sexta-feira, 12 de dezembro de 2008


O AVIVAMENTO QUE BUSCAMOS - Hc 3.2;


· No dicionário Aurélio, avivamento é definido como o ato ou efeito de avivar – tornar mais vivo, mais nítido, cobrar ânimo, ficar intenso.
·
· O apóstolo Paulo registrou o segredo de uma vida cheia do Espírito e avivada: Gl 2.20
·
· A oração do profeta Habacuque é um clamor pelo avivamento.

Quais são as indicações que precisamos de um avivamento?

1. FRIEZA NA DEVOÇÃO! “Mas você sufoca a piedade e diminui a devoção a Deus.” – Jó 15.4

· O dicionário Aurélio define devoção como: “O ato de dedicar-se ou consagrar-se a alguém..., manifestação do sentimento religioso; Culto, prática religiosa”
·
· Os nossos dias são marcados pela devoção a nós mesmos. Nós nos dedicamos mais àquilo que está relacionado conosco do que com Deus.
·
· Temos tempo para trabalhar, passear, visitar os parentes, ver televisão, ficar com os amigos, e quase nunca dispomos de tempo para estar com Deus e investir nas coisas relacionadas a Ele.
·
· A leitura da Bíblia se tornou esporádica. Em muitos casos, só a fazemos quando queremos um "versículo da sorte", uma palavra orientadora nos momentos difíceis, onde ela surge como uma espécie de amuleto.
·
· Precisamos de um avivamento pessoal, ao percebermos que é pequeno o nosso interesse pelo estudo sistemático da Bíblia. Falta de devoção indica morte espiritual.
· Falta amor, paixão pelas coisas de Deus.

2. ESCASSEZ DE ORAÇÃO: Disse Samuel: “E longe de mim esteja pecar contra o SENHOR, deixando de orar por vocês.” – I Sm 12.23.

· Eu não estou falando de oração somente na igreja. Eu me refiro a oração como Jesus mesmo indicou em Mt 6.6
·
· Por que será que gostamos mais da oração dos ajuntamentos do que da oração solitária?
·
· Será que isso está ligado à necessidade de sermos vistos pelos homens em nossa devoção? Mt 23.5
·
· Mas a oração que vale, é um relacionamento vertical: é o homem falando em secreto com Deus, e Deus, em resposta a este relacionamento secreto, agindo publicamente.
·
· O que se afirma, não é que só devemos orar em um quarto, e que não podemos orar em público - o próprio Jesus o fez (Jo 11.41).
·
· Uma sintonia preciosa na oração! Precisamos de um avivamento pessoal, quando minimizamos o poder da oração secreta.

3. FALTA DE ZELO PESSOAL E MINISTERIAL: Jesus respondeu: "Ninguém que põe a mão no arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus". Lc 9.62

· Zelo é definido como: “afeição ou dedicação, cuidado, desvelo ardente por alguém ou por algo; vivo ardor a serviço de Deus....”

· Sentimos a falta de zelo, quando relaxamos com as "pequenas coisas" da fé.
·
· Nossos atrasos nos cultos; falta sem justificativa, nosso desmazelo com nossa vida devocional; nosso comportamento no ajuntamento santo – culto de adoração; a maneira que fazemos nosso ministério; "pequenas" mentiras e aberturas em nossa vida para impurezas sexuais.
·
· A falta de zelo nos leva a uma postura de relaxo com Deus. Jr 48.10
·
· A propósito, como está o seu ardor por Deus?
· Qual nota você dá para sua paixão pela obra de Deus?

