terça-feira, 31 de março de 2009


UMA FAMÍLIA EM CRISE - Mc 5.21-24, 35-43.

• A família brasileira está em crise.
• Temos ouvido nesses últimos anos, uma frase que parece que a cada dia que passa, tem mais simpatizantes: "A família é uma instituição falida".
• • Li recentemente, que 70% das crianças das entidades antiga FEBEM, são provenientes de igrejas e famílias evangélicas. A maioria dos menores infratores tem nomes bíblicos.
• • Parece-me que estes dados revelam que alguma coisa esta muito errada em nossas famílias e igrejas.
• Eis alguns dos sintomas de degeneração familiar que se nos apresentam nesses dias; crises, desencantos e desilusões nos casamentos; divórcios; crianças abandonadas; filhos irreverentes e indiferentes aos pais; brigas constantes entre os casais; etc.
Em alguns casos a situação tem se agravado, de tal maneira que:
=> O lar não passa de um HOTEL, onde os membros se encontram apenas para comer e dormir;
=> ou um POSTO DE GASOLINA, onde só vão para abastecer:
=> ou um CAMPO DE BATALHA, onde só se encontram para brigar.
• Como inverter este triste quadro e transformar meu lar em um exemplo mais vívido dos propósitos e objetivos de Deus?
• • A família para sua estabilidade necessita urgentemente de um motivo espiritual.
• • Não será com o conforto dos lares modernos que iremos construir lares felizes.
• • A família é um projeto divino, nasceu no coração e na mente de Deus, não é um acidente histórico ou uma necessidade social, ou ainda, um sistema para funcionar - A FAMÍLIA É IDÉIA DE DEUS.

• Para Deus a família é essencial ao plano de alcançar este mundo.
• A família moderna está doente, recalcada, com muito alvoroço.
• Um dia Jesus entrou numa casa e encontrou uma família parecida com esta realidade. O que Ele fez naquele dia?
• O que Ele pode fazer hoje pela sua família?
1. A FAMÍLIA ESTÁ ENFERMA – v.23
a) Doenças que assolam alguns lares: egoísmo, ressentimentos, ausência de perdão, mágoas, lembranças do passado, impurezas, lascívia, infidelidade, frieza espiritual, mundanismo – tudo isso está dentro das nossas casas;
b) Lembre-se: o alvo maior de satanás é a família;
c) Como Deus vê hoje a nossa família?
d) Na casa de Jairo, a menina estava muito doente, semi-morta, moribunda;
e) Como está a saúde emocional, física e espiritual da nossa família?
f) Há alguma doença afetando a sua esposa, o seu marido, os seus filhos? Qual o diagnóstico da nossa casa?
2. A FAMÍLIA ESTÁ MORTA
a) O que morreu na família? Será que estamos contribuindo para esta situação?
b) Em Romanos 6.23, diz que o “salário do pecado é a morte”.
c) Algumas coisas morreram na sua família neste ano que passou? O tempo, a estima, a cortesia, o diálogo, a esperança, o amor, a fé;
d) Muitas famílias estão de luto – Jeremias 9.21;
e) O ladrão veio e matou muitas coisas nos nossos lares – João 10.10; f) A família está em alvoroço – v. 38 - Há choro e pranto – quantas lágrimas (algumas em oculto) em nossas casas;

3. O QUE FEZ JAIRO, O RESPONSÁVEL POR AQUELA CASA?
a) Chegou-se a Jesus – v. 22; Deixou o preconceito, sem se preocupar com o pensamento das outras pessoas que o conheciam;
b) Prostrou-se aos pés de Jesus – v.22; - deixou a vergonha de lado
c) Suplicou com insistência – v.23 (Salmo 50.15 – “invoca-me no dia da angústia: eu te livrarei, e tu me gloficarás”.
4. O QUE JESUS FEZ EM FAVOR DESTE LAR?
a) Jesus foi – v. 24 – Jesus está disponível para ir com você em sua casa;
b) Jesus deu-lhes uma palavra de ânimo – v.36; “Não temas, crê somente”.
c) Jesus tomou a menina (situação) pela mão – v.41; d) Jesus restaurou-lhe a vida – v. 42
Conclusão:
 Tudo o que Jesus fez na casa de Jairo, naquele dia, Ele pode fazer hoje na sua família.
 Mas é preciso que você entregue todos os seus problemas nas mãos dele (Salmo 37.5).
 Jesus está desejoso que a sua casa seja como a casa do justo: GRANDE TESOURO = abençoada, farta, cheia de vida e abundante (Provérbios 15.6a).
FONTE: http://www.ibipatobranco.org/index.php/mt/14-Ministra��es/142-uma-familia-em-crise.html



QUANDO AS FERIDAS NÃO SARAM - Isaias 1:6·

Quando se é criança e machuca-se o joelho, a ferida é curada no seguinte processo: O sangue coagula, o sistema imunológico entra em ação para ajudar na luta contra a infecção, uma cicatriz vai se formando e uma pele saudável cresce por baixo.

· Muitas feridas saram em uma maneira predicável e ordenada. Algumas vezes, de alguma maneira, uma ferida não sara. ·


· Assim como ocorre nas feridas no corpo, há feridas na alma que não cicatrizam, não saram, mas como no corpo exige-se uma série de exames para detectar o motivo da ferida não sarar, na alma também se faz necessário um check-up para saber a causa de uma pessoa ter uma ferida emocional, ou espiritual que não sara, que a impede de ir em frente.·

· Se você tem uma ferida aberta por causa de um relacionamento familiar, amoroso, trabalhista ou ministerial, vale à pena saber que:

Quando as feridas não curam:
1 - Dê tempo para a cura.

· A Bíblia nos diz em Eclesiastes 3: "Há tempo certo para cada coisa".

· Queremos tudo pronto, tudo preparado em um instante.

· Queremos filas rápidas, queremos comidas rápidas, queremos filhos rápidos, queremos sermões rápidos, orações rápidas e respostas mais rápidas ainda.·

· Se você tem uma ferida aberta, uma ferida que não sara. Dê tempo ao tempo. Deixe o tempo se encarregar do processo de cura. Não tente apressar, não se cobre demais, não exigia uma cura instantânea.

· De repente você foi ferido pela vida, seja a nível de perda de um ente-querido, de uma desilusão amorosa, ou de alguém que lhe causou mal, ou ofendeu, ou magoou, ou tirou aquilo que você mais queria, ou mesmo alguém que você tanto confiava lhe traiu ou trocou, ou fez de tudo para destruir seus sonhos, você ficou ferido(a), a melhor coisa à fazer é dar tempo ao tempo.

