alcançados!" O contentamento não pode ser desculpas para a preguiça.

- 3. Confundimos pensar pequeno com espiritualidade. "Eu sirvo a Deus do meu jeitinho" Existem mais coisas que você pode fazer por Ele e para Ele.

II - COMECE A CRER, POIS DEUS TE CHAMA PARA VENCER

=> Uma fé crescente Alguns fatos acerca de Jabes:

- 1. Não existe aqui nenhuma menção especial a um talento, dom ou habilidade em Jabes.

a. Não fala de ele ser rico ou com ótima escolaridade.

b. Ele era um homem comum com uma fé incomum.

c. Não se preocupe com o que você não tem, quando você tem fé!

- 2. A fé de Jabes o levou a alcançar seus sonhos e visões. Mais importante do que habilidade ou formação é FÉ ! É crer que DEUS pode fazer algo significante através de você!

- 3. Ele aparentemente tinha alguma marca em sua vida. Jabes significa DOLOROSO. Ele causou tantas dores à sua mãe quando nasceu, que ela o chamou de "o doloroso".

=> Talvez ele até foi rejeitado, não muito querido, não muito amado. (E quantos de vocês não foram também assim?) O seu nome o lembrava a vida toda que ele tinha sido um peso para a vida de alguém!

- Mas, APESAR de sua EXPERIÊNCIA DOLOROSA de vida, este homem foi levado pela sua fé a crer em grandes coisas para o futuro! Qual é sua marca? Algo físico? Algo espiritual? Frustração no trabalho? Problemas no casamento? Rejeição na infância? Tome posse de uma grande fé para vencer na vida!

III - COMECE A ORAR, POIS DEUS TE MOTIVA A SER UM CONQUISTADORO

=> Terceiro segredo da vida de Jabes era sua vida de oração. Foi a oração simples deste homem que o levou a ser um homem ilustre.

- 1. Ele pediu pelo poder de Deus na sua vida O que faz um homem ser bom ou ruim? - SUA MOTIVAÇÃO!

- 2. "Seja a Tua mão comigo!" Jabes queria a presença de Deus com Ele! Aí está uma oração que Deus gosta de responder!

- 3. "Me preserves do mal, de modo que eu seja livre da dor" Fugir da tentação e pedir a Deus por isso. "Não nos deixe ENTRAR em tentação"

A tentação vem sobre aqueles que estão fazendo coisas significantes. Quanto maiores coisas você fizer, mais será atacado e tentado.

Conclusão:

Ai estar os segredos de uma vida de sucesso.

- 1. Uma Grande ambição. Sonhar os sonhos de Deus!

- 2. Uma Grande Fé. Esperar o impossível! Os recursos virão. Quando Deus envia, Deus providencia!

- 3. Uma vida de oração genuína e transparente. Alguém que depende de Deus para alcançar tudo na vida.

FONTE:
http://www.igrejaicbe.com/2009/02/os-segredos-de-uma-vida-de-sucesso.html

quarta-feira, 10 de junho de 2009


TOCANDO A ALMA
PARA CURAR
O CORPO
Mc 1.40-42; Lc 19.10; Mt 9.36;
Mt 14.14; Lc 10.33; Lc 15.20.


· A lepra era uma doença terrível nos tempos bíblicos. Não somente por causa do sofrimento físico, mas pela agonia emocional que seu portador experimentava, tendo que se afastar da sociedade para viver isoladamente.

· A alma do leproso, geralmente, era mais enferma do que o seu corpo. Sua solidão o deixava em estado de permanente tristeza.

· Jesus sabia, portanto, que a cura daquele homem devia se processar, primeiro, em sua alma, para depois se manifestar em seu corpo.

Vejamos como Ele lidou com este problema.

1 – Jesus Desejou Curá-lo.

· É óbvio que Jesus desejou curar aquele homem, como curou a muitas outras pessoas.