4. COMPORTAMENTO REBELDE. “Mas os rebeldes vivem em terra árida.”- Sl 68.6

· Precisamos de um avivamento pessoal, quando notamos que o nosso coração indica um comportamento rebelde.
·
· Rebeldia! Penso que não há outra palavra que se encaixe melhor para definir nossos dias.
·
· Igrejas cheia de rebeldes que nunca se submetem!
·
· Famílias formadas por rebeldes.
·
· Maridos que exigem submissão, mas que nunca se submetem a Deus e a ninguém. Empregados rebeldes – patrões rebeldes.
·
· Obreiros Rebeldes. Basta um descontentamento e a rebeldia é manifesta na abertura de uma nova igreja – uma nova denominação.
·
· Musica na igreja feita por um amontoado de rebeldes. Músicos e cantores que nunca se submetem!
·
· Não seria isto um sinal da necessidade de avivamento?
A Bíblia diz: I Samuel 15.23.

5. FALTA DE HONESTIDADE: “E a minha honestidade dará testemunho de mim no futuro.” – Gn 30.33

· Precisamos de um avivamento pessoal, ao constatarmos desonestidade em nossa forma de viver.
·
· Desonestidade no trabalho. Empregados que são desonestos com seu tempo no serviço. Mentiras com doenças que não existem, e tempo gasto em coisas que não são necessárias. Mentiras em suas vendas etc...
·
· Patrões que enriquecem a custo de dinheiro desonesto e que ainda forçam seus empregados a toda prática mentirosa.

6. MAU USO DA BOCA. “Pois, quem quiser amar a vida e ver dias felizes, guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade.” – I Pe 3.10.

Precisamos de um avivamento pessoal, quando usamos mal nossa boca.

* 3 coisas fazem com que a boca entristeça a Deus:

· Piadas maledicentes,
· Fofocas
· Murmurações,

Conclusão:

· Precisamos um avivamento pessoal, ao verificarmos que em nossa vida há mundanismo.
·
Envolvimento com jogos, bebedeiras, danças, boate, namoro escandaloso, pessoas que vivem juntas sem serem casadas, jogos de azar, luxuria, falta de critérios no modo de vestir (marcado pela sensualidade e erotismo) etc...
Orem comigo para que Deus faça um avivamento, a começar por mim e por você que estamos aqui nesta bela manhã dominical. Que este fogo se incendeie por toda nossa igreja e cidade.

PORQUE PEDRO CAIU? (Mt 26.69-74; At 2.14,41)

· A vida de Pedro sempre me chamou a atenção.
· Na realidade, vejo que a nossa trajetória espiritual é muito parecida com a deste rude e falante pescador judeu.
· Fica claro que o Pedro que é apresentado pela Bíblia foi uma pessoa que caiu e que levantou.
· E é sobre isso que vamos refletir hoje.

Pedro caiu porque...
I. SUA EXPERIÊNCIA COM DEUS NÃO ERA SUFICIENTEMENTE PROFUNDA

- A base religiosa de Pedro era o judaísmo.
- Sua experiência com Deus resumia-se em: faça isto ou deixe de fazer aquilo.
- Sua relação com Deus não era uma relação de coração, mas baseada em leis e em prescrições.
- Pedro nega a Jesus (cai) porque ainda não tinha desfrutado de uma experiência espiritual que revolucionasse o seu interior.
-
- Não raramente caímos em nossa peregrinação espiritual porque vivemos uma vida cristã pouco profunda.

Pedro caiu porque...
II. CONFIAVA MAIS EM SUA SUFICIÊNCIA DO QUE NA SUFICIÊNCIA DE DEUS

- Pedro demonstrava grande impetuosidade no discipulado com Jesus.
- Mas em determinadas situações, os evangelhos nos revelam um Pedro que confiava mais em seu braço forte do que no poder de Deus.
- Assim Pedro decepa a orelha do servo do centurião (Jo 18.10). Ele achou que poderia reverter o trágico destino do seu mestre.
-
- Ele achou – como nós muitas vezes fazemos – que poderia ser Deus, ou pelo menos, dar uma forcinha para Deus.
-
- Enquanto tentarmos acertar a nossa vida confiando unicamente em nossa força e potencial, é certo que fracassaremos.