Quando as Feridas não Saram
2 - Deseje a cura.

"Jesus, vendo-o deitado e sabendo que estava assim havia muito tempo, perguntou-lhe: Queres ficar são?"( João 5:6)·

Jesus chega para esse homem que tinha uma enfermidade há trinta e oito anos e pergunta:

· Você quer ficar curado?

E por que Jesus perguntou-lhe isso? Porque Jesus sabia que há pessoas que no fundo não desejam que suas feridas sejam saradas. ·

· Há pessoas que preferem cultivar suas dores com adubo da piedade dos outros.·

· Tem gente que acha um charme andar de muletas ou com a cara enfaixada, ainda com a perna engessada. ·

· São pessoas que quando têm uma ferida feita pela vida, pelas circunstâncias velam suas feridas até ninguém agüentar mais.·

· Você conhece aquelas pessoas que na igreja ninguém agüenta mais falar com ela, porque quando ela vai falar, ela ai falar a mesma coisa? ·

· No fundo pessoas assim, não desejam ser saradas. Aproveitam qualquer coisa para valorizarem o que lhes aconteceu.

Quando as Feridas não saram
3 - Não Mexa na Ferida·

Você já viu que tem gente que vai ao lugar onde a ferida ocorreu constantemente?

· Tem gente que marca no calendário: Nesse dia fulano me deu um chute. Hoje faz vinte anos, seis meses, dezoito dias, três horas, quarenta minutos e dois segundos que o meu ex me traiu, me trocou. ·

· Ainda tem o caso daquelas pessoas que cultivam a ferida porque receberam uma profetada. ·

· Tem gente que vive para mexer na ferida. Alguém começa a falar de economia com ela, ela arranja um tempo de mexer na ferida de falar sobre o ocorrido. ·

· Se esse é seu caso, quero dar-lhe um conselho: Não tente fazer funcionar o que Deus já deu por encerrado. Não tente ressuscitar o que Deus já lhe deu o atestado de óbito e a causa da morte! É querer sofrer para sempre, é não ter auto-estima, é não perceber o valor que tem.

Quando as Feridas não Saram
4 - Deixe Deus curar você.

· Eu encontro na Bíblia uma passagem que intitulo benefícios da vida com Deus, está no Salmo 103.·

· A Bíblia nos revela que Deus conhece a sua ferida: Isaias 1:6; João 5:6. ·

· Talvez seus país não sabem da sua dor.

Talvez seu cônjuge não se importe, talvez sua ferida seja tão profunda que já fez sulcos na alma, no coração.

Talvez a dor é tão grande pelo acontecido que só em começar a lembrar você chora, chora e não consegue conter as lágrimas, você está afetado(a) de sua memória emocional.

Talvez foi algo tão sério que a vida ou alguma pessoa lhe fez que você ficou ferido(a), parou no tempo, não consegue ir em frente, perdeu o ânimo para viver.

· Deus quer curar suas feridas interiores, emocionais;

Deus quer levar você além da cura das memórias que machucam você;

Deus quer dar a você a vida em plenitude que Jesus veio trazer, vida com significado.

· Isaias 53:5 · Deus tem o maior interesse em cuidar, em curar você, em operar uma cura no corpo, na alma, no espírito. Uma cura emocional e em todos os sentidos.

· A Bíblia nos diz que o nome de Deus no hebráico é Jeovah-Rapha (Senhor que cura).

· Deus tem interesse e poder para curar você, hoje, agora, nesse instante que você está acabando de ler essa mensagem. Lembre-se que ela não chegou a você por acaso. Deus estava de olho em você, ele se importa com você, ele lhe ama. Então, quero liderar você numa oração agora, uma oração de fé e entrega. Você pode ler em voz alta como se fosse a sua oração.

CONCLUSÃO:

· Querido Deus e criador, meu criador. O Senhor conhece meu coração, mesmo quando eu ainda era somente uma pequena célula no ventre.

· O Senhor também sabe que estou afastado(a) do Senhor, por tantos motivos, mas hoje eu quero entregar minha vida para o Senhor como nunca antes.

· Quero fazer de Jesus e somente dele meu Senhor e Salvador. Quero que ele entre em meu coração agora, já, e faça uma lavagem total com o sangue dele e que mude minha mente, para que eu seja uma nova criatura.

· Eu quero ser curado(a) dessa enfermidade que carrego, seja a nível emocional ou física, tu sabes. O Senhor é poderoso, eu creio que o Senhor pode me curar agora. Eu quero viver e se o Senhor me curar, eu me comprometo a viver de hoje em diante somente para ti. Salva minha vida, cura-me e eu me comprometo a te dar toda glória, toda honra, e testemunhar do que o Senhor está fazendo por mim agora, nesse momento.

· Obrigado por tua paz no meu coração, obrigado por mandares Jesus para me salvar e garantir minha vida contigo na eternidade e também me curar de todo o mal. Eu creio, eu recebo, eu tomo posse da cura que vem de ti para minha vida agora, nesse momento, no poderoso e maravilhoso nome que está sobre todos os nomes, o nome de Jesus. Amém, amém e amém.

FONTE: Pr. Ray Conceição / Ministério Internacional Toque do Oleiro / Potter's Touch International Ministry

terça-feira, 24 de março de 2009



BUSCANDO A VONTADE DE DEUS




Uma das perguntas mais freqüentes que ouvimos é “Como é que eu posso saber a vontade de Deus sobre ...”.


Às vezes é uma questão de relacionamentos (namorar com esse, ou não; casar com aquele, ou não).


Outras vezes a dúvida é em relação a emprego, mudança de cidade, escolha de carreira, etc.
Às vezes tem-se bastante tempo para buscar a resposta.



Outras vezes a resposta precisa ser encontrada numa questão de horas.


1. Oração - Tg 1:5-6


* Deus promete dar sabedoria e discernimento a todos que pedem. Precisamos pedir a Deus. Precisamos pedir com fé.


* Antigamente eu orava muito quando precisava de uma resposta ou ajuda, e muito pouco quando estava tudo bem.


* Precisamos nos habituar a orar constantemente a Deus, para conhecê-Lo melhor. Quanto mais nós O conhecemos, melhor entenderemos a Sua vontade.