· Veja que o doente se aproximou d´Ele implorando que algo se fizesse a seu favor, mas como uma certa dose de desconfiança.

· Talvez ele pensasse na possibilidade de estar diante de mais um que não desejasse fazer-lhe qualquer coisa, como a grande maioria que o via todos os dias.

· A coisa mais comum na vida de um leproso era se deparar com pessoas que queriam mais estar longe dele, do que prontas a ajudá-lo.

· Muitos, quando viam se aproximar alguém com uma doença assim gritavam em voz alta, dizendo: “um leproso!!!”, “um leproso!!!” e, em seguida, atiravam pedras para mantê-las à distância. Por essa razão, ele disse: Se quiseres...”

· Mas Jesus queria curá-lo. Glória a Deus!!!

· · Isso demonstra que não há barreiras criadas pelo homem, que o amor divino não esteja disposto a derrubar.

· Ele veio realmente buscar e salvar o que se havia perdido (Lc 19.10).

2 – Jesus se Compadeceu Dele.

· O que a alma daquele homem mais precisava naquele momento, não era de pessoas que gritassem desesperadamente: “leproso!!! ... leproso!!! ... leproso!!!”.

· Muito menos de pedras que o colocassem mais adiante ainda dos outros.

· Ele precisava de alguém que simplesmente o amasse. Não queria mais ser conhecido como “o leproso”, mas como alguém “limpo”.

· · Jesus se compadeceu dele, vendo sua agonia e o intenso desejo de ser diferente do que era.

· · Muitos hoje, também não querem mais ser conhecidos com o título de “drogados”, “viciados”, “bêbados”, “prostitutas”.

· Eles querem apenas conhecer alguém que se compadeça do triste estado em que se encontram, e que faça algo para mudar a sua realidade de vida.

· · A compaixão de Jesus sempre moveu a mão de Deus para coisas tremendas (Mt 9.36; Mt 14.14; Lc 10.33; Lc 15.20). E no caso do leproso, não foi diferente.

3 – Jesus o Tocou – Um toque de cura.

· O leproso recebeu um toque cheio de graça, de unção, de compaixão e de misericórdia.

· Jesus o tocou como há muito tempo ele não era tocado.

· Desta vez não foi o toque das pedras ou pedaços de pau. Foi um toque de amor no físico, profundo o suficiente para alcançar sua alma ferida, e seu espírito morto.

· O toque físico curou-o da sua horrível lepra.

· O da alma libertou-o da rejeição sofrida durante todos os anos da sua vida.

· O toque do espírito fez dele um novo homem de coração limpo.

· · Tão limpo se tornou, a ponto de desejar ardentemente anunciar por toda parte o que Jesus havia feito por ele.

· · Quando o Senhor o tocou, todos os anos em que estivera confinado ao seu mundo solitário, chegaram ao fim.

· Ele estava livre da doença física, bem como da enfermidade da alma. Por isso desejava estar na companhia das outras pessoas, anunciando as verdades do Evangelho, sem impedimento algum.

Conclusão

· Jesus precisou demonstrar àquele leproso que o maior desejo do Seu coração era o de curá-lo e libertá-lo daquele mal.

· Tocando em seu corpo, sem preconceito e sem medo de contaminação, pôde mostrar-lhe o quanto o amava e estava interessado nele.

· Depois de abrir o coração para o grande amor divino, o homem saiu daquela experiência totalmente curado, em todos os níveis de sua vida.

· · Não importa o tipo de doença que você tenha ou pecado que haja cometido.

· Jesus deseja perdoá-lo e curá-lo agora mesmo.

· · Creia que neste exato momento Ele está se dirigindo a você para tocar sua alma e seu corpo, trazendo toda cura que você necessita.



terça-feira, 9 de junho de 2009


CULTIVANDO
TESOUROS
Mt 13.44; 12.35


· Jesus contou uma parábola maravilhosa em Mateus 13, onde ele fala da importância de guardarmos as palavras e os segredos de vida que são revelados na pessoa de Jesus.