Pedro caiu porque...
III. MESMO CONVIVENDO COM JESUS, SUA TRANSFORMAÇÃO FOI PARCIAL E NÃO TOTAL.

- Durante 3 anos Pedro desfrutou da relação íntima com Jesus. Ele comeu, passeou e conversou muito com Jesus. Ele até expulsou demônios! (Mc 6.7).
-
- Mas esse tempo ainda não provocou grandes mudanças em Pedro.
-
- Quantos de nós contamos com uma base cristã, uma educação cristã e ainda assim não notamos grandes mudanças no nosso coração?
-
- Parece que o cristianismo de hoje, altera algumas parcelas do nosso ser, mas não a totalidade.

Por que Pedro caiu? Caiu porque:
- SUA EXPERIÊNCIA COM DEUS NÃO ERA SUFICIENTEMENTE PROFUNDA
- CONFIAVA MAIS EM SUA SUFICIÊNCIA DO QUE NA SUFICIÊNCIA DE DEUS
- MESMO CONVIVENDO COM JESUS, SUA TRANSFORMAÇÃO FOI PARCIAL E NÃO TOTAL.

Apesar de tudo isso, Pedro levantou. Ele levantou porque...

I. TRILHOU O CAMINHO DO ARREPENDIMENTO

- Pedro e Judas fracassaram no discipulado. Ambos traíram a causa de Jesus de Nazaré.
-
- Judas demonstrou remorso pelo que fez. O remorso não foi suficiente, ele se matou...
-
- Pedro arrependeu-se e o arrependimento foi a oportunidade para um recomeço.
-
- O arrependimento segundo Deus nos enche de esperança, vida e de forças para continuar lutando (2 Co 7.10); o remorso produz frustração, derrotismo e morte.
-
- O Pedro que está em pé é um Pedro arrependido.
-
- Sem o arrependimento é impossível desfrutar da vida abundante que o Senhor deseja para nós.

II. RENDEU-SE COMPLETAMENTE A DEUS E AO SEU CHAMADO

- Falo do período onde Jesus, após ressuscitar, aparece a Pedro (Jo 21.15-19)

- Nessa etapa Pedro reconhece que não existem outros caminhos, que não existe outra alternativa para se encontrar o sentido da vida.

- Sua vida fora criada por Deus e agora deveria ser dedicada a ele e ao ministério que lhe foi dado.

- Consigo ver Pedro dizendo: “Chega de fugir das expectativas de Deus para mim!”

- Se quero me levantar de seguidos fracassos, preciso me render total e incondicionalmente ao Senhor e seu chamamento.

III. EXPERIMENTOU DO PODER E DA RENOVAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO

- Para cumprir o seu chamado Pedro precisava de algo mais, precisava de uma força de um poder que ainda não dispunha.

- No dia de Pentecostes, da descida do Espírito Santo, isso aconteceu.

- O Espírito lhe capacitou a fazer coisas que jamais fez antes. Assim Pedro viu desde grandes massas se convertendo a curas e milagres acontecendo em seu ministério.

- Mais do que isso, O Espírito lhe renovava após os grandes desafios e dificuldades. Desse modo a igreja cresceu, cresceu e cresceu...

- O poder e a renovação do Espírito Santo podem ser reais para você e para mim.

- Quando experimentamos seguidos fracassos, seguidas quedas, o poder e a renovação do Espírito constitui o elemento chave para que possamos nos levantar e desfrutar do melhor de Deus para as nossas vidas.

Conclusão:

Os passos para que possamos levantar estão diante de nós:
1. TRILHE O CAMINHO DO ARREPENDIMENTO;
2. RENDA-SE COMPLETAMENTE A DEUS E AO SEU CHAMADO e
3. EXPERIMENTE DO PODER E DA RENOVAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO.

Contando com a graça de Deus e esforço próprio você poderá ter o mesmo êxito de Pedro. Se ele conseguiu levantar e dar a volta por cima, certamente você também conseguirá!