* Parte da maneira como Deus se revela para nós não é apenas através de respostas momentâneas, mas, através de um contato prolongado e profundo.


* Procure melhorar seu relacionamento com Deus em oração e, surpreendentemente, você verá que as respostas dEle às suas dúvidas virão de forma cada vez mais tranqüila e natural.


2. A Palavra - Rom 12:1-2


* Nossas mentes tendem a fazer decisões baseadas em modelos de pensamento, e valores anteriores à nossa conversão, ou seja em valores do mundo.


* Esses valores podem nos levar a decisões erradas. Só a mente renovada pela palavra de Deus pode fazer boas decisões.


* Podemos procurar passagens que ensinam sobre a nossa dúvida quanto à vontade de Deus, ou passagens que nos dão princípios bíblicos para nos guiar. Em tudo, precisamos estar orando para Deus nos orientar.


3. A orientação do Espírito Santo - Sl 143:10


* O Cristão tem o Espírito Santo como guia. Precisamos pedir a ajuda dEle. Ele provavelmente não falará em meu ouvido. Mas ele tocará em meu coração e operará em minha mente para me ajudar a conhecer a vontade de Deus.


* Gal 5:25 - Andando pelo Espírito deixamos para trás escolhas que levam às paixões e desejos carnais.


* Vivemos orientados pelo Espírito. Qualquer decisão impura ou egoísta não pode ser do Espírito, enquanto o amor e a fidelidade caracterizam o andar pelo Espírito.


* Leia sobre as obras da carne (Gal 5:19-21) e o fruto do Espírito (Gal 5:22-24) e você terá uma boa idéia de como será andar pelo Espírito.


* Rm 8:6 - Quando estamos sendo guiados pelo Espírito, sentimos paz em relação às nossas escolhas e decisões.


* Se você não tem paz relativo a uma decisão, ore a Deus e busque a vontade dEle por outros meios. É bem possível que a escolha que você está pensando em fazer não seja a vontade de Deus.


4. Buscando Conselhos de Cristãos maduros - Pv 12:15; 15:14; 18:15; 20:18


* Em 1 Reis 12, Roboão, um dos filhos de Salomão, um dos homens mais sábios da Bíblia, ao em vez de escutar os conselhos dos anciãos de Israel, escutou seus jovens amigos, e assim dividiu ao povo de Israel.


* É mais sábio procurar uma pessoa com experiência e bom exemplo na vida Cristã. Este homem ou esta mulher geralmente terá melhores condições de nos indicar qual seria a vontade de Deus.


* Você conhece algumas pessoas em cujas vidas você vê Jesus? Procure os conselhos destas pessoas. Novamente, ao invés de esperar para a hora decisiva, é melhor começar a desenvolver estas amizades bem antes. Assim, teremos mais confiança na orientação desses irmãos mais maduros.


5. Portas abertas - At 16:6-7


* Paulo queria ir para a Ásia. Deus tinha outros planos. Deus fechou portas no caminho de Paulo. Paulo acabou indo a Filipos, onde uma igreja importante foi fundada.


* Deus quer nos mostrar o caminho. Só Ele pode nos mostrar a direção certa. Salmos 25:4-5


* Se você quer seguir algum caminho, namorar ou casar com uma determinada pessoa, ou alcançar algum objetivo, se isto for a vontade de Deus, as portas vão abrir.


* Se não for, você pode forçá-las, mas pode depois vir a se arrepender devido ao que encontrar do outro lado daquelas portas.


CONCLUSÃO:


* Esteja sempre atento para a vontade de Deus e para as portas abrindo ou fechando de acordo com Sua vontade.


* E, lembre-se, é mais fácil saber o que uma outra pessoa realmente quer quando você conhece bem aquela pessoa.


* Certamente Deus irá revelar a vontade dEle para nós. Mas, quanto mais O conhecermos, mais claramente entenderemos e ouviremos Sua vontade. Por isso é bom desde já buscar conhecer cada vez mais a Deus.


Deus te abençoe.



FONTE: de Dennis Downing / http://www.hermeneutica.com.br/mensagens/vontade.html

segunda-feira, 23 de março de 2009




“PREPARE-SE, DEUS QUER ENCHER TUA VASILHA” - II Reis: 4.1 a 7.

“Quando todas as vasilhas estavam cheias, ela disse a um dos filhos: "Traga-me mais uma". Mas ele respondeu: "Já acabaram". Então o azeite parou de correr.”II Reis 4.6

- Você já passou pela situação de ter que fazer algo sem entender, mas o fez por uma questão de obediência? Caso positivo, você vai entender muito bem o que aconteceu nesta situação, caso negativo, é hora de exercitar esta Palavra em tua vida.


Hoje é a noite de encher a tua vasilha até em cima!

Na Bíblia, o azeite, o óleo, são símbolos do Espírito Santo, de unção. Era um sinal real e palpável da presença de Deus na pessoa ou num ambiente.


Temos uma analogia: o azeite da viúva que Eliseu multiplicou é como o derramar do Espírito Santo na vida da igreja e na vida dos crentes....

SE DEPENDER SÓ DE DEUS, O AZEITE NUNCA VAI PARAR DE ESCORRER!

Uma ordem de Deus para o crente é: "enchei-vos do Espírito”. ...será que você está cheio completamente? ...cheio até em cima ou até na metade? ...ou se dará o caso de sua situação ser parecida à da viúva com apenas um pouco de azeite?

Deus não deseja uma situação de lamúria para tua vida, porque Ele tem muito azeite para derramar sobre você e tua casa, enquanto você precisar Ele estará pronto para Derramar.

Se você deseja receber o azeite de Deus em sua vida...

1. NUNCA SE ISOLE, BUSQUE AJUDA DE PESSOAS DE FÉ:

v. 1a. “Certo dia, a mulher de um dos discípulos dos profetas foi falar a Eliseu: Vá atrás de gente de Deus para sua vida!

2. NUNCA SE ENTREGUE DIANTE DO PROBLEMA:

v. 1b."Teu servo, meu marido, morreu, e tu sabes que ele temia o SENHOR. Mas agora veio um credor que está querendo levar meus dois filhos como escravos".

A situação era tão grave, que o caminho mais rápido e fácil para resolver o problema era entregar os filhos como escravos para pagar as dívidas.

3. PERMANEÇA EM POSIÇÃO DE HUMILDADE:

v. 2 “Eliseu perguntou-lhe: "Como posso ajudá-la? Diga-me, o que você tem em casa?" E ela respondeu: "Tua serva não tem nada além de uma vasilha de azeite".

