sexta-feira, 24 de abril de 2009


ATITUDES QUE
DESAGRADAM
AO SENHOR
2º Cr 16.1: 14


1. Asa foi um Rei que reinou 41 anos sobre Judá. Depois da cisão, foi o terceiro Rei. Pela ordem reinaram Roboão, Abias e Asa.


2. No início de seu reinado, Asa efetuou mudanças importantes na nação:


a. Aboliu a prostituição religiosa, 2 Cr 14.2-4.


b. Depôs corajosamente a Rainha Mãe, Maaca, destruindo ao mesmo tempo a sua imagem, 1 Rs 15.13


3. Contudo já do meio de seu reinado para a frente, Asa entrou em decadência e desagradou ao Senhor.


Vejamos quais foram as atitudes que o levaram a desagradar ao Senhor:


Primeira atitude que desagrada ao Senhor:

I. ALIANÇA COM INCRÉDULOS - VS. 1-6


1. Baasa. Rei do Norte (Israel), atacou Judá, Reino do Sul, fortificando a Ramá, uma cidade da fronteira entre os dois Reinos. Esta fortificação de Ramá tinha o objetivo de impedir que o povo transitasse livremente entre os dois Reinos, Vs. 1.


2. Quando Asa viu isto, assustou-se e cometeu uma falta muito grave. Foi buscar socorro em outro inimigo, o Rei da Síria, Ben Hadade, fazendo uma aliança com ele, Vs. 2-3.


- Um dos termos desta aliança, era que Ben Hadade, deveria anular sua aliança anterior, que ele tinha com o Reino do Norte e conseqüentemente com Baasa, seu Rei, Vs. 3.


- Ben Hadade concordou quebrando a aliança com Baasa, através da guerra, Vs. 4-6.


3. Aparentemente estava tudo bem. Contudo, Asa aliou-se a um incrédulo, outro inimigo, o que lhe trouxe sérias conseqüências.

- Ben Hadade não era amigo de ninguém e a sua proteção só valia porque Damasco capital da Assíria ficava longe de Judá, e Ben Hadade não tinha interesses em expandir seu reino à grande distância, e ainda, porque gostou dos presentes enviados por Asa.


A Palavra de Deus nos mostra o perigo de fazermos aliança com incrédulos:


a. 2 Co 6.14-18.


· Somos diferentes, temos objetivos contrários dos incrédulos, temos um Deus que é diferente do deus dos incrédulos.


· Um exemplo de como Deus não permite que façamos aliança com incrédulos, está no casamento misto:


b. Não dá para convivermos com os incrédulos, Pv 4.14-18,


4. A aliança com os incrédulos desagrada a Deus.


Segunda atitude que desagrada ao Senhor:

II. DESRESPEITO À PALAVRA PROFÉTICA - Vs. 7-10


1. Em razão da aliança de Asa com Ben Hadade, Deus enviou o profeta Hanani, para mostrar-lhe o seu desagrado com a atitude do Rei. Este profeta era pai do profeta Jeú, que repreendeu o rei Baasa, rei de Israel, em razão de sua idolatria, profetizando o extermínio de sua família, 1 Rs 16.1-4.


A repreensão do profeta visava alertar o Rei pelo seu desprezo à confiança no Senhor, preferindo antes, confiar num ímpio. Poderia aquele ímpio protegê-lo? Vs. 7.


2. Hanani disse a Asa que ele poderia ter destruído, se tivesse confiado no Senhor, não somente o Rei do Norte, Baasa, mas também o próprio Ben Hadade com todo o seu exército, Vs. 7.


3. Outra palavra de Hanani a Asa foi que ele procedeu loucamente e perdeu a benção de sair vitorioso contra todos os seus inimigos, Vs. 9.


4. Para piorar ainda mais sua situação, Asa se revoltou contra o profeta de Deus e lançou na prisão, oprimindo também outros possíveis aliados do profeta, Vs. 10.

5. Muitas vezes, como crentes erramos e Deus usa um irmão para nos repreender, exortar e quase sempre a repreensão é mal recebida.


6. Receba a palavra profética, daquele que é usado por Deus a nosso favor.


Terceira atitude que desagrada ao Senhor:

III. NÃO RECORRER A DEUS NA HORA DA PROVA - Vs. 11-14


1. A prova de Asa, foi uma doença grave nos pés, Vs. 12.


· Quando ficou doente, ele não buscou a Deus e sim o auxílio de médicos.


· Estes médicos, talvez fosse os egípcios, que usavam encantamentos, artes mágicas e feitiçarias. É a primeira vez que são mencionados entre os Israelitas.


· Poderiam ser também "médicos", babilônicos que da mesma forma tratavam as doenças utilizando estes mesmos recursos.


2. Podemos ver a que situação chega alguém que não busca o socorro do Senhor na angústia. O desespero, leva a pessoa a confiar em feiticeiros, médicos mundanos, ao invés de confiar no Deus Todo Poderoso, Sl 121.1-2; Hb 4.16


3. A busca errada produz catástrofes, Vs. 13. O texto diz que ele morreu. Assim pode ocorrer com o crente, cuja fonte de busca não é o Senhor, Sl 103.3.


4. Devemos buscar o socorro na fonte certa.


CONCLUSÃO:


1. Deus não se agrada de nós quando tomamos certas atitudes:


a. Fazer aliança com incrédulos;


b. Desprezar a palavra profética;c. Não recorrer ao Senhor em tempos de prova.


2. Vamos dar ouvidos à Palavra do Senhor e obedecê-la.


AUTOR: Pr. José Antônio Corrêahttp://www.sermao.com.br/sermao.asp?id=237

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.