O DEUS DOS MONTES, É TAMBÉM O DEUS DOS VALES - II CRÔNICAS 20:1-18

· A Palestina é um lugar de montes e vales.
·
· Monte simboliza lugar de refrigério, brisa, descanso, de segurança, vitória e confortável para oração.
·
· Monte é um lugar que temos plena visão de tudo o que acontece ao nosso redor. Temos uma visão mais clara sobre os inimigos.
·
· Davi dizia: "O Senhor é a minha rocha..." , quando ele subia nas rochas, conseguia se sentir seguro perante os seus inimigos e tinha o controle de todos os movimentos lá em baixo.
· Monte é um lugar que temos uma visão plena dos acontecimentos e dos inimigos.
·
· Vale é um lugar de nenhuma visão, é um lugar de desconforto, de sofrimento, de angústias e de problemas.
·
· Vale é um lugar onde nos sentimos fracos e impotentes, onde não bate nenhuma brisa, onde facilmente nos desanimamos.
·
· Vale é um lugar de árduas batalhas da nossa vida.
·
· Vale é um lugar onde somos atacados constantemente pelos inimigos, somos atacados de todas as maneiras e de todos os lados. É onde muitas vezes nos sentimos encurralados.
- Quando não é problema financeiro, é enfermidade;
- quando não é enfermidade, é problema de relacionamentos;
- quando não é de relacionamentos, é problema em nosso próprio coração;
- quando não é em nosso coração, é problema com algum ente querido.
-
- Todos os momentos somos encurralados e nos sentimos, às vezes, até desamparados, parece que Deus não está agindo, não está fazendo nada por nós.
- Vale é um lugar de sofrimento.

Mas o Senhor te manda dizer nesta noite:
1. VALE É UM LUGAR ONDE AS VEZES DEUS NOS LEVA PARA TRANSFORMAR A NOSSA VIDA (II Cro. 20:16-17)

- É um lugar onde somos provados e moldados por Deus. Vale não é o fim, e sim, o começo.
- Depois destes dias de vales, o povo nunca mais seria o mesmo.
- A batalha não é nossa, e sim, do Senhor, mas precisamos ser cooperadores dEle.
- Vale é um lugar em que Deus nos mostra que a nossa própria força não vale nada. (...Eu pelejarei por vós...)

Mas o Senhor te manda dizer nesta noite:
II - VALE É UM LUGAR ONDE CONQUISTAMOS AS MAIS BELAS VITÓRIAS DA NOSSA VIDA. (II Cro. 20:21-24)

Vale é o palco das maiores conquistas do povo de Deus.
- Mesmo não tendo nenhuma visão real dos acontecimentos, mesmo não compreendendo nada do que está acontecendo ao nosso redor.
- Mesmo sofrendo até angústias, solidão e se sentindo impotente, a vitória é certa em Nome de Jesus, é só uma questão de tempo para contemplarmos isto.
-
- Vale é um lugar onde contemplamos a vitória do nosso Deus.
-
- Vale é um lugar em que precisamos agir pela fé.
-
- Vale é um lugar onde devemos expressar a Deus o mais belo gesto de gratidão, o louvor - (II Cro. 20:18, 26)

Mas o Senhor te manda dizer nesta noite:
III. VALE É UM LUGAR EM QUE DEUS NOS PROVA QUE ELE É O DEUS DOS VALES TAMBÉM, E NÃO SOMENTE DOS MONTES. (I Reis 20:21-28)