O servo era o marido, ela apenas a viúva!

4. OBEDEÇA SEMPRE, COM GRANDE FÉ:

vs. 3-4“Então disse Eliseu: "Vá pedir emprestadas vasilhas a todos os vizinhos. Mas peça muitas. Depois entre em casa com seus filhos e feche a porta. Derrame daquele azeite em cada vasilha e vá separando as que você for enchendo".

Gosto da recomendação de Elizeu... “MAS PEÇA MUITAS”. Tenha expectativa.

Uma outra lição que nós podemos retirar desse episódio é que o azeite seria derramado sobrenaturalmente. Era algo incompreensível à mente humana.

Nem hoje, nem amanhã, nem nunca, pela ciência, o homem poderá explicar como é que se multiplica azeite, pães, peixes, vinho, é coisa de DEUS. Mistério!!!!!!

Quando Jesus se encontrou com Nicodemos, ele disse que a ação do Espírito Santo é um mistério. É somente pela fé que nós podemos aceitar a ação livre e soberana do Espírito Santo, nos enchendo a ponto de transbordar.

5. FAÇA SUA PARTE E PREPARE-SE PARA RECEBER A UNÇÃO DE MULTIPLICAÇÃO:

v. 5“Depois disso ela foi embora, fechou-se em casa com seus filhos e começou a encher as vasilhas que eles lhe traziam.”

Ela obedeceu direitinho, pegou os filhos, trancou-se em casa, foi encher aquele monte de vasilhas, pontes dela e da vizinhança, ela foi fazer seu DEVER DE CASA. Foi diretamente fazer sua parte no milagre, tomar parte na bênção de Deus, não somente para receber, mas para fazer acontecer!!!!!!

Vá para sua casa, vá para a intimidade de sua família, vá fazer o que Deus mandou, faça sua parte com fé e dedicação... E prepare-se para ser SURPEENDIDO POR DEUS!!!

Você notou uma grande lição aqui: A UNÇÃO DE DEUS É PARA TODOS OS VASOS!

Quantos vasos existissem naquela casa, quantos vasos estivessem ali disponíveis, seriam cheios pelo azeite que se multiplicava ilimitadamente.

Sabemos também pelas Escrituras, conforme está em Joel 2.28, que Deus derramaria o seu Espírito sobre todos. Promessa da qual Pedro se recorda no dia de Pentecostes.Assim, podemos ter a certeza de que o Espírito Santo é para todo crente.

Para cada vaso, para cada servo de Deus. Pode parecer LOUCURA para os homens não importa, mas para Deus é obediência, isto na linguagem de Deus é FÉ INCONDICIONAL, e Ele ama isto!

6. QUEIRA MAIS DE DEUS ATÉ O FIM:

v. 6“Quando todas as vasilhas estavam cheias, ela disse a um dos filhos: "Traga-me mais uma". Mas ele respondeu: "Já acabaram". Então o azeite parou de correr.

Deus só parou de fazer a parte Dele, quando já havia acabado a parte dos homens.

Aprendemos também, que o azeite seria multiplicado milagrosamente. Isto é: Pelo poder de Deus Hoje as pessoas querem receber a unção pela Internet, vídeo... mas a unção transmite-se por contato direto com Deus e com os homens de Deus.

7. CUMPRA SEUS COMPROMISSOS E DESFRUTE DAS BÊNÇÃOS ABUNDANTES DE DEUS:

v.7“Ela foi e contou tudo ao homem de Deus, que lhe disse: "Vá, venda o azeite e pague suas dívidas. E você e seus filhos ainda poderão viver do que sobrar".

Primeiro pague suas dívidas, cumpra seus compromissos (Porque este foi o motivo primário do milagre).

Desfrute com sua família com o restante da bênção.

Lembre-se: A situação anterior era...- Os filhos iriam se tornar escravos, distantes da sua mãe!- Agora aquela pobre viúva, tinha não somente os dois filhos perto, mas também tinha o sustento para desfrutar com eles. ALELUIA!!!

Deus faz, e faz mais do que pedimos ou pensamos! “Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós, a Ele seja a glória na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre! Amém!” Ef 3.20-21


Igreja prepare-se!
Famílias preparem-se!
Irmãos preparem-se!
Juventude prepare-se!
Crianças preparem-se!
O azeite vai jorrar, preparem suas vasilhas!!! Deus quer encher, mas vamos nos preparar primeiro!

Conclusão:

* O azeite é derramado sem limites.
A Bíblia diz para não extinguir o fogo do Espírito!
* O azeite é derramado à medida da disponibilidade dos vasos.
Se a mulher tivesse vasos, que já estivessem com qualquer outra coisa, não seria possível enchê-los com azeite.

Da mesma maneira, enquanto nós não nos esvaziarmos não será possível Deus nos encher com o óleo do Seu Espírito. Para que Deus me encha é preciso que eu esteja vazio de algumas coisas... Vazio de mim mesmo... Vaidade... Todo pecado!


FONTE: http://www.iecdpg.org.br/mensagem11032007.html/IECD / Pr. Reinaldo Figueiredo Leareno

quinta-feira, 19 de março de 2009


LIÇÕES NO SOFRIMENTO - Jó 1:1-3; 13-22


· Imagine um dia que começa como qualquer outro. Você se levanta para ir ao serviço e, chegando na firma, encontra as portas lacradas. A firma fechou, sem aviso. Faliu e você, inesperadamente, ficou desempregado.
· O Banco bloqueou sua conta corrente.
· Vc vai para a sua casa e vê uma multidão perto de sua casa. Sua casa pegou fogo. Todos os seus filhos estão mortos. Só se salvou sua mulher que não estava em casa”.
· Alguns dias passam. E você acorda num lugar estranho. Olhando ao seu redor, percebe que está num hospital.
· Chegou o horário de visitas. A primeira pessoa que entra no quarto é sua esposa.
· Enquanto você procura entender tudo isso, chegam alguns amigos seus. São velhos amigos, sempre prontos para ajudar. E você pensa: acho que agora terei uma explicação.
· Depois de um longo período de silêncio, um deles fala: "É cara acho que você mereceu isso. Você deve ter feito alguma maldade muito grande, e Deus está te castigando.
· Mas de repente, algumas crianças passam pelo corredor. Mas, estas crianças param na porta, olham para a feiúra do seu rosto e corpo, e saem correndo e gritando: "Credo que homem feio"...

