domingo, 26 de abril de 2009


QUAL É A ORAÇÃO
QUE MOVE O CÉU?
Daniel 9.20-27



1. No capítulo 9, Daniel fez uma grande descoberta ao examinar Jeremias 29:10-14. Ele descobriu que o cativeiro babilônico tinha a duração de 70 anos.

2. Também no capítulo 9, Daniel fez uma grande oração, onde adorou a Deus, fez confissão do seu pecado e dos pecados do povo e pediu a Deus a restauração da sua cidade.

3. Finalmente, no capítulo 9, Daniel recebeu uma grande revelação, acerca das setenta semanas que haveriam de vir sobre o seu povo.

4. Vamos examinar o texto de Daniel 9:20-17 e ver alguns aspectos importantes da oração que move o céu.

I. É UMA ORAÇÃO RESPONDIDA PRONTAMENTE PELO CÉU – v. 20-23

1. A resposta foi pronta e imediata – v. 20-21

• Daniel pediu urgência na resposta à sua oração (9:19). As orações da Bíblia são feitas com esse senso de urgência: “Senhor, desce depressa antes que o meu filho morra”.

• Somos informados que enquanto Daniel orava, a resposta chegou (Dn 9:20-21). Esta é a promessa de Deus: (Is 65:24).

• Muitas vezes Deus responde nossas orações imediatamente, enquanto oramos. Foi assim com o servo de Abraão, Eleazar (Gn 24:12,15).

• Gabriel informou a Daniel que logo que ele começou a orar, Deus já despachou o seu pedido.

2. A resposta foi através de um anjo – v. 21

• o anjo Gabriel é o mensageiro de Deus (Dn 8:16; 9:21; Lc 1:19,26).

* Gabriel é o anjo que assiste diante de Deus e é o mensageiro de Deus.

* Os anjos são espíritos ministradores em favor dos salvos (Hb 1:14).

* Eles confortaram a Jesus no deserto e no Getsêmani (Mt 4:11; Lc 23:43).

* Ezequias orou e um anjo derrotou os exércitos da Assíria.

* Cornélio orou e um anjo o orientou a enviar um mensageiro a Pedro.

* A igreja de Jerusalém orou e um anjo foi enviado à prisão para libertar Pedro (At 12).

* Eliseu orou para que Deus abrisse os olhos do seu moço a fim de pudesse a hoste de anjos que estavam acampados ao seu redor (2 Rs 6:17).

3. A resposta transcendeu o pedido – v. 20

• Daniel pediu pela cidade e Deus respondeu revelando sobre o próprio Messias que haveria de vir, trazendo gloriosos benefícios (Dn 9:24,25). Deus dá mais do que pedimos. Ele pode fazer infinitamente mais do que pedimos ou pensamos.

• Daniel orava apenas pela restauração da cidade de Jerusalém (Dn 9:20). Mas a resposta de Deus a ele tratou de coisas mais profundas: não apenas a restauração física da cidade, mas a salvação eterna do seu povo.

II. É UMA ORAÇÃO FEITA POR ALGUÉM AMADO NO CÉU – v. 23

1. Daniel era amado no céu, por isso, foi ouvido rapidamente – v. 23

• A resposta é dada de pronto porque Daniel é um homem muito amado (v. 23). => Sabemos que Deus responde suas orações por causa das suas muitas misericórdias e não por causa dos nossos méritos (9:18).

• Entretanto, a Bíblia diz que a oração do ímpio é abominação para Deus, mas a oração do justo o seu deleite. O altar está ligado ao trono. Se há iniquidade no coração, Deus não nos ouve (Sl 66:18).

• Daniel era amado no céu e na terra, por isso sua oração foi prontamente ouvida. Sua piedade moveu rapidamente o céu. A graça de Deus nos torna amados no céu.

2. Daniel era amado no céu, porque viveu piedosamente desde sua juventude – Dn 1:8

• Daniel resolveu firmemente não se contaminar desde jovem. Ele enfrentou os perigos e desafios da vida, mantendo-se íntegro ao seu Deus. Ele andou com Deus como jovem escravo e também como homem idoso. Na pobreza e na riqueza. Na humilhação e na promoção.

3. Daniel era amado no céu, porque tinha intimidade com Deus

• Daniel era um homem de oração. Ele orou sistematicamente. Orou nas horas de dificuldades. Orou quando estava ameaçado de morte. Orou confessando os pecados do seu povo e pedindo livramento para o seu povo. Ele tinha vida de intimidade com Deus.

• Aqueles que prevalecem na oração, são aqueles que têm intimidade com Deus.
CONCLUSÃO
1. Pela oração ligamos a terra ao céu e trazemos o céu à terra;

2. A estreita conexão entre o binômio oração/palavra e o discernimento dos propósitos de Deus na história.

Nenhum comentário:

Postar um comentário