- Eu vou mostrar pra você que: "Eu sou Deus e não há outro além de mim"(Isaías. 45:6)
- Vou mostrar pra você que Eu sou um Deus que opera maravilhas, o Deus que cuida de seus filhos.
- Eu vou mostrar pra você que "Agindo Eu, quem impedirá?..." (Isaías 43:13)
- Vale é um lugar em que Deus te diz: "Não temas, nem te espantes, Eu sou contigo pôr onde quer que andares..."(Josué 1:9)
- Assim diz o Senhor: "Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida..."(Josué 1:5)
- Vale é um lugar em que o Senhor te diz:"...não te deixarei, nem te desampararei..."(Hb. 13:5)
- Neste vale em que você está o Senhor te diz: "Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus..."(Sl. 46:10)

Conclusão:

*É isto que Deus espera de cada um de nós.
*Não é hora de ficarmos parados... com medo...com angústia no coração... *A Palavra de Deus nos garante a vitória.
É por isto que a nossa vida tem que mudar.
* Tem que ser diferente da vida que as pessoas do mundo tem.
* O seu mundo tem que melhorar...
* O seu coração tem de acreditar...
* Você foi chamado por Deus para reinar...
* Você é um campeão com Deus...
* Não permita que a angústia, a inquietação, o medo, a mágoa de alguém... Tome conta de sua vida... Expulse isto de sua vida em Nome de Jesus...


AUTOR: Pr. Maucir Lehn

O QUE FAZER QDO DEUS NÃO QUER FALAR? 1 Sm 28


· Deus já demorou a te responder num momento de grande dificuldade?
· Você já ficou bastante tempo esperando uma resposta de Deus?
· Eu também... Realmente não é fácil.
· A Bíblia também fala de algumas pessoas que não souberam entender a demora da resposta de Deus como Sara e Saul, mas também nos fala de pessoas que souberam esperar como Noé, Jó, Noemi, etc...
·
· O primeiro Rei de Israel, seu nome Saul, "SOLICITADO" passou por um momento assim e não se saiu muito bem. Convido você a aprender com o erro de Saul. Vamos ver o que Deus quer nos falar nesta manhã.

APRENDENDO COM O ERRO DE SAUL....
1. TODA CONSULTA AOS MORTOS, EMBORA SEJA UMA PRÁTICA ANTIGA É CONDENADA EXPLICITAMENTE NA BÍBLIA. I Sm 28.7

· Ele tanto sabia que era errado que no verso 8, veja como ele foi se encontrar com a tal necromante... “Saul então se disfarçou, vestindo outras roupas, e foi à noite, com dois homens, até a casa da mulher.”
·
· No Egito antigo, de onde vieram os judeus, era muito comum.. Ao tempo de Isaías, o costume permanecia. Is 19.3-4.
·
· O povo de Israel foi instruído por um Moisés, preocupado com a imitação da prática das nações vizinhas: Lv 19.31; 20.6

2. RETROCEDA DO PECADO, SEJA EM QUE ESTÁGIO ESTIVER: I Sm 28.9

· Era a hora para ele parar, se dar conta do erro e retroceder. A mulher deu até uma oportunidade para isto. Saul teve a oportunidade de retroceder (quando a mulher tentou se esquivar), mas ele preferiu seguir no seu intento.
·
· Quantas vezes também, na hora do pecado, temos oportunidade de parar, mas não paramos.
·
· Tão firme estava no seu desejo de pecar que Saul chegou a jurar (algo sagrado àquela época) pelo Senhor para levar a mulher a cometer o pecado da necromancia. v. 10.
·
· II Co 4.4
·
· Quando Deus fez silêncio, Saul não teve a humildade de perguntar por quê?
·
· Ele decidiu buscar apoio nas portas do inferno.

3. NUNCA BRINQUE COM O NOME DE DEUS: I Sm 28.10

· Nunca brinque com Deus, nunca brinque de ser crente, isto é coisa muito séria!
·
· Tão firme estava no seu desejo de pecar que Saul chegou a jurar (algo sagrado àquela época) pelo Senhor para levar a mulher a cometer o pecado da necromancia v. 10.
·
· Siga firme com Deus. Não precisamos ter medo da força das trevas. II Tm 4.18
·
· Se nós estamos nas mãos de Deus, não precisamos temer a feitiçaria. Não faz sentido ter medo de "trabalhos" feitos contra pessoas ou instituições.
· Esses trabalhos não podem tocar nos ungidos (seus filhos) de Deus.