VEJAMOS ALGUMAS LIÇÕES QUE EXTRAÍMOS NO SOFRIMENTO DE JÓ:


Como entender e lidar com o sofrimento?

Primeira Lição: Pessoas boas sofrem.


* Talvez o ponto principal do livro é o simples fato que pessoas fiéis a Deus ainda sofrem nesta vida. Jó: 1:1
· Jó, um homem íntegro, sofreu imensamente...
· Outro personagem bíblico, o Apóstolo Paulo, um servo dedicado ao Senhor, sofreu muito mais do que a grande maioria das pessoas ímpias: 2 Co 11:23-28
· E mesmo quando ele pediu a Deus, querendo alívio de algum problema, Deus recusou seu pedido. 2 Co 12:7-9?
· Ou seja, pessoas boas, fiéis a Deus, também sofrem na vida...


Como entender e lidar com o sofrimento?

Segunda Lição: O diabo quer nos derrubar com nosso sofrimento.


* O propósito de Satanás fica bem claro nos primeiros dois capítulos de Jó. Ele vê o sofrimento como uma grande oportunidade para derrubar a fé dos servos de Deus.
· Ele aceitou o desafio de tentar destruir a fé de um dos homens mais idôneos do mundo. 1:6-11
·
· Depois, ele foi tão ousado que desafiou o próprio Senhor Jesus, usando todas as tentações imagináveis para o vencer Mt 4:1-11.
·
· Ele sabe que pessoas que servem a Deus fielmente, quando tudo vai bem na vida, podem ser tentadas por meio de alguma calamidade pessoal.
·
· Problemas financeiros, a morte de um ente querido, alguma doença grave -- tais sofrimentos na vida são, freqüentemente, o motivo de abandonar a Cristo.
·
· A mulher de Jó foi usada por Satanás para afastá-lo da presença do Senhor, mas não conseguiu - Jó 2:9).
· Mas isso Satanás tem conseguido abalar e derrubar a fé de muitas outras pessoas que enfrentam dificuldades na vida.
·
· Jó não sabia a fonte de seu sofrimento.
· Às vezes, nós não temos noção da fonte das nossas dificuldades. Mas, podemos ter certeza que o diabo está torcendo para que tropecemos e afastemos de Deus.
·
· Aliás precisamos sempre trazer à nossa memória que a fonte dos nossos sofrimentos consiste na Luta Espiritual que travamos dia-a-dia com Satanás. Veja Ef 6:12?


Como entender e lidar com o sofrimento?

Terceira Lição: Amigos nem sempre ajudam


* Três amigos de Jó ficaram sabendo de seu sofrimento - Jó 2:11. Mas as palavras deles não ajudaram. Ofereceram explicações baseadas nas opiniões deles, e não na verdade que vem de Deus.
Onde Deus não tinha falado, eles ousaram de falar. O resultado não foi consolo e ajuda, e sim perturbação e desânimo.
· A mesma coisa acontece hoje. Quando uma pessoa amada morre, muitas pessoas procuram confortar a família com palavras insensatas e até mentirosas.
· Por isso, às vezes, quando sofremos perda, é melhor procurar conselho na Palavra de Deus e da boca de pessoas que a conhecem e que vivem segundo a vontade do Senhor.


Como entender e lidar com o sofrimento?

Quarta Lição: Deus não explica tudo


* Quando sofremos, é natural perguntar: "Por quê?". Jó fez isso – Jó 3.11,12,16,29,23.
· O Profeta Habacuque fez a mesma coisa (Habacuque 1:3).
·
· Milhões de outras pessoas têm feito a mesma pergunta. É interessante e importante observar que Deus não responde a todas as nossas perguntas.
·
· Por isso o Apóstolo Paulo, com certeza, inspirado por Deus, escreveu um hino de louvor a Deus, no livro de Romanos 11:33-36, e nesse hino ele retrata exatamente isso: Deus não explica todas as coisas!


Como entender e lidar com o sofrimento?

Quinta Lição: Depois do sofrimento, vêm as bênçãos


* A grande lição desta noite é que o sofrimento desta vida é temporário.
* O sofrimento de Jó foi intenso, mas não durou para sempre. Deus restaurou as posses dele em porções dobradas. Veja Jó 42:10-17.
* A mesma coisa acontece conosco. Enfrentamos alguns dias muito difíceis, mas as tempestades passam e a vida continua.
* Em Cristo Jesus, nós temos uma grande vantagem. Temos uma esperança bem definida de perseverança e consolação: Hebreus 12:1-3.


CONCLUSÃO


· Nós vamos sofrer nesta vida.
· Pessoas que dizem que os filhos de Deus não sofrem são falsos mestres que ou não conhecem ou não aceitam a Palavra do Senhor.
· Jó perdeu tudo.
· Jeremias foi preso.
· João Batista foi decapitado.
· Jesus foi crucificado.
· Estevão foi apedrejado.
· Paulo sofreu naufrágio e prisões.
·
· Você, também, vai sofrer.
· Os problemas da vida não sugerem falta de fé, e não são provas de algum terrível pecado na sua vida.
· Jó foi fiel a Deus no período do seu sofrimento e Deus o abençoou sobremaneira.
·
· II Corintios 1:3-7?
OBSERVAÇÃO: Use a música de Rose Nascimento no final da Mensagem.


sexta-feira, 13 de março de 2009




A IMPORTÂNCIA DO DESERTO - Mc 1:3




* O maior de todos os profetas, João Batista, escolheu desenvolver o seu ministério no deserto.
· Creio que a escolha foi baseada numa direção divina, que tinha como objetivo fazer com que, tanto João, quanto o próprio povo, tivessem experiências significativas com Deus.
· Sobre as bênçãos decorrentes do deserto, é que queremos falar nesta ocasião.



O QUE É O DESERTO?


1. O deserto é um Lugar para ouvir a Deus.



* O deserto, para João Batista, representava um lugar especial onde teria condições de se afastar das distrações desta vida, a fim de poder ouvir as ordens de Deus.

* Todos nós vivemos num mundo agitado, onde nos vemos, muitas vezes, obrigados a correr para cima e para baixo tentando cumprir nossas agendas diárias; mas nem sempre nos damos conta de que tal agitação pode nos distanciar daquele lugar de comunhão, no qual podemos ouvir a suave voz de Deus.