· Enfim Ele indica que quem encontra Jesus e se dedica a Ele, entesoura o melhor e garante uma vida próspera, porque entrou para o Seu reino.

· · Quando algumas pessoas têm objetos de valor como jóias, obras de arte e outras coisas, costumam depositar seus bens em cofres de bancos muito seguros. Estando seus tesouros bem guardados, não há com o que se preocupar.

· · O que tem preocupado sua mente?

· Você está guardando o tesouro certo no lugar certo?

· Quantas pessoas podem dizer que não estão preocupadas com o dia de amanhã, porque já fizeram o investimento correto?

· Qual tem sido seu maior investimento? · O que você está guardando realmente valerá a pena? · Esse investimento tem transformado sua vida?

· Tem trazido felicidade a você?

· · A Palavra de Deus é o nosso mapa para a vitória e traz o segredo do maior investimento que o ser humano pode fazer:

· Guardar a Palavra de Deus no coração, e as demais coisas como: obediência, sabedoria, pureza de ações ou de pensamentos serão acrescentadas.
Agora aprenda com Davi o que você devemos guardar para ter à disposição as bênçãos e os milagres de Deus.

I. DEVEMOS GUARDAR A PALAVRA DE DEUS - Sl 119:9.

· A palavra de Deus ajuda a permanecer puros e a crescer na fé (I Pe 1:14-16).

· Lembre-se que a Palavra, a Bíblia, é o único guia seguro para uma vida pura (II Tm 3:16-17).

· · Vivemos em um mundo de impureza. Em uma geração perversa (At. 2:40), para qualquer lado que olharmos, descobrimos que a tentação conduz à vida errada.

· · Este mundo está entregue ao mal (Gn. 6:5; Ec. 7:29).

· O salmista fez uma pergunta que preocupa a todos, mas como podemos permanecer puros em um ambiente impuro?

· · A pessoa deve ter em mente que não pode manter uma vida limpa diante de Deus por sua própria vontade, mas que deve atender aos conselhos de nossos pais proporcionados através da Bíblia - Pv. 1:8; 4:1-2; 10-27.

· · Uma das maiores responsabilidades dos pais é a de orientar seus filhos a serem sábios. E os filhos devem aceitar a responsabilidade de seguir o conselho sábio dos pais. Aqui Salomão diz como seu pai Davi o orientou a buscar a sabedoria quando era jovem (I Reis 2:1-4; I Cr 28 e 29).

· · Davi se fortaleceu muito através da palavra de Deus, já que ela é mais dinâmica e poderosa que qualquer influência tentadora que nos rodeia neste mundo.

· · Guardar a Palavra constitui o maior segredo para experimentarmos os milagres do Reino de Deus.

· Deus tem tremendos segredos a serem revelados àqueles que guardam a sua Palavra.

II. DEVEMOS BUSCAR AO SENHOR DE TODO CORAÇÃO - Sl 119:10.

· A pessoa que deseja ser vencedora na vida deve buscar o verdadeiro Deus de todo seu coração, buscar o seu poder maravilhoso, buscar sua companhia a cada momento, Sl. 105:4.

· · O jovem Uzias persistiu em buscar a Jeová e por isso fez o que era reto diante de Deus II Cr. 26:4-5.

· · Josias é outro exemplo do buscar a Deus. Nos dias de seu reinado, se considerava que os meninos com doze anos já se tornavam homens. Com dezesseis anos Josias compreendeu a responsabilidade de seu trabalho. Mesmo tão novo demonstrou sabedoria que muitos dos reis mais velhos anteriores a ele não tinham.

· · Não permita que sua idade ou falta de experiência atrapalhasse seu serviço a Deus, II Cr. 34:3.
· · O maior desejo que o homem deve ter é de viver cada dia na presença do Senhor Sl. 27:4.