4. JAMAIS BUSQUE SOLUÇÕES FORA DE DEUS: I Sm 28.5

* Uma pessoa com medo faz até o que não quer.

- ENTRA EM CONTRADIÇÃO:
Revogou um decreto dele mesmo: desterrado tais “profissionais” no reino: v. 3.

- SE EXPÕE AO RIDÍCULO:
Como vestir disfarces: v. 8. Talvez, neste caso, o uniforme do soldado. - SE DESCONTROLA:
Decorrente do silêncio de Deus: v. 6. Saul o experimentou por sua única culpa.

· Nós também podemos apelar para saídas/soluções fora de nossas convicções, como Saul o fez (v. 7), já que ele tinha desterrado esses profissionais para uma cidade ao norte do reino (En-Dor).
·
· A propósito, há sempre pessoas dispostas a ajudar os outros a cair no buraco:
·
· E pior, estas pessoas podem estar bem próximas a nós. Como no caso de Saul, era um dos seus homens mais chegados.
·
· v. 7 - “Existe uma!” Exclamou rapidamente um dos braços direitos de Saul!
·
· Como ele sabia que ainda existiam pessoas assim no Reino? Certamente porque era cliente dela.
·
· Há sempre gente disposta a te levar a uma profetisa, como se Deus a ela desse o seu conselho (por que não diretamente a você?).
·
· Há sempre gente disposta a te levar a um outro culto onde Deus (por causa das emoções que a liturgia provoca) parece falar mais de perto.
·
· Há sempre gente disposta a te levar a uma igreja onde haja bênção (especialmente se for material) ou a comunicação do medo (para nós que já fomos libertos de todo terror).Cuidado!!!!
·
· Está com problemas financeiros? A Senna acumulou pastor! Vamos fazer um bolão na igreja? Com 5 milhões de dízimo construímos a nova igreja!!! Cuidado com as vozes, cuidado com as profetadas!!

5. OUÇA A VOZ DE DEUS ENQUANTO HÁ TEMPO: I Sm 28.18

· Saul deixou de ouvir a Samuel no tempo próprio, tendo sido pago um alto preço por isto. Agora, queria escutar seus conselhos, estando ele morto.
·
· Existe uma história muito similar no NT, contada por Jesus: Lc 16.27-31
·
· Hoje os meios são: a igreja, por suas vozes (pregador, professor, conselheiro).

· Deus pode usar pessoas e situações estranhas para nos advertir. Ele usou uma jumenta, no caso de Balaão, por exemplo (Nm 22.28). Normalmente, ele usa outras pessoas.
·
· Ouça o que Deus está te falando hoje: Is 55.6

Conclusão:

· Sei que esperar no momento difícil, não nos parece uma boa alternativa, eu sei bem o quanto isto é difícil.
· Mas tenha certeza, esta é a Palavra de Deus para nós, este é o melhor caminho. Vamos ouvir e aplicar esta Palavra em nosso coração. Deus vai honrar nossa decisão de ouvir e esperar Nele.
·
· Assim diz a Palavra do Senhor através de Jeremias: Lm 3.24-25
·
· SE DEUS ESTÁ DEMORANDO PARA VOCÊ HOJE.... ESPERE E CONFIE!

Volte ao Primeiro Amor - Ap 2:1-7

* A grande luta do Cristão deve ser para manter-se firme no Senhor, mantendo sempre acesa a chama do primeiro amor por Cristo e sua igreja até o último instante de sua vida aqui na terra.

* O amor sem o qual os vários dons do Espírito Santo não atingem sua finalidade. O amor, a essência da natureza divina. O amor, a perfeição do caráter humano. O amor, a maior força do universo.