* Nestas horas é que percebemos o quanto necessitamos tomar a decisão de procurar o "deserto nosso de cada dia", para que ali Ele fale de maneira que possamos ouví-Lo, sem as interferências que, naturalmente, nos rodeiam todos os dias.

* O nosso deserto pode significar um quarto fechado para oração, um tempo recolhido à sós com Deus, ou apenas um lugar e um tempo, quando estar em Sua presença é a coisa mais importante para nós.

* Se deixarmos de ouvir a Deus em nosso caminhar diário, correremos o risco de perder a direção, a visão e o propósito maior para nossa existência. Por isso, precisamos ouví-Lo.


O QUE É O DESERTO?

2. O deserto é um Lugar de Renúncia.




* O texto bíblico mostra que as multidões partiam para o deserto a fim de se encontrar com João e ouvir sua mensagem. Com isso, cada um estava deixando de lado sua casa, seu compromisso, seu conforto, seu trabalho.
* Tal atitude representava renúncia e despojamento da velha estrutura de vida rotineira, em busca de algo que eles consideravam ser importantes para suas vidas.
* Cada um estava demonstrando com esse comportamento, a disposição de renunciar algo de valor para obter o que era ainda mais precioso.
* Essa experiência nos ensina a não esperar a bênção "em domicílio", mas a valorizá-la a ponto de seguir em sua busca.
* Os que não estavam dispostos a deixar tudo e partir para o deserto, também não estariam dispostos a deixar posturas erradas para assumir um compromisso com Deus.* Não queremos, com isso, dizer que precisamos "comprar" a bênção de Deus, anulando, assim, a graça que há em Cristo Jesus. É claro que todas as bênçãos nos são concedidas pela graça, e não pelo esforço humano.
* No entanto, nossas atitudes externas demonstram a intensidade do desejo do nosso coração.


O QUE É O DESERTO?

3. Um lugar desprovido de religiosidade



* Cremos que ao pregar o Evangelho de Deus no deserto, João Batista estava promovendo a ruptura com a hipocrisia dos líderes religiosos de sua época, que dava mais valor às suas vestimentas sacerdotais e objetos sagrados, do que fazer verdadeiramente à vontade de Deus.
* Muitos queriam impressionar o povo com uma aparência de piedade, mas seus corações estavam vazios de Deus e da sua unção.
* João Batista chocava a multidão, por que suas vestes não eram semelhantes às de um religioso. Sua comida e sua habitação eram totalmente diferentes do convencional. Mas a sua vida expressava tremendo poder e unção do Alto.
* Com tudo, isso cremos que Deus estava querendo incutir na mente das pessoas, que elas deveriam estar preparadas para receber algo diferente do habitual.
* O objetivo era o de ajudar o povo a romper com aquela religiosidade infrutífera para que pudesse receber de Deus a verdadeira mensagem, totalmente desprovida de religiosidade, o que faria toda diferença em suas vidas.Conclusão:
* O deserto no ministério de João Batista foi um lugar especial onde ele e o povo puderam separar-se para ouvir a voz de Deus, de forma mais clara.
* Para receberem a mensagem do Altíssimo, as pessoas tiveram de deixar o conforto do lar, demonstrando interesse de renunciar coisas importantes por algo de maior valor: a Palavra de Deus.
* João Batista vestia-se de forma diferente dos religiosos da época, passando sempre a mensagem de que a verdadeira transformação procede de dentro para fora, e não o contrário, por meio de uma verdadeira atitude de arrependimento.


Aplicação:



Separe-se agora um pouco, a fim de ouvir a voz de Deus no seu coração.Mesmo durante a semana, escolha lugares de menor movimento para que ali você possa ter condições de discernir em seu coração, o que Ele tem para sua vida.



FONTE: http://nasciparavencer.com/index.asp?ref=estudos_ver&id=12

QUATRO ATITUDES PARA VENCER O DESERTO

Por que será que Deus levou o povo para um lugar que não tinha água (Ex 17: 1 em diante)?
Por que o Espírito Santo levou Jesus para o deserto (Lc 4: 1)?

Sabemos que existem desertos na vida de todos, mas o propósito de Deus para você não é o permanecer lá, ao contrário, como Cristo, depois de testar suas convicções, sair do deserto no poder do Espírito Santo para realizar grandes coisas e seu testemunho de vida impactar toda circunvizinhança.

Portanto temos que entender que o propósito de Deus para nossa vida não é o deserto, a travessia do povo de Israel pelo deserto, o destino era Canaã.

Deus não tem o deserto como uma experiência constante sobre seu casamento, suas finanças, sua vida profissional, ministerial etc…

É preciso mostrar que Deus é real, que Deus é um Deus de vitória e conquista e atua em nosso destino para sermos vencedores.

O QUE PRECISO FAZER PARA VENCER O DESERTO?
Primeiro: creia que Deus está com você


* Creia que Deus está com você.
As pessoas, a igreja, os pastores podem te deixar, mas Deus nunca te deixará e não faltará a presença de Deus em sua vida se tão somente você ousar crer que Deus está presente.

Uma das coisas mais dolorosas da cruz para Jesus foi o desamparo de Deus, o estar cercado por demônios que o queriam tragar (Sl 22), porém Jesus se propôs ao desamparo, como substituto nosso, como garantia que nunca estaremos sós (Jr 20:11).

No deserto vai existir tentação (Is 43:2), mas não é preciso temer coisa alguma, Jesus que é Deus, se fez homem, para que nós, homens, fossemos também divinos e vencêssemos.


O QUE PRECISO FAZER PARA VENCER O DESERTO?
Segundo: creia que Deus tem o melhor para você


* É mais fácil lidar com o deserto quando vemos um propósito que nos treina e gera perseverança (Rm 5: 3,4).

Deixe que a circunstância torne você mais consagrado, que ora mais, jejua mais, somos guerreiros e nossa história pessoal será marcada pelos gigantes que derrubamos.

Nunca recue, nunca desista, um dia o deserto acaba e quando você olhar para trás, sentirá a satisfação por não ter desistido.

Há muitas situações que não controlamos, a família em que nascemos, a raça que pertencemos, mas a confiança em Deus, a nossa fé pessoal, pode e deve ser desenvolvida.

Não podemos delegar aos outros, por mais próximos que sejam, a nossa fé. Seremos confrontados e a tendência humana é fugir, mas quando acreditamos e confiamos em Deus que Ele tem o melhor para nós, permanecemos, pois eu sei que Deus cumprirá seu propósito em mim e todas as coisas cooperaram para isso (Rm 8: 28).