· · É triste muitas vezes observar que este não é mais o maior desejo de muitos que se dizem cristãos. Aqueles que podem viver diariamente na presença de Deus poderão fazê-lo eternamente.

· · Devemos buscar sua companhia enquanto estivermos vivendo aqui neste mundo, Is. 26:9.

· · Davi estava sozinho quando se escondia de seus inimigos no árido deserto da Judéia. Ele buscou um verdadeiro amigo, ele buscou a Deus, pois desejava ter alguém em quem pudesse confiar plenamente para aliviar sua solidão, Sl. 63:1.

· · Não há dúvidas de porquê clamou: “ Deus meu… minha alma tem sede de ti ….”

· · Se você está sozinho ou tem sede de algo duradouro na sua vida, lembre-se da oração de Davi. Unicamente Deus pode satisfazer nossos desejos mais profundos!

· · O que busca a Deus de todo seu coração, guarda seus mandamentos para não pecar contra Ele, Sl. 119:10-11.

· · Há necessidade de buscar a Deus enquanto Ele pode ser achado, chamá-Lo enquanto está perto e pode ouvir. Deus é bom para aqueles que nEle esperam e buscam a vitória Is.26:9; Lm. 3:25.

· · Este é o tempo de se buscar a Deus.

· Oséias utilizou repetidamente ilustrações acerca dos campos e das colheitas. Em Oséias 10:12 - ele fala da terra que já está pronta para receber sementes, não está dura e cheia de pedras, foi preparada cuidadosamente e está disponível.

· · Sua vida está pronta para que Deus trabalhe nela?

· Você está disponível para preparar o solo duro de seu coração ao reconhecer seus pecados, pedir perdão a Deus e buscá-Lo de todo seu coração?

· Se você estiver pronto para buscá-lo, sua vida será como uma terra fértil para a produção de milagres e bênçãos em geral.

III. DEVEMOS NÃO DESVIAR DOS MANDAMENTOS DO SENHOR - Sl 119:10.

· Não devemos nos desviar da palavra de Deus, isto é, separar-se, distrair-se dos mandamentos do Senhor, Pv. 4:23-27.

· Nossos corações, nossos desejos, ditam em grande maneira como vivemos, pois sempre encontramos tempo para satisfazer nossos próprios interesses, Pv 18:1.

· · Salomão nos alerta para que tenhamos cuidado com nossos desejos egoístas, devemos viver em busca da salvação eterna e seguir guardando a lei de Deus.

· Ele nos dá sabedoria para tomar decisões e fé para confiar. Não se desespere, permaneça no caminho dEle, Sl. 119:174; Is. 26:3.

· · Certifique-se de que seus afetos os levam até a direção correta. Coloque limites em seus desejos, não corra atrás de tudo que se vê. Olhe à frente, mantenha os olhos fixos na meta, em Jesus que é o autor e consumador da fé, Hb. 12:2.

· Fuja do caminho que possa conduzir ao pecado, coloque seus desejos em Deus.

· · O caminho do justo, em algumas ocasiões, poderá não ser tão apreciável e fazer a vontade de Deus pode se tornar chato e complicado, mas lembre-se que nunca estaremos sozinhos enquanto estivermos em tempos difíceis. Deus está aqui para ajudar-nos em nossas dificuldades, para consolar-nos e para guiar-nos, Is 26:9; Mt. 28:20.

MINISTRAÇÃO FINAL:

· Um dos desejos de Deus é que o ser humano sempre se lembre do seu Criador, Ec. 12:3.

· Junte-se a nós e comece um tempo novo em sua vida. Faça um compromisso de aprender a Palavra de Deus dedicando um tempo especial para Ele.

· Você nunca poderá experimentar o melhor de Deus enquanto não se render a Ele de forma plena e entesourá-lo através da observância de sua Palavra.

· · Melhor que um milagre de Deus em sua vida é viver intimamente com o Senhor dos milagres suprindo suas necessidades.


AUTOR: Pr. Roberto Braz do Nascimento