1. O Que é o Primeiro Amor? (I Cor. 13:1-8).

a) Amor profundo por Jesus, a Bíblia e a igreja.
b) Desejo profundo de andar em intimidade com Deus.
c) Desejo ardente de cultuar ao senhor.
d) Amor e comunhão sincera com os irmãos.
e) Dedicação sincera a Cristo e à sua obra, prazer em servir, consagração total.

2. O que nos Leva a Deixar o Primeiro Amor?

a) Amor ao mundo. (Rm. 12:1-2; Tg. 4:4; I João 2:15)
b) A secularização do Cristianismo.
c) Olhar para os problemas alheios ... murmuração.
d) Religião de capa, egoísmo, falta de domínio do Espírito Santo na vida do crente.

3. Como Identificar que Deixamos o Primeiro Amor?

a) Abandono à oração.
b) Falta de prazer na leitura da Bíblia. (Sl. 1:1-3)
c) Substituição do culto ao Senhor por outras coisas como: Festas; aniversários, jogos, shows, passeios etc...
d) Indiferença para com Deus e para com a igreja.
e) Insensibilidade para com as mensagens...
f) Prazer nas coisas mundanas...
g) Infidelidade e indiferença na entrega dos dízimos e ofertas ao Senhor.

4. Exemplo de Pessoas da Bíblia que Deixaram o Primeiro Amor.

a) Os Israelitas na caminhada do Egito para a terra prometida (Canaã) – Murmuração.
b) Sansão: Pecado de desobediência e prostituição.
c) Saul: Pecado de desobediência e rebeldia...
d) Salomão: mundanismo , Mulheres, carnalidade...
e) Os 70 Discípulos de Jesus: (João 6:60,66)

5. Quais as Conseqüências de se Deixar o Primeiro Amor?

a) Nada nos aproveitará se deixarmos o primeiro amor. (I Cor. 13:1-3)
b) O sal perde o sabor. (Mat. 5:13)
c) Esfriamento da fé, afastamento da igreja...
d) Deixar de ser igreja do Senhor Jesus. (Ap. v.5)
Ex.: A igreja do Oriente Médio; Europa – deixaram de ser igrejas de Jesus.
e) Ser vomitado da boca de Jesus. (Ap. 3:16)
f) Separação eterna de Deus. (Inferno).

6. Como Voltar ao Primeiro Amor?

a) Arrependimento (v.5). “Lembra-te de onde caíste! Arrepende-te.”
b) Confissão. (Prov. 28:13-14; Tiago 5:16)
c) Perdão. (I João 1:9)
d) Restituição. “Pratica as primeiras obras” (v. 5)
Ex.: O Filho pródigo. (Lucas 15:11-24)

7. Como Manter Acesa a Chama do Primeiro Amor?

a) Ser cheio do Espírito Santo sempre. (Ef. 5:18)
b) Orar sempre; vigiar sempre; consagração total.
c) Meditar na palavra de dia e de noite. (Js. 1:8; Sl.1:1-3)
d) Ser perseverante até o fim. (mat. 24:13)
e) Manter a comunhão com os irmãos sempre. (Atos 2:44)
f) Estar ligado à igreja em todo tempo. (Hebreus 10:25)
g) Ser fiel e sincero até a morte. (Ap: 2:10b)
h) Olhar sempre para Jesus... (Heb. 12:2)

Conhecer a doutrina correta, obedecer alguns mandamentos, vir os cultos não bastam. É preciso acima de tudo amor sincero a Jesus Cristo e sua Palavra. (II Cor. 11:3; Deut. 10:12).
Devoção sincera e honesta, pureza de vida, santidade, amor à verdade, consagração total ao Senhor. (Jo 21:15).
Volte agora mesmo ao primeiro amor por Cristo Jesus e sua Igreja.

FONTE: http://www.pibmarilia.org.br/sermoes.php?ida6_sermoes=41