O QUE PRECISO FAZER PARA VENCER O DESERTO?
Terceiro: creia que Deus proverá todas as coisas


Mesmo no deserto, não faltou alimentação, inclusive carne, água, sombra, e o cuidado de Deus foi tanto que vestimenta e calçados se conservaram por 40 anos, inclusive das crianças que cresceram.

Mateus (Mt 6: 25 a 34) nos exorta a olhar para o céu, para as aves, os pardais que alegremente cantam em Jerusalém, que não plantam, mas são cuidados por Deus. Deus cuidará de você.

Preocupe-se com o que te faz agir em discordância das promessas de Deus, não veja só o natural, mas seja bem-aventurado por crer sem precisar ver (Jo 20:29). As promessas de Deus se cumprirão.

A ansiedade não resolve nada e a preocupação é uma opção, decidimos nos preocupar. Temos a escolha de confiar em Deus e descansar.

Toda mudança gera desconforto, mas podemos aprender com as mudanças, aprender e nos enriquecer com as virtudes de Deus e não andar ansiosos por cousa alguma (Fp 4:6).
Aprenda a lançar seus fardos e descansar no Senhor.


O QUE PRECISO FAZER PARA VENCER O DESERTO?
Quarto: creia que Deus está ouvindo seu clamor


* Nossa oração fervorosa (clamor) será sempre ouvida pelo Pai, portanto é certo que algo Deus sempre fará, arrisque-se a sair do barco, desafie suas dúvidas e incredulidade. Deus ouve o clamor de seu povo (Ex 3:7 e Sl 34:15) e a alegria virá, como cantamos na música “Deus de Aliança”.

O diabo não é maior, maior é o que está em nós, ouse acreditar nos sonhos de Deus, não limite Deus, que traz as coisas que não são para a realidade, Deus pode fazer de uma pessoa desmotivada, um novo Paulo.

Talvez você não saiba nem orar direito, mas Deus ouviu sua sinceridade e há de responder.

O deserto revela o que temos em nosso interior e pode ser uma avalanca para mudança em sua vida.

Na circunstância que te oprime você pode ascender em poder. Deus tem o melhor, o diabo nunca levará nada, a morte não pode nos vencer, em Deus nunca perderemos.

O maior milagre que precisamos perceber é a salvação em Cristo Jesus.
Você está vivendo uma vida com propósito ou vivendo por viver?

Conclusão


Devemos abrir nossos corações e ter pensamentos de Deus em nossa vida e, embora os pensamentos de Deus sejam mais elevados, Ele nos chamou para nos transformar num povo vitorioso, pleno de virtude e motivação.
Creia que Deus proverá todas as coisas, Ele te conhece e ouve a tua voz. Bendito é o Senhor!

Fonte: http://www.videirasampa.org.br/videirasul/Noticia.asp?ID=171

terça-feira, 10 de março de 2009


QUEM É O NOSSO PASTOR? Sl 23.1


· Esta frase foi dita por Davi que sabia muito bem o que estava falando. Antes de ser rei de Israel, ele era pastor de ovelhas, cuidava do rebanho do seu pai nas colinas de Israel.
·
· Nos seus momentos de envolvimento com as ovelhas, ele descobriu que entre o pastor e as ovelhas existe um relacionamento de confiança e cuidados.
·
· As suas ovelhas confiavam nele, na sua direção, na escolha do alimento, na escolha do caminho, na escolha do lugar para beber água; na segurança e proteção contra os perigos dos animais selvagens, dos lobos e ladrões.
·
· Então ele escreveu a sua experiência de pastorear suas ovelhas, comparando-a no seu relacionamento com o Deus de Israel.


· Deus era o seu pastor, ele era ovelha do seu rebanho, e assim como ele cuidava das suas ovelhas, dando-lhe segurança, alimento, proteção, não deixando falta nada, também o Senhor cuidava dele, não lhe deixando faltar nada.


No relacionamento ovelha-pastor e pastor-ovelha, existem lições importantes que devemos observar, que com certeza, faz toda a diferença no nosso relacionamento com Deus e a sua igreja.
Vejamos algumas lições valiosas:


Primeira Lição:

As ovelhas confiam em seu pastor porque ele entra pela porta da legalidade.


· Essa confiança é baseada no relacionamento, na convivência da ovelha com o pastor.
· Ela sabe que o seu pastor é verdadeiro, ele não é um estranho, mais um amigo que demonstrou pelo seu sacrifício e cuidado que não é mercenário – João 10.1.


Segunda Lição:

As ovelhas sabem que não têm dois ou mais pastores, mas, um só pastor.


· Essa questão é crucial para o estabelecimento de um relacionamento supridor.
· As ovelhas não vivem seguindo qualquer pastor, não comem qualquer alimento e nem bebem nenhuma água das mãos de outro pastor a não ser do seu, pois ela sabe que ele lhe quer bem e não vai lhe fazer mal nenhum –João 10.2.


Terceira Lição:

As ovelhas conhecem a voz do seu pastor.


· A ovelha que pertence ao rebanho do verdadeiro pastor tem a característica de ouvir e segui a voz do seu pastor, de conhecer a voz do seu pastor entre todas as outras vozes.
·
· Ovelhas que ouvem a voz dos críticos e afeta a sua disposição em segui e servir a Deus na igreja não tem o Senhor como o seu pastor, mais a voz dos críticos e fofoqueiros como o seu pastor, pois está ouvindo a sua voz.
·
· Ovelhas que ouvem as outras ovelhas doentes falar mal da igreja de Jesus, e seguem os seus conselhos deixando de congregar, indo a qualquer lugar, não tem o Senhor como seu pastor, mais, as ovelhas doentes pois dar ouvidos a sua voz.
·
· As ovelhas que ouvem a voz do desânimo, da discórdia, da separação, tornando-a rebelde, desobediente a Deus, sua palavra e sua igreja, não tem o Senhor como o seu pastor, mais, a voz dos demônios que tem pastoreado a sua vida.
·
· Quem é o seu pastor? A resposta é: Qual voz você tem ouvido e obedecido? João 10.4-5.


Quarta Lição:

As ovelhas conhecem o seu pastor e são conhecidas por ele.


· Não há confusão sobre a identidade de quem é o seu pastor - João 10.14.
·
· Nem todos os crentes que dizem que o Senhor é o seu pastor tem o Senhor como seu pastor.
·
· Baseado nestas afirmações queremos declarar que nem todos os crentes que estão dentro das igrejas, são ovelhas de Jesus Cristo, basta vê a maneira como muitas vivem.
·
· Muitas são pastoreados pela televisão, pelo rádio, pelos Cds, pelos congressos, pelos amigos, pela família, pelas ovelhas doentes, pelas idéias bíblicas pré-concebidas sem base doutrinária, pela vontade própria, desânimo, incredulidade, dúvidas, pelos demônios.
·
· Como resultado desta falta de identidade entre pastor e ovelhas, vemos hoje na história da igreja tantos doentes, tristes, deprimidos, separados, infelizes, descompromissados, oprimidos, desorientados, pobres, infrutíferos, desestruturados, superlotando as igrejas evangélicas.


CONCLUSÃO


Que tipo de ovelha você é?
Quem é o Seu pastor?

Quem você está ouvindo a voz e seguindo?
Que Deus nos ajude a ser como Davi, que conhecia o seu pastor e era conhecido por ele, tornando-se um exemplo de crente que aprendeu a se relacionar como ovelha necessitada desesperadamente do seu pastor.


FONTE: http://www.igrejabatistadotirol.com.br/biblico/ler.asp?cod=46

terça-feira, 3 de março de 2009



* O livro de Jó fala de um homem muito especial. Ele é apresentado no início da história como um servo de Deus admirável, abençoado com muitas riquezas e uma família maravilhosa. Deus tinha muito prazer na vida de Jó!

* Sua vida de fé e obediência é uma inspiração para todos nós. Viveu uma vida agradável a Deus.

Como deve ser uma vida que agrada a Deus?
I – Deve ser uma vida comprometida com a integridade moral

=> O texto diz que Jó era íntegro e reto.
=> Integro significa inteiro, completo.

=> Essa é uma referencia à sua retidão moral e a nobreza de seu caráter. Ele era completamente honesto. Sua vida resistia a qualquer investigação.

=> Poucas são as pessoas em nossa sociedade que resistiriam uma investigação.
=> Vivemos em um mundo onde a falta de caráter tem sido marca registrada de muitas pessoas. Compromisso com os princípios morais é coisa que muita gente não tem interesse em assumir.

=> E por isso nossa sociedade vai sendo corroída, minada, destruída por pessoas sem moral, sem caráter, que se colocam a serviço do mal.

=> Mais do que nunca, precisamos de homens e mulheres como Jó, que possam ser testados, provados e reconhecidos pela sua nobreza de caráter e integridade moral.

Como deve ser uma vida que agrada a Deus?
II – Deve ser uma vida que se desvia do mal

· Deus se agrada de uma vida que se afasta, se desvia do mal.

· Ao ressaltar a integridade de Jó, o texto diz que ele se desviava do mal. Isso significa que seu estilo de vida era o resultado de uma atitude.

· Ele se esforçava para se manter íntegro. Sabia que não estava imunizado contra o erro e que precisava estar atento o tempo todo para não cair, não se corromper.
·
· Muito diferente foi a vida de Ló, que sabia que os moradores de Sodoma eram grandes pecadores contra o Senhor - Gn 13:13, mas foi armando a sua tenda até chegar naquela cidade e ali se estabeleceu, rejeitando a ajuda dos anjos para tira-lo daquele meio perverso, pois havia se acostumado com o mal.
·
· Foi salvo da destruição porque os anjos foram insistentes e o arrastaram para fora da cidade.
·
· No Salmo 40.12 Davi diz que estava cercado pelo mal “Males sem número me cercam”.
·
· Daí a necessidade que temos de nos desviar do mal, ao contrário seremos alcançados por ele, e teremos nosso caráter comprometido, manchado, corrompido.
·
· O cristão está cercado pelo mal e precisa viver como Jó, desviando-se do mal.
·
· O ímpio é muito diferente! A Bíblia declara que o mal está em seu coração, Salmo 28:3.

Como deve ser uma vida que agrada a Deus?
III - Uma vida comprometida com Deus.

· Deus deseja que sejamos comprometidos com Ele. Isso é diferente de ser apenas religioso.
·
· Milhões de pessoas são religiosas, mas não tem qualquer compromisso com Deus.
·
· O texto diz que Jó era temente a Deus. TEMER é tributar reverência e respeito.
·
· Isso significa que Jó era um servo de Deus consciente do seu papel; tinha uma vida devota e submissa. Seu prazer era amar ao Senhor e obedecer a sua palavra.
·
· Em Eclesiastes 12:13 lemos “Temer a Deus e guardar seus mandamentos é todo o dever do homem”.
·
· Mas, o que é TEMER ao Senhor? Temer a Deus não é ter medo, mas é perceber a grandeza de Deus, perceber quem ELE é. E isso depende de conhecê-lo.
·
· O conhecer a Deus é o principio do saber, pois só assim podemos conhecer a nós mesmos. Ninguém se conhece se não conhecer a Deus, e esse é o grande problema da humanidade.
·
· Há muita gente pensando que é grande, que é poderoso, porque não conhece a si mesmo. Por isso o principio de todo saber está no Temor do Senhor.
·
· Quanto mais alguém conhece a Deus, mas humilde e dependente se torna.
· Quando olhamos para uma pessoa, sabemos se teme ou não ao Senhor. Atos 9:31; Dt 10:12
·
· Jó amava a Deus. Vemos isso quando foi incitado por sua esposa a blasfemar contra Deus e morrer. Ele respondeu: Jó 2:10 e 19:25. Esta é sem dúvida uma declaração de fé. Jó era amigo de Deus.

Conclusão

· Como está sua vida?
· Acha que está agradando ao Senhor?
· Que tal deixar tudo de lado e se entregar ao Senhor de todo seu coração, de toda sua alma, e com toda a força de sua vida?
·
· Ele vai ajudar você a ter um bom caráter, a se desviar do mal. Em Cristo você poderá ter uma vida nova. “Se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo.” II Cor. 5:17.
·
· Além da transformação que Ele opera em sua vida aqui neste mundo, Ele garante a você a vida eterna.
·
· Você deseja ter uma vida que agrade a Deus?
· Então pratique o que acabou de ouvir.
· Tenha uma vida íntegra e reta; desvia-te do mal; e tema a Deus, amando-o de todo coração, alma, entendimento e forças.